Faça uma busca


|
Publicado em: 5 de fevereiro de 2021

Grávidas podem transferir anticorpos contra a covid-19 para bebê, diz estudo

De 83 grávidas diagnosticadas com covid-19, 72 transmitiram anticorpos para os filhos.

Imagem: Lordn/iStock

Já estamos completando quase um ano desde que a OMS declarou que estávamos vivendo uma pandemia ocasionada pelo novo coronavírus. De lá para cá, muita coisa aconteceu e muita coisa mudou. A novidade mais recente trata da possibilidade de grávidas transferirem anticorpos contra a covid-19 para os seus bebês. 

Segundo uma pesquisa realizada pelo Pennsylvania Hospital, na Filadélfia, e publicada na revista médica JAMA Pediatrics, de 83 gestantes que foram diagnosticadas com a covid-19 e participaram do teste, 72 transmitiram anticorpos do vírus para os seus filhos. 

Leia também: Estudo revela novos sintomas de Covid-19

De acordo com o estudo, foi encontrado nesses bebês por meio de uma análise de sangue do cordão umbilical o IgG, anticorpo que costuma aparecer mais para o final da infecção e que permanece por um período prolongado no corpo. 

Um dado bastante interessante é que quanto mais tempo passado entre a contaminação da mãe e o parto da criança, mais anticorpos são transmitidos. 

Dos 11 bebês que tiveram os resultados do exame negativados, 5 deles eram filhos de mães que apenas tiveram detectado o IgM, o anticorpo que aparece poucos dias após a contaminação e indica que a doença está ativa. Os outros 6 nasceram de mães que apresentaram um número muito baixo de IgG. 

Acredita-se que as transmissões desses anticorpos ocorram por meio da placenta. 

O perfil das mães que participaram do estudo

Grávidas
Imagem: SbytovaMN/iStock

O perfil das mães que participaram da pesquisa foi bastante variado. Com idades entre 28 e 35 anos, essas mães eram em maioria mulheres negras, brancas, asiáticas e hispânicas. 

No que tange o nível de infecção, havia tanto mulheres assintomáticas quanto mulheres que apresentavam quadros leves, moderados e graves da doença.

Vale mencionar que 1471 gestantes foram consideradas e testadas para participar do estudo, mas apenas 83 delas foram diagnosticadas com a covid-19.

A transmissão de mãe para filhos não é comum

Grávidas
Imagem: Prostock-Studio/iStock

Ao que tudo indica, a transmissão da covid-19 das mães para os filhos é algo bem raro. E isso se deve porque o IgM, aquele anticorpo que indica que a pessoa ainda está doente, é bem menos transmitido de mãe para filho. 

Leia também: Quão perigosas são as novas mutações do Coronavírus?

Isso corrobora com evidências já defendidas atualmente, que acreditam que a transmissão neonatal e placentária de covid-19 apesar de possível, não é comum. 

Embora ainda seja necessário mais estudos para confirmar essa possibilidade de transferência de anticorpos de mães para filhos, a hipótese foi recebida com bons olhos pelos cientistas. Até mesmo porque os dados obtidos podem ajudar a pensar em uma estratégia de vacinação para gestantes. 

Agora é esperar por mais estudos e torcer para que os resultados sejam tão positivos quanto estes. 

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados