Faça uma busca
Cultura & Lazer

7 dicas para nunca se esquecer de suas lembranças

Para não deixar que suas memórias desapareçam, existem práticas simples e antigas que vão te ajudar a fortalecê-las.

Escrito por:

Julia Monsores

Redator
Halfpoint/iStock
Publicado em: Última atualização:

Guardar lembranças nem sempre é uma tarefa fácil. Para preservar o maior número possível de memórias, é preciso ir colhendo vestígios e referências para o futuro. Muito tempo depois, sentimentos, histórias e sensações podem voltar à tona, quando você imaginava já tê-los esquecido.

Dizem que uma boa estratégia é pensar, ao longo das 12 horas seguintes, em uma coisa que se quer lembrar para fixá-la na memória. Mas isso não quer dizer que seja necessário viver com a obsessão de armazenar lembranças, ou viver apegado à nostalgia. Afinal, qualidade diz muito mais do que quantidade.

Recordar momentos significativos é um resgate muito mais válido que recordar dezenas de detalhes sem importância. Por isso, guardar algumas lembranças especiais é uma maneira de consolidar sua história pessoal. E desse modo, enriquecer a visão sobre a vida e transmitir experiências às gerações futuras.

Confira algumas dicas para conseguir guardar suas lembranças:

1. Tire fotos

Todo mundo sabe: uma das melhores maneiras de registrar um momento é através das fotografias. Faça um álbum de fotos, seja físico ou virtual.

2. Escreva um diário

Tenha um caderno de viagens, um diário ou um blog. A escrita diária é, por definição, uma excelente forma de fixar os acontecimentos. Além disso, é um exercício criativo e extremamente interessante. O blog requer ainda a capacidade de manusear as ferramentas informáticas e possibilita a comunicação com outras pessoas.

3. Tenha uma caixinha de lembranças

Conserve objetos de exposições que viu e dos museus e monumentos que visitou, cartas que recebeu, cédulas de outros países… Todos esses elementos fazem parte da elaboração da sua cultura individual.

4. Guarde as receitas

Sabe aquela receita que passou de geração em geração dentro da sua família? Aquele bolo de cenoura com chocolate da vovó, ou a torta de maçã da sua mãe…

Conserve-as, para que um dia você possa fazê-las de novo e relembrar os bons momentos. Essa é uma ótima forma de ter sua memória afetiva materializada.

5. Lembre dos nomes

Quando nós envelhecemos, é comum esquecer de algumas coisas que podem ser importantes de se lembrar mais tarde. Como os nomes dos coleguinhas de infância dos nossos filhos, por exemplo. Por isso, escreva esses nomes nas fotografias que você tiver.

6. Lembre-se da casa em que morou

Antes de uma mudança, não se esqueça de fotografar o lugar em que viveu. Rever seu quarto de quando era criança ou adolescente, o primeiro apartamento e os que vieram depois possibilita trazer de volta os bons momentos. Assim, experiências que marcaram sua vida poderão ser sempre revividas por meio da memória associada a essas imagens.

7. Lembre de trechos especiais

Você leu algum livro que te encantou? Para não esquecê-lo, monte um caderninho com as frases dos seus livros preferidos, de modo que possa acessá-las sempre que quiser se lembrar delas.

Siga nossos perfis no FacebookInstagram e Pinterest para ficar por dentro das novidades!