O amor é universal, mas há diversas formas de demonstrá-lo. E algumas delas são bem peculiares. Em alguns países do mundo, os costumes de casamento, namoro e demonstração de afeto nada tem nada a ver com o simples envio de flores ou convites para sair. Enquanto no Brasil os noivos têm se empenhado em pedidos de casamentos divertidos, em outros lugares os apaixonados apostam em rituais com comida, música e até tatuagens.

Na festa de São Sarkis, padroeiro do amor jovem na Armênia, as solteiras comem uma fatia de pão salgado na esperança de ter um sonho profético sobre o homem com quem se casarão. A ideia, que não é levada muito a sério, é que o homem que lhe trouxer água no sonho será seu futuro marido. Também é um tipo de ritual de união das mulheres da família, que contam seus sonhos e interpretam juntas.

Enquanto isso, na Índia é comum anunciar pretendentes e solteiros na internet e nos jornais. Mas um canal de TV foi além e passou a transmitir uma propaganda extravagante, que funciona como uma espécie de marketing televisivo para solteiros. Surpreso? Esses são apenas exemplos de tradições peculiares cultivadas em diversos cantos do planeta. A seguir, listamos 21 costumes de casamento e amor que vão te surpreender ainda mais.

21 costumes surpreendentes de amor e casamento pelo mundo

  • Halfpoint/iStock

    1. Campeonato Mundial de Levantamento de Noivas

    Todo ano, concorrentes da aldeia de Sonkajarvi, na Finlândia, participam desse entranho evento esportivo. Com a mulher ou o marido sobre os ombros, os participantes enfrentam diversos desafios, e o vencedor recebe o peso do cônjuge que carregou em cerveja.

  • shujaa_777/iStock

    2. Casamento no túmulo na Rússia

    O Túmulo do Soldado Desconhecido é um lugar bastante popular para festas de casamento em Moscou, onde as pessoas tiram fotos e bebem champanhe enquanto os noivos prestam homenagem pondo flores no local.

  • golubovy/iStock

    3. Presentes de dente de baleia

    Você acha que ganhou o presente perfeito? Em Fiji, é comum que o novo, ao pedir a mão da futura mulher em casamento, apresente ao futuro sogro uma tabua (dente de baleia). Afinal de contas, o amor só é verdadeiro quando você mergulha até o fundo do mar para enfrentar o maior mamífero do mundo, certo?

  • pat138241/iStock

    4. Entre na cabana do namoro

    De uma maneira revolucionária, algumas tribos africanas oferecem às filhas “cabanas do namoro” com a finalidade de receberem possíveis pretendentes longe dos olhos dos pais. Existe um costume semelhante no Camboja, onde as adolescentes solteiras são incentivadas a fazer uso das cabanas para encontrar seu verdadeiro amor.

  • icenando/iStock

    5. A varanda de Julieta em Verona, na Itália

    Volte no tempo até a maior história de amor que já existiu. Todo ano, milhares de pessoas vão até a Casa di Giulietta, em Verona, na Itália, um casarão que, segundo a lenda, pertenceu à família Capuletto (não importa que sejam personagens fictícios de William Shakespeare). Você pode deixar recadinhos de amor nas paredes do pátio onde supostamente a bela Julieta foi conquistada por seu Romeu.

  • HomoCosmicos/iStock

    6. As mulheres que escolhem na festa de Gerewol

    No evento anual de galanteio, os homens da tribo wodaabe, em Níger, vestem roupas elaboradas e, maquiados, dançam e cantam para conquistar uma noiva. No fim da apresentação, as mulheres escolhem seus preferidos.

  • Bojan89/iStock

    7. O mito trágico da Festa de Casamento de Imilchil

    Com o mistério e romance dos Montes Atlas, no Marrocos, como cenário, a lenda conta a história de dois amantes com que foram proibidos de se ver. Triste, o casal acabou de se afogando nas próprias lágrimas, forçando as famílias a fazerem as pazes e criar a atual Festa de Casamento de Imilchil. Todo ano pessoas das tribos locais se reúnem para encontrar o futuro cônjuge, num clima de muita paquera e frivolidade, além de comida.

  • VAKSMANV/iStock

    8. Elaboradas tatuagens de hena

    Em comunidades árabes e africanas, as mulheres suaílis se enfeitam com desenhos intrincados feitos com hena, significando a beleza, a feminilidade e o valor da noiva, que procura, assim, exibir os desenhos mais complexos. Além do prazer erótico, essas tatuagens apresentam a intensa sensualidade da cultura suaíli, pois os desenhos costumam esconder as iniciais do noivo num lugar secreto do corpo da noiva.

  • rarpia/iStock

    9. Meu grande e rico casamento grego

    Os casamentos gregos são famosos pelo espírito exuberante. Uma tradição maravilhosa é a primeira dança do casal, em que os convidados prendem dinheiro na roupa dos noivos, que rodopiam juntos envoltos em serpentinas decorativas (e caras).

  • JohnCrux/iStock

    10. Os sing-sings do Monte Hagen

    Os homens das tribos de Papua-Nova Guiné pintam o corpo e usam roupas de penas coloridas para impressionar possíveis namoradas. Os sing-sings são um tipo de representação espiritual: os homens assumem a forma e os rituais de acasalamento dos machos da ave-do-paraíso numa demonstração caleidoscópica de afeto.

  • chrisdorney/iStock

    11. Fuga para a Escócia

    Quando a Lei do Casamento proibiu o matrimônio de menores de 21 anos, os jovens enamorados fugiram para atravessar a fronteira da Escócia, onde a lei não se aplicava. Como era a primeira aldeia do caminho, Gretna Green se tornou o local favorito dos casais em fuga. Até hoje, cerca de 5 mil casais por ano a visitam para se casar ou reafirmar os votos.

  • stevanovicigor/iStock

    12. Colheres do amor no País de Gales

    Essa adorável tradição galesa dá um novo significado à humilde colher. O noivo presenteia a noiva com uma colher de pau meticulosamente esculpida para dizer que sempre a alimentará e sustentará.

  • cavallapazza/iStock

    13. Cadeados do amor na Itália

    Inspirados pelo livro e filme Sou louco por você, de Federico Moccia, muitos passaram a prender seus cadeados de amor na Ponte Milvio, em Roma. Num fenômeno que hoje é mundial, os casais prendem os cadeados e jogam a chave no rio como símbolo do amor inquebrável e dedicação mútua. No entanto, esse costume bem causando muita controvérsia, principalmente em Paris, onde os cadeados se tornaram um risco para a ponte e tiveram de ser removidos da Pont des Arts.

  • Andrii Medvediuk/iStock

    14. O bloqueio das damas de honra na China

    Como se o dia do casamento já não fosse bastante estressante, o noivo chinês tem de enfrentar uma barragem de damas de honra que impede que ele vá buscar sua amada. Depois de exigir envelopes vermelhos com dinheiro, as moças (às vezes até rapazes) submetem o noivo a uma série de jogos e tarefas físicas. Às vezes ele é obrigado a cantar e é ridicularizado para provar seu amor.

  • kuppa_rock/iStock

    15. O Dia Branco do Japão

    No Japão, são as mulheres que compram chocolate para os homens no Dia dos Namorados. Em compensação, um mês depois acontece o Dia Branco, quando os rapazes que têm de presentear as garotas — e devem gastar o triplo para isso.

  • saiyood/iStock

    16. A boneca noiva em Porto Rico

    Nessa doce e simples tradição porto-riquenha, uma boneca noiva é cercada de talismãs e colocada na cabeceira da mesa da recepção. No fim da festa, os talismãs são dados aos convidados como símbolo de amor e agradecimento.

  • pascalou95/iStock

    17. Festa da Tâmara em Ghadames

    Quando a colheita da tâmara termina em Ghadames, na Líbia, os moradores vão festejar no bairro antigo da cidade, considerado patrimônio mundial. No decorrer da festa, são realizadas muitas cerimônias de casamento como rito de passagem dos rapazes para idade adulta.

  • ricardohossoe/istock

    18. Meu amor numa árvore

    Na Índia, algumas meninas nascem no período astrológico em que Marte e Saturno estão na sétima casa. O problema é que elas são amaldiçoadas por isso. Essas pobres moças, chamadas de mangliks, terão uma união infeliz ou até provocarão a morte precoce do marido caso desposem um não manglik. A solução é casar a manglik numa árvore e depois derrubá-la para quebrar a maldição.

  • 501room/iStock

    19. O dia mensal dos namorados da Coreia

    Por que ter apenas um Dia dos Namorados quando se pode ter 12? Na Coreia do Sul, eles comemoram no 14º dia de todos os meses. Com dias especiais para solteiros, amigos e abraços, sempre há algo a comemorar, seja qual for o tipo de relacionamento.

  • DisobeyArt/iStock

    20. Bailes de solteiros no interior da Austrália

    Tradição muito apreciada na Austrália, os bailes de solteiros são uma rara oportunidade para os jovens da região rural se conhecerem — essa seria a versão oficial. Por causa das bebedeiras, façanhas perigosas e sexo casual, há uma pressão das seguradoras para acabar com essas festas. No entanto, os bailes são considerados ritos de passagem para os jovens, que costumam viver muito isolados.

  • Rawf8/iStock

    21. A tradição francesa do vaso sanitário

    Esta era uma tradição estranha e bastante nojenta: os recém casados tinham que beber o que restasse do casamento num vaso sanitário. Felizmente, esse costume não existe mais de fato, mas ainda é possível ver noivos bebericando chocolate e champanhe servidos em réplicas de vasos sanitários.