Existe todo um arsenal de suplementos vitamínicos hoje disponível. Tomá-los pode fazer uma enorme diferença para sua saúde e seu bem-estar geral. Mas há ciladas que devem ser evitadas!

Confira a seguir 8 dicas que podem te ajudar a tomar suplementos vitamínicos com mais segurança:

1. Tome suplementos com comida

Tomar o seu complexo multivitamínico a qualquer hora do dia é quase tão eficaz quanto tentar apagar um incêndio com uma lata de água.

Se o seu corpo não conseguir absorver as vitaminas e os minerais daquele comprimido tamanho família, ele não será de grande serventia.

Para garantir a máxima absorção, a maioria das vitaminas e minerais funcionam melhor quando tomados às refeições (mas verifique qualquer restrição no rótulo).

Turma da Mônica e Corpo Humano

2. Não tome suplementos vitamínicos no café

Você pode perder importantes benefícios por isso. Ao que parece, a cafeína interfere com a capacidade do organismo de absorver uma série de elementos.

Por isso, o Instituto Brasileiro de Plantas Medicinais aconselha que não se tome chá ou café por 15 minutos antes ou depois de tomar suplementos vitamínicos. Em vez disso, tome-os com água à temperatura ambiente.

3. Tome vitaminas em solução oral

Se você tiver problemas para engolir comprimidos, optar por uma solução oral é uma boa ideia. Pergunte ao seu médico se o medicamento também existe em forma de solução (xarope ou gotas). Existem também opções em cápsulas gelatinosas.

4. Tome vitamina D

Também chamada de “vitamina do sol” por ser produzida na pele à exposição solar, a vitamina D pode proteger contra muitos tipos de câncer. Ela também ajuda a manter os ossos mais fortes e a reduzir os riscos de diabetes tipo 2.

Além disso, ela também é capaz de combater a esclerose múltipla e aumenta a imunidade.

Todos que não se expõem com frequência ao sol devem procurar suplementos vitamínicos que contenham a vitamina D.

5. Verifique a sua fonte de cálcio

Precisamos de aproximadamente 700 mg por dia de cálcio elementar extraídos de alimentos ou suplementos vitamínicos. Quando tomar, escolha o citrato de cálcio, pois é mais bem absorvido pelo organismo do que o carbonato de cálcio.

No entanto, como o citrato de cálcio contém menos cálcio elementar, é possível que você tenha de tomar uma dose mais alta.

6. Hortelã para a indigestão

Trata-se de um remédio tradicional e eficaz para todos os tipos de transtornos intestinais, da indigestão à flatulência. O óleo de hortelã estimula a secreção de sucos gástricos e melhora o fluxo da bílis, ajudando o corpo a digerir gorduras.

Mas não tome se você tiver azia ou refluxo: ao relaxar o esfíncter que controla o fluxo do esôfago até o estômago, os sintomas podem se agravar.

7. Fique longe de drogas para o aumento da potência sexual

É perigoso comprar on-line produtos à base de plantas e outros suplementos vitamínicos que prometem aumentar a sua potência sexual.

Muitos produtos do gênero contêm drogas. ervas e outros ingredientes que não vêm explicitados no rótulo e que podem interagir com outras drogas que você esteja tomando. Isso pode desencadear uma reação alérgica e colocar a sua vida em risco.

Se você tiver uma disfunção erétil persistente, converse com o seu médico. Em diversos casos, uma artéria entupida ou a diabetes são os verdadeiros culpados.

8. Cuidado com os contaminantes

Estamos acostumados a crer que qualquer coisa vendida na farmácia ou nas lojas de produtos naturais é segura. Assim, nunca nos passa pela cabeça que algumas soluções podem conter altos níveis de metais pesados.

Entretanto, já foram relatados casos de envenenamento por chumbo, arsênico e mercúrio em remédios fitoterápicos.

Os sintomas variam de dores de cabeça nas articulações e nos músculos e enjoos, confusão mental e perda de memória.

Somente compre fitoterápicos com registro no Ministério da Saúde e no da Agricultura impresso na embalagem para suplementos e alimentos funcionais.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!