O currículo é o primeiro contato da empresa com o candidato e por isso pode ser uma porta de entrada ou de saída. Para não derrapar nessa primeira fase do processo seletivo, veja algumas dicas para elaborar e divulgar seu currículo sem mistérios.

1. Não panflete seu currículo!

Alguns acreditam que quanto mais divulgarem seu currículo, mais chances terão de conseguir uma oportunidade. Isto é uma lenda! O recrutador vai ler o currículo e, caso ele esteja fora do perfil, irá deletá-lo – simples assim! Isso é uma perda de tempo para todos. Por isso, leia com cuidado o anúncio da vaga e veja se seu currículo atende aos requisitos mínimos do perfil antes de enviá-lo. Lembrando que você coloca suas informações pessoais, então muito cuidado para quem vai enviar seu currículo.

2. Seu CV precisa chamar a atenção do empregador em potencial

Fique atento à apresentação, escolha um tipo de letra nítido e de fácil leitura e seja sucinto. Adeque a formatação à sua área de trabalho: o visual de um currículo para contabilidade, por exemplo, deve ser mais sóbrio do que para algum emprego criativo.

3. “Currículo” ou “Curriculum Vitae”?

Nem um, nem outro. Não é preciso colocar título no currículo. Inicie-o com seus dados pessoais (nome, e-mail, telefone, endereço). Pode parecer óbvio, mas é comum recrutadores receberem currículos sem informação de contato. Veja 15 erros que podem condenar o seu currículo.

4. Não seja técnico demais

Muitas vezes, no intuito de demonstrar conhecimento da sua área, exagera-se no uso de termos técnicos. Lembre-se de que não será necessariamente alguém da sua área que lerá o seu currículo logo no início, por isso procure ser o mais claro possível.

Dica de ouro: Passe o corretor gramatical e ortográfico ao final, depois leia e releia, para consertar quaisquer erros. Evite jargões e lugares-comuns, como “sei trabalhar em equipe” e “penso fora da caixa”, preferindo uma linguagem clara e objetiva. Por fim, não inicie as sentenças com “Eu” ou “Meu” – esse tipo de repetição é cansativo.

5. Com foto ou sem? 

Sem. Envie sua foto apenas quando solicitado. Essa dica também vale para dados de documentos como CPF e RG.

6. Escolaridade é importante, mas não precisam saber onde você cursou o jardim de infância

Coloque sempre qual a área da sua formação, onde estudou, quando concluiu ou qual a previsão de formatura. Qualidade na informação é melhor do que quantidade!

7. Máximo de 10 linhas para descrever cada experiência profissional

Escreva suas atividades de forma generalista (não é necessário detalhar cada passo que você dava no dia a dia). É muito importante colocar a nome da empresa, o período em que trabalhou nela e o cargo ocupado.

8. Não minta! 

Venda seu peixe, mas só venda o que você pode entregar.

9.  Alguns sites podem ajudar

Em sites, como o www.vagas.com.br, além de se candidatar a vagas de emprego, você pode receber por e-mail a versão consolidada das informações que forneceu no cadastro e pode aproveitá-las como currículo. Apenas lembre-se de melhorar a formatação e apagar a fonte no final da página. Experimente também o LinkedIn, plataforma que agrega empresas e gestores com o intuito de recrutar novos funcionários. Conheça melhor essa rede social e como aproveitar as melhores oportunidades que ela pode oferecer.

10. Por e-mail ou impresso?

Um grande número de empresas prefere manter o banco de dados online e quase não usa mais a versão impressa. Procure saber qual a forma preferencialmente utilizada pela empresa de seu interesse.

11. Deixe a preguiça de lado e tenha várias versões do seu currículo

Leia cuidadosamente o anúncio da vaga e valorize os aspectos do seu currículo que são aderentes à ela. Por exemplo, se você tem experiência com contas a pagar e contas a receber, mas vai concorrer a uma vaga de contas a pagar, dê maior destaque a essas atividades no campo em que relata a sua experiência. Desta forma o seu currículo será muito mais atrativo!

12. E por último, veja o currículo dos seus colegas de profissão

Não existe uma “ciência exata” para a formatação de um currículo. Cada profissão e cada empresa exige diferentes abordagens. Uma boa estratégia é pedir para dar uma olhadinha no currículo de seus amigos mais próximos e, assim, ver o que funciona para eles.

Se você conseguiu ser chamado para um entrevista, parabéns! Mas, para não colocar tudo a perder, veja essas dicas de como se comportar numa entrevista de emprego. Afinal, é preciso estar em sintonia com o que o recrutador costuma avaliar em um candidato. Boa sorte!