Faça uma busca


|
Publicado em: 26 de janeiro de 2021

Quarto montessoriano: método de decoração estimula desenvolvimento das crianças

Descubra como a decoração pode ajudar no desenvolvimento do seu filho.

Imagem: monkeybusinessimages/Istock

O método Montessori é voltado para o desenvolvimento da criança e incentiva a autoeducação. Ele é aplicado de diversas maneiras, como em quartos projetados para que os pequenos tenham tudo ao alcance das próprias mãos e interajam com todos os objetos do ambiente.

Mas lembre-se de que é um quarto planejado para estimular a curiosidade e a autonomia dos bebês e crianças, então tudo o que for escolhido para a decoração deve oferecer total segurança para eles.

O que é o Método Montessori?

A metodologia, criada pela educadora italiana Maria Montessori, em meados de 1907, considera o uso de espelhos, para que a criança se reconheça e veja que ela também pode ficar sozinha, sem ser uma parte totalmente dependente dos pais. A educadora, pedagoga, psicopedagoga e criadora da página Nenena Criativa, Bruna Bruno, explicou como móveis pensados para as crianças podem auxiliar no desenvolvimento.

Quarto montessoriano
Prateleiras na altura das crianças é ideal para que elas escolham o que querem ouvir de história ou qual brinquedo querem usar (AaronAmat/iStock)

“O método oferece liberdade e estímulo para o desenvolvimento físico e mental da criança. A autonomia é muito importante, além de adaptar o ambiente aos olhos da criança, deixando acessível. O quarto Montessori nada mais é que um ambiente adaptado ao olhar da criança. Cama baixa para a criança ter mobilidade, prateleiras e brinquedos de faço acesso. Além de um pequeno guarda-roupa ou arara, para o pequeno pode escolher e se vestir sozinho. Ah, o espelho também é importante! Pois a criança se conhece através dele”, contou a especialista.

Quando planejar um quarto montessori?

De acordo com Bruna, que também é mãe da Helena de 1 ano e aplica o método em casa, não há uma idade determinada para iniciar o incentivo à autonomia da criança com o método Montessori.

Sendo assim, o primeiro quarto do bebê já pode ser planejado desse jeito, levando em conta os primeiros contatos dele com objetos, cores e formas que devem estimular a visão e imaginação, com móbiles com desenhos geométricos, por exemplo.

Nos meses e anos seguintes, é só ir adaptando o ambiente, com uma cama maior, mais travesseiros, brinquedos que exigem mais atenção, como livrinhos e peças para encaixar. Além disso, você pode criar brinquedos mais simples e sem gastar nada, usando o que tem em casa.

“Nos primeiros meses de vida, os elementos Montessori irão estimular os sentidos, principalmente a visão, com móbiles com desenhos geométricos, por exemplo. Para criar brinquedos, basta reutilizar coisas que tenha em casa e um pouco de criatividade. Um bem interessante e com custo zero, é a caixa de tesouros, que consiste em objetos do dia a dia da casa, como colher de pau, esponja, tigela, utensílios de cozinha de silicone e madeira. O bebê vai “descobrir” as texturas e explorar de forma rica todos os detalhes. É interessante fazer um rodízio de objetos ao longo do tempo. Essa atividade pode ser feita a partir dos 3 – 4 meses”, recomendou a psicopedagoga Bruna Bruno.

Ideias de brinquedos Montessori para fazer em casa

Ainda falando nos brinquedos que estimulam a autonomia da criança e que podem ser feitos com materiais baratos ou que você já costuma ter em casa, a especialista garante que até uma garrafa pet pode dar origem a uma atividade que desenvolve os sentidos.

Brinquedos criados com utensílios domésticos
Utensílios domésticos podem virar brinquedos estimulantes para as crianças (AaronAmat/iStock)

Um dos brinquedos Montessori mais interessantes que existem é a garrafa sensorial. É uma atividade muito rica. Basicamente, é uma pequena garrafa (dessas de refrigerante “caçulas”), com algum elemento. Pode ser botão colorido e água, areia, terra, continhas, glitter… ou seja, uma infinidade.

Bruna mora no Rio de Janeiro e adora levar sua filha para brincar e fazer caminhadas na praia. Em um desses passeios, ela criou uma garrafa sensorial inspirada no mar.

Aqui em casa, recentemente, fiz uma garrafa sensorial da praia. Peguei um pouco de água do mar, areia e conchinhas. Minha filha brinca bastante. Essas garrafas trabalham a visão, audição, olfato, tato, ou seja, todos os sentidos! Tudo depende do material usado e objetivo da atividade – explicou.

Veja alguns modelos de quartos montessorianos:

(Radmila/iStock)

Prateleiras baixas são uma ótima opção para que a criança escolha seus livros.


(FamVeld/iStock)

Se o quarto puder ter todos os objetos na altura da criança, melhor ainda.


(FamVeld/iStock)

Brinquedos que fiquem acima da criança, inclusive na cama, são bons para estimular a visão.


(monkeybusinessimages/Istock)

É importante contar com tapetes no quarto das crianças, para que elas fiquem confortáveis para brincar no chão.


Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados