Fazer compras no supermercado sem gastar muito pode ser um desafio! Mas fique tranquila, pode não ser uma tarefa fácil mas não é impossível. Com uma dose de organização e planejamento, seus itens de limpeza e alimentação estarão garantidos pelo menor preço. As dicas a seguir te darão o norte para que você seja mais esperta e evite o impulso de comprar o que for desnecessário. Então, pegue caneta e papel e anote tudo. E o mais importante: coloque em prática e veja o seu dinheiro render.

1. Compre comida uma vez por semana

Se você adora compras de última hora, acabe já com esse hábito – sai caro. Prenda um caderninho com ímã e uma caneta na porta da geladeira e, assim que algo acabar, adicione à lista. Esta medida simples terá um grande impacto no orçamento da família. Se você não faz uma lista, vai terminar entrando em lojas para comprar um ou dois itens. Em vez disso, estabeleça a hora em que você tem tempo, durante a semana, para ir às compras e concentre-se no que está precisando, sem pressa. Certifique-se de levar a lista com você.

Por várias razões, os gerentes de supermercados vão adorar se você não fizer uma lista. Primeiramente, quanto mais vezes você entrar na loja, mais chances terá de pegar itens desnecessários, por impulso. Quando você compra produtos no calor do momento, tende a pagar o preço cheio por eles, pois não teve tempo de pesquisar uma promoção ou esperar até que alguma apareça. Além disso, quanto mais vezes for ao supermercado de carro, mais combustível gastará, o que adiciona um custo invisível às compras.

2. Pegue o menor carrinho

Se você só precisa de um item, não pegue uma cesta. Se você só for comprar três itens, use uma cesta e não um carrinho. Só pegue um carrinho – e mesmo assim, o pequeno – se for comprar muitas coisas. Quando você entrar no supermercado sabendo que terá de carregar as compras na mão ou em uma cesta até o caixa, provavelmente não comprará nada por impulso. Mas, como você já checou as promoções e fez uma lista dos itens de que precisa, não vai comprar mais do que realmente necessita.

3. Fique atenta às ofertas limitadas

Quando você vê um aviso no supermercado ou numa loja de roupas anunciando um preço baixo – mas os itens em promoção têm quantidades limitadas –, tire vantagem do negócio. Talvez você nunca mais veja o produto com um preço tão baixo. E, se uma loja estabelece esses limites, é sinal de que estão vendendo o produto pelo preço mínimo, ou mesmo abaixo do mínimo que pagaram por ele, diz Eugene Fram, professor de marketing. Os supermercados estabelecem limites não porque têm medo de que os consumidores encham seus carrinhos com esses produtos, mas porque temem que donos de pequenos estabelecimentos comprem todo o estoque e o revendam por um preço mais alto. Lojas pequenas podem não ter sorte quando essas ofertas limitadas aparecem, mas você pode se beneficiar; basta saber como e onde comprar cada produto.

4. Faça um rastreamento das 12 compras-chave

Compre um caderninho e observe na sua geladeira, freezer e despensa quais são os 12 produtos que você compra com maior frequência. Para muitas pessoas, a lista irá incluir leite, queijo, sucos de frutas e pão. Reserve uma página para cada um dos itens e escreva seu nome no topo. Leve o caderninho sempre que for às compras e toda vez que comprar o item, anote o preço. Sempre que vir o item listado em um folheto de supermercado, anote o preço no caderninho também. Você não vai demorar a se conscientizar do momento que deve estocar ofertas e quando deve esperar por promoções.

Como os compradores inteligentes aprenderam com suas aventuras de caça a liquidações, você também vai saber a diferença entre excelentes preços e remarcações que não valem a pena. Embora um grande supermercado possa ter 30.000 itens, conseguir encontrar apenas seus 12 produtos-chave com desconto vai ajudá-lo a economizar.

5. Observe a caixa registradora

O operador pode puxar conversa com você enquanto soma suas compras. Ele pode ter sido treinado para fazer isso de modo a ajudar a loja a lucrar um pouco mais. Responda educadamente que você precisa prestar atenção a outra coisa – e mantenha seus olhos de águia no visor da máquina. Caixas registradoras nem sempre estão atualizadas com os últimos preços dos produtos. Como você fez seu dever de casa e sabe exatamente quanto os itens devem custar, chame a atenção do operador se algum preço incorreto aparecer. Dessa maneira você garante o preço baixo que lhe custou tempo para encontrar.

6. Use o cartão fidelidade

Muitos supermercados oferecem cartão fidelidade que acumula pontos para economizar em compras futuras ou dá descontos em produtos a cada semana. Os operadores são treinados a perguntar por eles toda vez que pegam seu dinheiro; outros não. Antes de entrar na loja, coloque o cartão fidelidade junto ao cartão de crédito ou débito que pretende usar – ou com o dinheiro – para que você não esqueça de entregá-lo. Se for pagar no crédito, saiba antes – com estas dicas – como usá-lo sem se endividar.

7. Vá a feiras livres mais tarde

Feiras livres são maravilhosas para comprar frutas e legumes, peixes, verduras e uma grande variedade de produtos frescos – são geralmente mais frescos por terem sido recentemente colhidos e embalados. E, quando você vai na hora certa, pode conseguir levar para casa suas hortaliças favoritas com um excelente desconto. Mais tarde, os vendedores se veem frente a frente com a possibilidade de ter de levar de volta ou jogar fora o estoque não vendido. Eles odeiam ter de fazer isso. Então, é mais provável que vendam o restante a um preço reduzido para não ter de perder o produto porque ficou estragado ou impróprio ao consumo. Mas, se quiser economizar ainda mais, avalie a possibilidade de ter a sua própria horta em casa. Para encontrar a feira livre mais próxima, procure em seu site de buscas preferido. Cada estado possui seus próprios sites.

8. Faça você mesmo

Empresas de alimentos querem que você pense que estão lhe fazendo um favor quando oferecem pacotes de salada pré-lavada e porções individuais de sopa ou massa com molho. Na verdade, estão apenas procurando uma forma de cobrar mais. Com­pre os ingredientes da salada individualmente em vez de saladas ou sopas embaladas; e massa, molho para massas e ou­tros alimentos em tamanho normal, não os pequenos. Você só leva alguns segundos para lavar a própria salada e dividi-la em vários potes – e não paga a mais por “mordomias” das quais não precisa. E lembre-se, tente evitar ao máximo o desperdício de alimentos!

9. Conserve a cerveja no escuro

Se você – e alguém mais na casa – gosta de beber cerveja, você pode economizar seguindo uma dica de enólogos. Crie sua própria “adega de cerveja”. Encontre um lugar escuro e com temperatura média onde você possa deixar caixas de cerveja sem precisar removê-las. Sob essas condições, a bebida permanecerá fresca por pelo menos seis meses. Então, espere pelas promoções. Você poderá comprar grande quantidade e conseguir os melhores descontos por suas marcas favoritas.

 

Deixe as altas contas de supermercado no passado. Teste hoje mesmo nossas dicas e veja como o seu dinheiro irá render todos os meses.