Você já deve ter notado alterações na visão ao longo dos anos – muitos necessitam de óculos de leitura por volta dos 60 anos. Os outros sentidos também enfraquecem com o passar do tempo. No entanto, em geral, as alterações podem ser tão graduais que as pessoas aprendem a conviver com elas. Há diversas maneiras de evitar que esses problemas ocorram, tanto pela constante realização de check-ups quanto por simples mudanças no estilo de vida.
Conforme envelhece, seus órgãos sofrem transformações físicas e você ainda vivencia um aumento geral no “limiar sensorial”, isto é, tende a precisar de mais estímulos para que o corpo perceba uma sensação. Aqui está um guia sobre os sentidos:

1. Tato

É possível que você se torne menos sensível a dor, temperatura, vibração e pressão. A pele afina à medida que você envelhece. Se essas alterações se devem apenas à idade ou às condições de saúde, o fato é que ainda estão em debate. Circulação sanguínea deficiente talvez contribua para a falta de tato, assim como carência de vitamina B.

2. Visão

Alterações de visão (presbiopia) relacionadas ao envelhecimento se devem aos cristalinos que se tornam espessos, duros e amarelados. Também há perda de células nervosas e mudanças na reação da pupila à luz. A maioria das pessoas apresenta mais dificuldade em focar letras pequenas e em ver sob pouca luz. As cores aparecem menos brilhantes, e é possível que você esteja bastante sensível a uma luz forte e ofuscante, em especial quando estiver dirigindo à noite.

3. Audição

Estima-se que a perda auditiva relacionada à velhice (presbiacusia) afete mais de um terço dos adultos na faixa dos 65 a 75 anos, e até a metade dos que passam dessa idade. Pode ficar complicado compreender o que as pessoas estão dizendo, sobretudo em lugares barulhentos. Sons estridentes são muito difíceis de decifrar e talvez até impossíveis de ouvir.

4. Paladar

Conforme se envelhece, o paladar enfraquece. Isso pode acontecer por conta de um declínio no número de papilas gustativas, porém a causa principal é a redução do olfato.

5. Olfato

O olfato fica menos aguçado após os 70 anos. Não se sabe se isso se deve a idade, doença ou estilo de vida.

Talvez essas coisas pareçam inalteráveis, mas você é capaz de ajudar a equilibrar qualquer declínio natural usando seus sentidos de forma consciente. Prestar atenção a cheiros, gostos, sons, sensações de tato e imagens com as quais depara faz você apreciar os prazeres da vida. E aperfeiçoar sua percepção pode melhorar e refinar os sentidos.