Faça uma busca
|
Publicado em: 2 de novembro de 2021

De casamentos a funerais: veja 8 curiosas despedidas

Há inúmeras formas de dizer adeus, conheça algumas delas

Imagem: Jan Sochor/Alamy Stock Photo

Dizer adeus nunca é fácil. Contudo, as despedidas estão presentes ao longo de toda nossa vida: sair da casa dos seus pais para ir a faculdade, se despedir da solteirice, abandonar um emprego de muitos anos e por aí vai.

Leia também: Luto: por que a morte de famosos gera mais impacto em nossas vidas?

E não são apenas os humanos que têm rituais de despedida, alguns animais também fazem isso. A seguir confira 8 diferentes despedidas que ocorrem (ou ocorreram) ao redor do globo, de casamentos a funerais.

8 curiosas despedidas

Día de los Muertos

dia de los muertos
Mulheres preparadas para o Día de los Muertos. (RogerioCavalheiro/iStock)

O Dia dos Mortos ou “Día de los Muertos”, em espanhol, festa comemorada principalmente no México, acontece todo ano nos primeiros dias de novembro. Familiares e amigos se reúnem para homenagear os que se foram com oferendas e até um desfile na Cidade do México. Com pequenas diferenças entre as regiões, alguns dizem que a festa vem do Dia de Todos os Santos do catolicismo, mas outros afirmam que suas origens são antigas e astecas.

Ritual de casamento

madrinhas de casamento
As madrinhas de casamento são parte importante do casamento. (Dijs Volcjoks/Alamy Stock Photo)

Na Letônia, o casamento pode ser complicado, mas é divertido. Entre outros rituais, o noivo precisa carregar a noiva por uma ponte e até enfrentar uma bruxa. Depois da cerimônia, o casal pode enfiar numa garrafa a lista de planos para o primeiro ano de casados ou passar por três portões numa despedida simbólica da juventude e da vida de solteiros.

Adeus, Lady Di

despedidas: pessoas reunidas para homenagear a princesa Diana
A morte de Lady Di ainda emociona muitos. (Peter Turnley/Corbis/VCG Via Getty Images)

Não são só “velas ao vento”: estima-se que 60 milhões de flores, inúmeros ursinhos de pelúcia e até garrafas de champanhe foram deixados pelos que choraram a morte da princesa Diana em 1997. Um exército de voluntários acabou distribuindo os presentes, como os vistos aqui no Palácio de Buckingham, entre crianças, doentes e idosos.

Papais corujas

despedidas: pais dizem adeus ao filhos universitários
Esta imagem é uma prova de amor. (Jie Zhao/Corbis Via Getty Images)

Rumo à universidade! Os pais dos calouros da Universidade de Wuhan, na província de Hubei, na China, dormem em cerca de 400 colchões dispostos no chão quando vão acompanhar os filhos no primeiro dia de aula. Assim, eles economizam o dinheiro que teriam de gastar em hotéis e que provavelmente será útil para os filhos estudiosos.

Pássaros também dizem adeus

despedidas: pássaro saindo do ninho
Uma linda cena. (Martin Creasser/Alamy Stock Photo)

Antes de voar, o minúsculo chapim-de-faces-pretas põe pela última vez a cabeça para fora do ninho em formato de bolsa. O lar que vai deixar para trás é construído com gravetos, pelo de animais e teias de aranha, entre outras coisas, e tem uma câmara secreta onde os filhotes amadurecem, escondidos por uma aba oculta.

Despedida presidencial

despedidas do presidente Nixon
Um presidente polêmico. (Getty Images/Bettmann Archive)

Um sujeito complicado: o republicano que deu fim à Guerra do Vietnã. Conservador, mas que às vezes apoiou Martin Luther King e foi ativo no movimento pelos direitos civis dos negros muito antes de ser candidato à presidência. Richard Nixon dá seu “adeus” final nos degraus do helicóptero oficial Marine One após renunciar ao cargo em meio a um escândalo. Anos depois, ele refletiu sobre essa manhã: “Olhei o relógio, cuja pilha tinha se esgotado, às 4 da manhã do meu último dia no cargo. Eu também estava esgotado.” Seus compatriotas americanos se sentiam do mesmo jeito.

Em fuga

homem saltando de altura em ritual
Uma tradição de muitos anos. (Steve Davey Photography/Alamy Stock Photo)

Dizem que a cerimônia do mergulho da Ilha de Pentecostes, em Vanuatu, teve sua origem numa mulher que fugiu numa briga de casal. Perseguida pelo marido, ela subiu numa árvore. Quando ele foi atrás, ela amarrou um cipó no corpo e pulou para o chão em segurança. A tentativa do marido de ir atrás dela foi o último adeus dele. Como esporte moderno, só homens dão o salto, e as árvores se tornam torres de madeira nova e flexível.

Estalem esse chicote!

cerimônia de “Aperschnalzen”
 Xô, inverno! (Dukas Presseagentur Gmbh/Alamy Stock Photo)

Para fechar essa seleção de despedidas, aqui vai uma inusitada. Na região bávara de Rupertiwinkel, na Alemanha, a tradição diz que o estalar alto e rítmico do chicote na cerimônia de “Aperschnalzen” expulsa o inverno. Os chicotes, com até 4 metros de comprimento, são manejados por equipes de sete ou mais pessoas, que os estalam 9 ou 11 vezes.

Gostou dessa matéria? Ela faz parte da edição de novembro da revista Seleções. Você pode conferir esse e outros artigos da edição desse mês e muito mais na nossa Biblioteca Digital!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close