No Brasil, o desperdício de alimentos é crescente, mas ações de conscientização com o objetivo de acabar com essa prática em restaurantes e lanchonetes, além das iniciativas que exploram o reaproveitamento como um meio de combate à fome nas grandes cidades, também crescem cada vez mais. Ainda bem!

Mas o desperdício não acontece somente nos estabelecimentos, na nossa casa também pode ocorrer um mal aproveitamento de frutas, verduras e legumes. Então, que tal iniciar um novo hábito de consumo e diminuir os resíduos alimentares do dia a dia? Presta atenção nas dicas a seguir e veja como é fácil aproveitar tudo o que os alimentos podem oferecer antes deles estragarem, e ainda economizar nas compras.

– Congele frutas e verduras

Sua rotina é corrida? Então essa dica é para você. Muitas frutas, verduras e até hortaliças podem ser congeladas para serem utilizadas aos poucos. As folhas devem ser congelas cruas, já os legumes podem passar pelo processo de branquear (mergulhando na água fervente com um pouco de sal (vegetais verdes, amarelos ou brancos) ou vinagre (vegetais brancos ou roxos) por pouco tempo) ou de cozimento antes do congelamento. Mas atenção! Depois de congelados, nenhum alimento pode descongelar em temperatura ambiente. Direto para a panela! Dá uma olhada também nessas outras dicas para economizar tempo na cozinha!

– Experimente receitas novas

Quem nunca jogou fora o talo do espinafre ou as folhas da cenoura? Pois saiba que tudo pode ser reaproveitado. Essas partes dos alimentos carregam muitos nutrientes que acabam indo para o lixo por falta de informação. Além de serem nutritivas, podem render pratos deliciosos para qualquer hora do dia. Veja essas receitas incríveis de bolo, brigadeiro e farofa com casca de banana.

– Confira sempre o prazo de validade

A data de validade é um dos pontos-chave para evitar o desperdício de alimentos. Os pães, por exemplo, possuem prazos curtos para o consumo, principalmente os pães de forma. Portanto, avalie se você conseguirá comer todas as fatias da embalagem até a data limite, se não, opte por comprar pão na padaria ou recorra a uma receita para utilizá-lo antes que estrague. Isso vale para todos os tipos de alimentos. Para não perder outros produtos (que têm prazos mais extensos) antes do tempo, como farinha, mel e condimentos, confira algumas formas superinteressantes de conservação de alimentos.

– Monte uma rotina de compras

Legumes, frutas e principalmente verduras são extremamente perecíveis. Portanto, vale a pena criar uma rotina de compra desses alimentos. Ao invés de encher o carrinho do supermercado, tente ir toda semana às feiras ou hortifrútis da sua região. Além de ter sempre bons legumes e verduras para consumir, pois são mais frescos e saudáveis, nesses locais os preços costumam ser melhores do que nas grandes redes de supermercados. Veja aqui como economizar na hora de comprar em feiras e lojas de produtores rurais. Todo esforço para evitar o desperdício de alimentos vale a pena.

– Fique atenta às quantidades

A máxima “antes sobrar do que faltar” pode não ser tão verdadeira. Se você prepara grandes refeições todos os dias ou nos finais de semana, ou se mora sozinho, deve saber o quanto de comida é consumido e a quantidade que geralmente sobra. Observe sempre e calcule o quanto de alimento vale a pena preparar para que não tenha muitas sobras que podem estragar ao longo da semana. Saiba que reaproveitar alimentos já preparados é mais difícil, mas não é impossível. Recorra às quentinhas! Congele e leve para comer no trabalho. Só não vale desperdiçar, hein!

Além de todas essas dicas, você ainda pode contar com organizações que recolhem alimentos que não serão consumidos e repassam para instituições de caridade. O Banco de Alimentos é uma delas! Você pode separar tudo o que estiver em bom estado e ligar para eles que o recolhimento é à domicílio. Vamos diminuir o desperdício de alimentos?!

Por Thaís Garcez

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!