Espirrar em público é tão constrangedor quanto grosseiro, ainda mais em uma sala silenciosa. Tentar segurar o espirro pode ter a melhor das intenções (por educação ou por não querer chamar a atenção), mas isso pode levar a uma condição médica rara e perigosa.

Foi o que aconteceu com um homem de 34 anos no Reino Unido, de acordo com um caso relatado no British Medical Journal. Depois de tentar abafar o espirro tapando a boca e o nariz, ele sentiu uma sensação de estouro na garganta. O pescoço começou a inchar e ele teve problemas para falar. Depois de sete dias no hospital, onde ele se alimentou através de uma sonda nasogástrica, conseguiu se recuperar. Mas como isso aconteceu?

Quando o muco, um alérgeno, um objeto ou inseto entram no nariz, o instinto natural do organismo é de expulsar o corpo estranho através de um espirro. O diafragma e os músculos entre as costelas se contraem para expulsar o invasor. É um reflexo automático (e incontrolável), que tem por objetivo liberar as vias aéreas do organismo.

Um espirro é muito poderoso. Dependendo do tamanho do nariz e da capacidade dos pulmões, a velocidade pode chegar até 160 km/h! Fechar o nariz ou a boca fará com que o ar encontre outras vias e cause danos inesperados.

Dependendo do tamanho do nariz e da capacidade dos pulmões, a velocidade pode chegar até 160 km/h!

“Se você tentar suprimir o ar que vem dos pulmões, pode causar danos ao local onde se encontram os ossos do ouvido”, adverte o Dr. Jeffery Gallups, diretor do Instituto ENT, especializado em questões sobre ouvidos, nariz e garganta, em Atlanta. A força do ar sendo comprimido para as trompas de Eustáquio podem afetar os tímpanos e os ossos menores que vibram quando escutamos sons.

Leia também: As surpreendentes confissões de um vírus da gripe

Uma outra possibilidade, apesar de muito rara, é a ruptura espontânea da faringe. Foi o que aconteceu com o homem não-identificado do Reino Unido. O espirro que ele conteve fez com que bolhas de ar invadissem os tecidos do pescoço e do peito. “Parar o espirro bloqueando as vias aéreas é uma atitude perigosa”, diz o autor do estudo publicado no British Medical Journal, “e deve ser evitada, pois pode levar a inúmeras complicações.” Se você tem osteoporose ou teve um aneurisma cerebral, as consequências podem ser ainda piores.

Já que não existem formas seguras de segurar um espirro, vá em frente. Preste atenção, porém, aos que estão ao seu redor. Espirre em um lenço ou com a parte interna do cotovelo, mas descarte-o em seguida ou lave-se para evitar germes.

POR ELIZABETH MANNEH

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!