Faça uma busca


|
Publicado em: 31 de janeiro de 2021

Ineficazes? Máscaras caseiras são proibidas na Europa

Decisão europeia levanta dúvidas sobre eficácia das máscaras caseiras contra a Covid-19

Imagem: iStock

Com o surgimento de novas variantes ainda mais contagiosas do coronavírus na Europa, diversos países do continente têm se esforçado para conter este avanço. Uma das medidas tomadas por Alemanha e França foi a de banir o uso de máscaras caseiras em locais públicos.

Leia mais: Covid-19: conheça o plano de vacinação do Ministério da Saúde.

Em ambos os países, as máscaras utilizadas por quem quiser sair de casa precisam ser do modelo cirúrgico da categoria 1, como a N95.

Nada de máscaras caseiras, Europa permite apenas máscara cirúrgica para prevenção de covid-19
mascara cirurgica para prevenção de covid-19. Créditos: CDC/Pexels

O que diz a OMS?

Apesar da restrição na Alemanha e na França, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o uso de máscaras caseiras e assegura sua eficácia, desde que sejam feitas preferencialmente com três camadas de materiais diferentes.

Por todo o mundo, e também bastante no contexto brasileiro, as máscaras caseiras se tornaram populares por serem fáceis de confeccionar e bem mais baratas do que as máscaras cirúrgicas.

No início da pandemia, ainda em março de 2020, as máscaras cirúrgicas passaram por um aumento de preço que chegou a 3.000%. Agora, em janeiro de 2021, é possível encontrar máscaras do tipo 1 por valores a partir de 30 reais a unidade, o que ainda as torna inacessíveis para boa parte do país.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados