Faça uma busca
|
Publicado em: 6 de abril de 2021

13 dicas para escolher o berço ideal para o seu bebê

Tire suas dúvidas e veja como escolher um berço seguro para o seu bebê.

Imagem: Vera Livchak/iStock

Preparar a vida e a casa para a chegada de um bebê não é nada fácil. São muitos detalhes que os novos pais devem ficar atentos para garantir o conforto e a segurança do pequeno. Dentre essas preocupações, a escolha do berço ideal é uma das que mais preocupa os pais de primeira viagem. Afinal, o bebê passará boa parte do tempo dentro do berço e há diversos modelos no mercado. Pensando nisso, separamos algumas dicas para ajudá-lo a saber como escolher o melhor berço para o seu bebê.

13 dicas para escolher o berço ideal

Antes de começar a escolher o berço para o seu bebê, é importante pensar bem na posição em que ele ficará no quarto. É preciso ficar atento para não posicioná-lo muito perto de janelas, embaixo de ventiladores, aparelhos de ar-condicionado ou perto de tomadas. Se o local recebe a luz do sol durante um horário específico, não se esqueça de pensar nisso também, pois os raios solares diretamente no bebê durante um certo período do dia podem fazer muito mal. Veja agora algumas dicas para não errar na escolha do berço do seu filho!

Leia também: Enxoval de bebê: como montar uma lista perfeita

1. Confira o tamanho do espaço

Bom, agora que você já escolheu o local onde irá posicionar o berço, é importante medir o espaço. Dessa forma, você saberá exatamente o tamanho do berço que irá poder comprar e isso irá ajudar bastante na hora de escolher o modelo. Pode parecer uma dica meio óbvia, mas pode evitar muito estresse.

2. Observe as medidas do berço

Para garantir a segurança do bebê, a largura das grades não pode ser maior que 6,5 centímetros, entre o estrado e as grades não pode haver mais de 2,5 cm e do topo da grade até o estrado não deve haver menos que 60 cm. Dessa forma o bebê não corre o risco de se mexer e cair entre os espaços do berço.

3. Escolha marcas de confiança

É sempre muito importante conferir e pesquisar a reputação da loja e dos fabricantes antes de comprar o berço. Observe também se o produto possui o selo do Inmetro.

4. Vá até uma loja para avaliar o produto

Sempre que possível tente testar bem o produto antes de efetuar a compra. Verifique as travas, as funcionalidades e resistência para ter certeza de que está fazendo uma compra boa.

5. Observe os detalhes

Observe bem as quinas, parafusos, fiapos de madeira e outras peças de acabamento do berço. As quinas, se não forem arredondadas, podem machucar o bebê, assim como os fiapos de madeira e parafusos à mostra ou desprotegidos também. Às vezes, são utilizados alguns acabamentos de plástico para revestir os parafusos, por exemplo, mas certifique-se de que eles estão bem presos. Pois estes acabamentos geralmente são peças pequenas que podem ser facilmente engolidas.

6. Verifique o tipo de rodinhas

As rodinhas dos berços são uma questão polêmica. Depende muito do gosto de cada um, porém é preciso ficar atento. A vantagem de ter rodinhas é que isso facilita o transporte e a mobilidade do berço pela casa. Por outro lado, as rodinhas também podem ser causar acidentes caso sejam esquecidas destravadas ou não tenha um sistema de trava muito bom. Portanto, avalie todas essas questões antes de optar pelas rodinhas e teste o sistema de travas das rodas na loja caso opte por um berço com essa função.

Leia também: Andador infantil: usar ou não usar? Pediatras respondem

7. Atente-se ao tipo de material

Madeira e MDF são os materiais mais utilizados para berços. Atualmente, a opção que tem agradados mais é o MDF por ser mais econômico. É um material menos resistente que a madeira, mas como será utilizado por um ser levinho e só por um período de tempo, não há grandes preocupações. Porém, como dito antes, pesquise sobre a qualidade do fabricante e do próprio MDF para não comprar um com uma qualidade duvidável.

8. Fique atento às grades móveis

14 dicas para escolher o berço ideal para o seu bebê
Para escolher um berço ideal é preciso ficar atento aos vários aspectos do produto. (Imagem: petrunjela/iStock)

A grade móvel também é uma opção que vai mais da escolha e preferência dos pais. A grade móvel facilita o acesso dos pais ao berço quando o bebê é mais novinho. Porém, ela também tem seus perigos, pois com um bebê maior e com um sistema de trava defeituoso ela pode causar acidentes. Portanto, cheque bem a segurança dessa grade quando for comprar.

9. Verifique o mosquiteiro

O acessório que pode ser muito necessário em alguns lugares do Brasil, infelizmente, também pode acumular muita poeira e causar na criança alguma reação alérgica. Além disso, se optar por ele, tenha certeza de que o bebê não terá nenhum tipo de acesso a ele. Pois o bebê pode acabar puxando, rasgando ou até se enrolar nela. Se possível, opte por tela nas janelas do quarto do bebê.

10. Escolha bem os colchões

Escolher o colchão também é um passo importantíssimo e fundamental dessa missão. O Instituto Nacional de Estudos do Repouso recomenda que colchões de berço para bebês de até 3 anos tenha densidade 18. Pesquise sempre a qualidade do objeto e teste antes de comprar se possível. Ele não deve ser nem muito mole, nem muito duro.

11. Cuidado com os berços sob encomenda

Se preferir não comprar em uma loja, ou se quiser um berço mais customizado, é possível encomendar o móvel com um marceneiro. Mas tenha cuidado e atenção. Procure um profissional sério e de confiança que cuidará de todas as medidas de segurança. Na hora da entrega, teste tudo direitinho.

12. Cuidado com berço de segunda mão

Outra opção para os que não podem ou não querem gastar é adquirir um berço de segunda mão ou pegar emprestado. Nesse caso, também é preciso ter muita atenção. Não é recomendável berços muito antigos, pois esses podem estar desgastados e com os sistemas de segurança gastos. Portanto, se optar por um berço de segunda mão, trate de ter certeza de que o móvel está mesmo sob boas condições e apto para ser utilizado por mais alguns anos.

13. Observe as funcionalidades extras

Existem diversos modelos de berço e a escolha vai depender do espaço disponível para o mesmo, do que os pais preferem e do quanto estão dispostos a pagar também. Existem berços que podem servir de mini camas no futuro, mas são maiores, outros tem gavetas embutidas na parte de baixo ou na lateral, alguns modelos também têm trocador de fraldas acoplado. Portanto, pesquise muito bem para ver que modelo se adapta melhor ao seu espaço e ao seu bolso, mas sempre lembre-se de observar a qualidade do produto e o fabricante.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados