A necessidade das senhas veio com o espaço que a internet ocupou nas vidas de muitas pessoas nos últimos anos. Com elas é possível acessar e-mails, contas de banco, redes sociais, aplicativos… a lista é interminável. E, por isso, criar uma senha digital forte – e, de preferência, que seja fácil de lembrar – tornou-se uma necessidade. Afinal, também existem bandidos virtuais prontos para roubar informações e lucrar com isso.

Portanto, criar uma senha digital forte para proteger suas informações é muito importante. Mas como criar uma senha forte o suficiente? Veja algumas dicas para não correr riscos:

1. Não utilize dicas óbvias

Muitos hackers utilizam programas que descobrem senhas fracas facilmente. Porém, uma das ferramentas mais eficazes para isso continua sendo algo totalmente diverso: a engenharia social. Esta é uma técnica que consiste em descobrir elementos significativos sobre o alvo, tais como informações pessoais, gostos ou preferências, já que muitas pessoas tendem a inclui-las em suas senhas pessoais. Portanto, tenha cuidado ao conversar com pessoas através da internet ou mesmo pessoalmente; prefira senhas sem informações óbvias sobre você.

2. Sua senha digital deve ser complicada o suficiente

Ao criar uma senha, certifique-se de incluir caracteres especiais, misturar letras maiúsculas e minúsculas e utilizar números. Isso dificulta a ação de ladrões virtuais, já que os programas demoram muito mais tempo para decodificar senhas com esses caracteres. Algo como Ex3mpl0@, mas que seja fácil para você se lembrar.

3. Nunca utilize senhas de cartões bancários

Para facilitar, muitas pessoas usam as mesmas senhas de cartões bancários (ou as incluem na senha digital). Nunca faça isso, porque se a sua senha acabar sendo descoberta, colocará em risco também o seu dinheiro.

4. Não repita a mesma senha

Da mesma forma, procure não repetir as senhas digitais em outras contas. Por exemplo, se você usa Exempl01 para o Facebook, não use Exempl02 para o seu e-mail. Procure diversificar sempre que possível.

5. Aposte na quantidade de caracteres

Senhas fortes possuem, pelo menos, 12 caracteres em sua composição. O número pode parecer grande e difícil de ser administrado, mas é necessário para diminuir as chances de roubo.

6. Segurança virtual é assunto sério

Se você é daqueles que não têm preocupação com segurança virtual, pense duas vezes. Muitas pessoas pensam que cibercriminosos podem não ter interesse em suas informações pessoais, mas isso não é verdade: qualquer dado é valiosíssimo. Os crimes mais comuns no Brasil, segundo a TrendMicro, empresa especializada em segurança digital, estão entre roubo de Informação Pessoal Identificável (RG, CPF, números de telefone entre outros) até históricos escolares ou mesmo registros médicos. Esses roubos podem servir como moeda de troca para cibercriminosos lucrarem com a exposição indevida através da venda desses dados. Por isso, investir em formas de aumentar a sua segurança virtual é imprescindível. Não deixe para depois!

7. Estas são as senhas mais comuns. Não as repita!

Um relatório divulgado pela empresa de segurança digital SplashData em 2017 revelou as 100 senhas mais comuns utilizadas por usuários ao redor do mundo. O resultado é surpreendente, como é possível observar nas dez primeiras da lista:

  1. 123456
  2. Password
  3. 12345678
  4. qwerty
  5. 12345
  6. 123456789
  7. letmein
  8. 1234567
  9. football
  10. iloveyou

Evite criar uma senha digital que seja parecida com as acima. Senhas como essas causaram prejuízos financeiros a diversas empresas no mundo inteiro, bem como a usuários que tiveram seus dados roubados e divulgados.

Mas se ainda assim você sentir dificuldades em criar uma senha forte…

É claro que criar uma senha digital forte o suficiente demanda um pouco de tempo que nem todos têm. O descuido de muitos usuários vem, principalmente, da quantidade necessária de senhas para acessar redes sociais, bancos etc. Daí, muitos preferem utilizar apenas uma senha para diversas contas.

A situação complica ainda mais para os idosos, pois um dos problemas mais comuns da idade avançada é a perda de memória gradativa. E mesmo para pessoas mais jovens, guardar diversas senhas pode ser complicada. Falando especificamente da memória, existem técnicas que podem ajudar na hora de memorizar uma informação importante.

Entretanto, existem diversas maneiras de gerenciar suas senhas, desde lembretes em papel até aplicativos que prometem guardá-las com segurança, como o LastPass. Invista em algumas dessas saídas para não passar por inconvenientes no futuro.