Da Europa Ocidental aos EUA e ao Japão, milhares de estações termais no mundo inteiro prometem alívio para a osteoartrite, a artrite reumatoide, dores nas costas, fibromialgia e lesões decorrentes de traumatismos. Suas afirmações baseiam-se nas propriedades curativas da água, em particular da água mineral de fontes termais e também da água do mar, como ao redor do Mar Morto. Além de tratamentos à base de água, conhecidos como balneoterapia, as estações termais oferecem massagens, banhos de argila, tratamentos com algas marinhas e exposição a gases naturais.

Há tempos o poder calmante da água é usado para tratar doenças, em especial nas articulações e nos músculos. Embora haja controvérsia, estudos mostram que o contato com a água proporciona alívio dos sintomas. Inclusive enxaqueca e dores que aparecem durante um ano de trabalho, podem ser aliviadas por essas águas.

Esses tratamentos são eficazes?

É difícil quantificar a eficácia dos tratamentos nas estações termais. Mas um estudo francês confirmou “melhora persistente” em pacientes com doenças muscoesqueléticas dolorosas após tratamentos em estações termais. E uma pesquisa conduzida pela Universidade de Pádua relatou “benefícios claros e a longo prazo” a pacientes com espondilite anquilosante que receberam uma combinação de tratamentos oferecidos nas estações termais e exercícios de reabilitação. Algumas das terapias mais comuns e seus benefícios estão descritos a seguir:

1. A massagem tem uma série de benefícios comprovados, desde redução de pressão arterial e do estresse até alívio de enxaquecas e dor muscoesqulética,

2. A drenagem linfática pode reduzir o inchaço causado pela remoção de linfonodos. Essa forma de tratamento costuma ser indicada por médicos, desde que o profissional seja qualificado.

3. Talassoterapia – Terapias com água salgada e algas envolvem o toque – elemento-chave para induzir a sensação de bem-estar. Um estudo brasileiro descobriu que pacientes com fibromialgia obtiveram maiores benefícios com o exercício na água salgada do que na água de uma piscina comum.

4. Piscina aquecida – O calor relaxa os músculos, alivia a dor nas articulações e facilita a circulação; a flutuação aumenta a amplitude dos movimentos das articulações; a resistência ajuda a fortalecer os músculos. O exercício na água morna é um elemento-chave na balneoterapia.

5. Bandagens – Bandagens de lama, argila e algas são usadas para o alívio de doenças artríticas. Um estudo realizado por pesquisadores italianos confirmou a eficácia de tratamentos à base de lama para a fibromialgia.