Faça uma busca
Cultura & Lazer

Relembre os feitos de Ayrton Senna

O piloto e ídolo brasileiro que será tema de uma série ficcional na Netflix conquistou muitas vitórias em sua apoteótica trajetória.

Escrito por:

Thaynara Firmiano

Redator
Divulgação
Publicado em: Última atualização:

A Netflix lançará uma minissérie ficcional em oito episódios contando a história de Ayrton Senna.

O piloto brasileiro, que morreu em 1º de maio de 1994, se tornou ainda em vida um dos grandes ídolos do país. 

No anúncio divulgado pela Netflix, a irmã de Senna falou sobre a proposta da série:

“É muito especial poder anunciar que contaremos a história que poucos conhecem dele. A família Senna está empenhada em fazer deste projeto algo totalmente único e inédito”.

Leia também: Netflix anuncia diretor de minissérie sobre Ayrton Senna

Ayrton Senna do Brasil: um ídolo do Kart à Fórmula 1

Não há dúvidas de que Ayrton seja o grande ídolo de algumas gerações de brasileiros. Há fãs que consideram a existência de uma Fórmula 1 pré e pós Ayrton. 

Três vezes o grande campeão da competição, Ayrton Senna alcançou números que levaram muitos anos para serem batidos. Alguns não foram superados ainda hoje, 26 anos após a morte do piloto.

Tricampeão da Fórmula 1 e multirrecordista

Na Fórmula 1, Ayrton Senna passou pela Toleman, em 1984, e pela Lotus, entre 1985 e 1987. No ano seguinte, o piloto foi para a McLaren, onde ficou até 1993. Em 1994, ano de sua morte, Ayrton estava em seu primeiro ano pela Williams.

O piloto foi campeão nos anos de 1987, com a McLaren. Em 1990, veio o bicampeonato e, no ano seguinte, se consagrou tricampeão.

“Para ter sucesso, você precisa ter tudo certo. Um bom motor e um bom carro. E foi isso que a McLaren me deu. O melhor carro que pilotei na minha carreira, de longe.” — Ayrton Senna

Dessa forma, Ayrton se tornou o 3º piloto com o maior número de vitórias na F1. Isso além de suas 65 poles conquistadas em 10 anos de carreira. Tal feito foi superado por Michael Schumacher, porém ao longo 15 anos de carreira. 

Senna ganhou o apelido de Rei das Chuvas, pois de suas 41 vitórias, 13 foram em pista molhada. O piloto também possui a marca de melhor volta, que conquistou ao sair do 4º lugar e terminar a primeira volta na liderança, mesmo com chuva. 

Inclusive, outro apelido dado ao piloto foi O Rei de Mônaco. Notavelmente, o desempenho do piloto em Mônaco despertou a atenção de todas as equipes. Esta é a prova mais esperada pelos participantes e amantes do automobilismo.

Em sua primeira participação, o piloto lutou muito pelo primeiro lugar, mas antes que pudesse ultrapassar seu adversário, a competição paralisada por conta das fortes chuvas.

O início de tudo

Os caminhos de Senna pelo automobilismo se iniciaram com o kart. Ainda criança, o piloto começou a competir teve primeira vitória nesta categoria aconteceu logo em sua primeira partida oficial, no Kartódromo de Interlagos, que hoje leva seu nome. Ele tinha apenas 13 anos.

Ayrton Senna
(Foto: Divulgação)

Em 1977, ganhou seu primeiro título internacional, aos 17 anos. Ayrton venceu o Campeonato Sul Americano de kart e repetiu o feito em 1978, 1979 e 1980. Anteriormente, em 1974 e em 1876, Ayrton foi o campeão paulista da categoria. Já o primeiro campeonato nacional veio em 1978.

Fórmula Ford

Após a negativa em 1980, Senna enfim aceitou participar da Fórmula Ford na edição de 1981. O piloto foi a Londres, onde competiria pela melhor equipe do Campeonato Europeu, a Van Diemen. Outro brasileiro, Emerson Fittipaldi, havia sido escolhido pela mesma equipe, no fim da década de 1960. 

Em seu primeiro ano, Ayrton Senna conseguiu 12 vitórias em 20 provas nas três competições que participou, a Townsend Thoresen, a EFDA Euroseries e a RAC British. Hoje, o troféu da primeira conquista de Senna em carros de Fórmula segue guardado em Snetterton, na Inglaterra.

No ano seguinte, o piloto fez a transição para a Fórmula Ford 2000, competição de nível mais alto que a anterior. No início, Ayrton cogitou voltar para o Brasil, mas ao conhecer seu novo carro, bem mais potente que o anterior, entendeu que aquele era o seu caminho. 

Desta vez disputando as competições Europeia e Inglesa, o piloto se tornou um grande recordista. Ele venceu 22 provas de 28 disputadas. No geral, obteve 18 pole positions, 22 voltas mais rápidas e 516 pontos ganhos. 

Ayrton Senna
Imagem: MrDapperDan/iStock

Os resultados impressionaram tanto que equipes da Fórmula 1 começaram a cobiçar Ayrton. No entanto, o ídolo nacional optou por seguir o caminho natural e disputar a Fórmula 3.

Fórmula 3

Ainda no ano de 1982, após o fim das competições, Ayrton sentou em um carro de Fórmula 3 pela primeira vez. Em uma prova não oficial, mas que atraía atenção da mídia, o piloto bateu o recorde e fez a pole em 1m13s34. 

No entanto, não foi apenas no treino classificatório que Ayrton chamou a atenção. Na prova realizada, o piloto venceu com uma diferença de 13 segundos para o segundo colocado. Foi ali que Ayrton firmou sua participação na Fórmula 3 do ano seguinte. 

Em 1983, foi campeão da Fórmula 3 inglesa com treze vitórias em vinte partidas. Nove das vitórias foram consecutivas. Assim, os grandes feitos de Ayrton, principalmente as vitórias em Silverstones, fizeram com que a imprensa especializada chamasse a pista de “Silvastone”, em homenagem ao piloto. 

Nesta época, ele se tornou Ayrton Senna. Antes o piloto era chamado de Ayrton Silva, mas optou por usar o sobrenome de solteira de sua mãe. 

Relacionamentos e polêmicas

Conheça as conquistas de Ayrton Senna, o famoso campeão brasileiro de Fórmula 1.
(Imagem: Reprodução)

Ayrton manteve um relacionamento curto, porém agitado, com a apresentadora Xuxa. A vida afetiva de Ayrton era bastante comentada. Pouco antes do acidente que causou sua morte, Ayrton estava em um relacionamento com Adriane Galisteu. 

O piloto costumava manter relacionamentos passageiros, por isso houve diversos rumores naquela época de que era homossexual. Um deles, incentivado pelo piloto Nelson Piquet, que se tornou desafeto de Senna. Piquet chegou a ser processado por Senna e, em decorrência disso, se retratou.