Fazer uma live vai muito além de apertar um botão. Existem recursos para melhorar a qualidade da transmissão.

As lives são o programa do momento. Durante o isolamento social por causa do coronavírus, muitos artistas, cantores e até médicos resolveram fazer transmissões ao vivo para falar sobre assuntos diversos.

A principal plataforma de transmissão das lives atualmente é o Instagram, mas outras ­– de música, por exemplo – são veiculadas no Facebook ou YouTube, por oferecerem mais possibilidades de câmeras ao mesmo tempo e, assim, darem uma impressão mais profissional.

Antes de fazer uma live, trace o seu público-alvo. Você quer falar sobre um produto novo, sua marca, fazer um tutorial de maquiagem ou uma entrevista?

Dessa forma, fica mais fácil escolher uma das redes sociais que melhor se encaixe na sua proposta.

Confira abaixo algumas dicas para fazer lives no Instagram, Facebook e Youtube.

1 – Instagram

Foto: Drazen Zigic/iStock

A vantagem de usar o Instagram para fazer uma live é que você só precisa de um celular e uma internet boa. Em 2016, o recurso de transmissões ao vivo do aplicativo deu um upgrade, possibilitando o compartilhamento de tela por duas pessoas.

Ao abrir o Instagram, arraste a tela para a esquerda ou clique no ícone de câmera no canto superior esquerdo. Várias opções de gravação vão aparecer abaixo da bolinha branca – onde se aperta para iniciar as gravações. Vá para a esquerda e selecione a opção “Ao vivo”.

As transmissões no Instagram têm duração máxima de 60 minutos, mas você pode encerrá-la no momento que quiser. É necessário ter um bom planejamento para ter assuntos relevantes durante o ao vivo. Os espectadores podem fazer perguntas nos comentários, mas o aplicativo criou um botão específico para perguntas. Ao selecionar o ícone de ponto de interrogação, ao lado de onde escreve comentários, você pode ter acesso a todas as perguntas que são feitas ao longo da live e respondê-las em tempo real.

Para convidar alguém para participar da live com você, basta clicar no ícone de duas carinhas, no canto inferior. Então, é só procurar o perfil do seu convidado e selecioná-lo. Caso alguém queira participar da sua live, também é possível, mas é o convidado que faz o pedido apertando em “Solicitar”, e depois em “Enviar solicitação”, após o início da transmissão. Assim, o anfitrião pode permitir ou negar o convite.

Para terminar a transmissão basta apertar em “Encerrar” no canto superior direito e depois em “Encerrar Vídeo ao Vivo”. A live ficará salva nos Stories por 24h, mas você também pode fazer o download para o seu celular ou fixar o vídeo no IGTV.  

2 – Facebook

Foto: g-stockstudio/iStock

O Facebook ainda é a rede social mais usada no mundo, portanto é provável que boa parte do seu público esteja disponível na plataforma. As transmissões no Facebook podem ser feitas tanto no seu perfil pessoal quanto na página profissional.

Para iniciar a live, basta entrar no seu perfil e ir até a área de compartilhamento de status (“No que você está pensando, fulano?”). Se estiver no computador, clique nos 3 pontinhos e depois em “Vídeo ao vivo”. Caso sua transmissão seja pelo celular, basta apertar direto na opção “Ao vivo”.

Se for fazer na página profissional, acesse a página e clique na opção “Iniciar um vídeo ao vivo”. Em seguida, basta preencher o campo da descrição do seu vídeo e clicar em “Iniciar transmissão ao vivo”

Compartilhamento de Tela

Caso você queira ensinar algo ao vivo mostrando o passo-a-passo na tela, é possível compartilhar a tela do seu computador com seus espectadores. Para isso, você vai precisar de um servidor de streaming. Um dos mais utilizados é o Open Broadcaster Software (OBS), que é gratuito e simples de usar.

Abra sua página profissional no Facebook e vá na aba “Ferramentas de publicação”, na parte superior da tela. Em seguida, no menu à esquerda, clique na opção “Biblioteca de vídeos”, e depois em “Ao vivo”, no canto direito superior. Neste passo, vai aparecer uma tela com alguns links. Copie o  último URL, descrito em “Chave de stream” e cole no sistema de streaming.

Mas, atenção! Após fazer o link do Facebook com o streaming, você tem que começar a live em até 5 horas. Caso demore mais, é preciso pegar outro link. Depois, você pode ajustar a descrição do vídeo e a qualidade, e até criar um evento para a sua live. Mesmo com essa ligação, sua live só dará início após você clicar em “Transmitir ao vivo”, no Facebook.

3 – YouTube

Foto: Tzido/iStock

Para fazer uma live no YouTube, você precisa ter uma conta na plataforma. Então, clique no ícone de câmera (com um símbolo de + no meio), no canto superior direito, e depois na opção “Transmitir ao vivo”.

Depois, basta ajustar as configurações da sua live. Defina se será uma transmissão pública, privada ou particular e se será agendada. Você pode incluir o local (cidade) de transmissão, utilizando o GPS. Defina uma descrição e uma categoria para a sua live.

Em Configurações Avançadas, escolha se pretende restringir os comentários, aplicar limite de idade ou informar que sua live é paga.

Se for agendar a transmissão, clique na chave, em “Programar para mais tarde”, e escolha um dia e hora para iniciar sua transmissão. Clique em “Próxima”, e então o YouTube vai iniciar uma contagem regressiva de 3 segundos para tirar uma foto e usar como capa (thumbnail) da sua live.

Em seguida, você pode compartilhar o link da transmissão ou enviá-lo nas redes sociais.

Para iniciar, basta clicar em “Transmitir ao vivo”. Se a live estiver agendada, clique em “Concluído”.

O passo-a-passo é o mesmo caso você queira fazer uma live pelo Youtube no computador ou celular.