Economia sustentável é não comprar de forma desenfreada, que não só é ruim para o bolso, mas também para o meio ambiente. Numa época em que os recursos naturais estão cada vez mais escassos, precisamos nos conscientizar e fazer a parte que nos cabe para tornar o mundo melhor. Assim, as dicas a seguir mostram 8 maneiras de comprar tendo isso em mente:

1 Antes de fazer uma compra grande, pesquise

Aliás, evite comprar com muita pressa e não se deixe persuadir por um vendedor insistente. Se precisar de tempo para pensar, volte no dia seguinte.

2 Leve em conta, além do preço da venda, o custo de funcionamento de qualquer item que comprar

Muitos produtos mais convenientes do ponto de vista ecológico, como lâmpadas fluorescentes, têm preço mais elevado, mas a longo prazo economizam no custo da energia elétrica.

Conheça os diferentes tipos de lâmpadas.

3 Escolha produtos feitos com recursos renováveis

Como madeira cultivada, lã e seda.

4 Opte por produtos fabricados para durar

Por exemplo, escolha um sofá que tenha estrutura de madeira maciça ou aço em lugar de compensado ou aglomerado, que se quebram ou empenam com facilidade.

E para seus móveis de madeira durarem mais, veja nossas dicas de conservação de madeira.

5 Evite comprar produtos descartáveis

Isto é, prefira os panos de prato, guardanapos e lenços de tecido aos de papel. O mesmo vale para xícaras, copos e talheres descartáveis.

6 Compre produtos agrícolas de origem local, e na época de sua safra

Em geral, são mais baratos e mais frescos, e com menor impacto no meio ambiente. As feiras e as barraquinhas de rua são boas fontes, mas alguns supermercados também compram de agricultores locais. Apoie a cooperativa agrícola local, se houver.

Veja outros 12 motivos para comprar produtos locais.

7 Prefira os produtos naturais

E totalmente biodegradáveis e atóxicos, que se decompõem sem deixar resíduos nocivos no meio ambiente. (A maioria dos materiais decompõe-se com o tempo, mas alguns deixam resíduos tóxicos.)

8 Evite comprar produtos com embalagem excessiva e/ou não biodegradável.

Calcula-se que cerca de 10% do preço de cada compra se destinam ao custo da embalagem – que normalmente é jogada no lixo! E mais: uma quantidade significativa de energia é consumida na manufatura da embalagem; adquirir recipientes reutilizáveis pode ajudar a diminuir esse tipo de desperdício.

E lembre-se de que algumas embalagens podem ser reutilizadas.

Conheça outras atitudes que favorecem o seu bolso e o meio ambiente.