Engana-se quem pensa que repetir roupa é motivo de vergonha, ou que fazer compras em um brechó é só para quem tem pouco dinheiro. Com a chegada dos anos 2000 surgiram diversos movimentos sociais de conscientização no mundo, e entre eles o Consumo Consciente. Essa nova ressignificação da ação de comprar ajuda o consumidor a compreender que investir em bens mais duráveis e de boa procedência (que não agrida o meio ambiente ou que seja fruto de mão de obra escrava) ajuda não só na diminuição de lixo como nas suas finanças pessoais! Usar uma peça do guarda-roupa diversas vezes é um dos exemplos de consumo consciente que está mais na moda, e que te ajudará a economizar bastante. Mas há muitas outras maneiras de usar as roupas como aliadas da sua fonte de renda.

Confira algumas dicas de como economizar boa parte do seus ganhos e até obter uma grana extra com as roupas que você já tem.

1. Reorganize o seu guarda-roupa

Nós sabemos que guarda-roupa lotado não significa variedade de opções. Muitas vezes, compramos diversas peças que não combinam com nada do que já temos, e com o passar do tempo, sua única utilidade é ocupar espaço. Portanto, para saber o que vale a pena manter no armário é preciso organizar e separar o que você usa e o que não usa. Somente com uma visão clara de tudo é que será possível passar para a próxima etapa.

2. Invista em sites de revenda de roupas

Se você conseguiu selecionar boas peças que não usa mais, ou que nunca usou, que tal fazer um bazar on-line? Hoje em dia existem vários sites especializados em revender roupas em bom estado por um preço justo. Faça uma rápida pesquisa na internet e você encontrará facilmente. Mas atenção! Dê preferência àqueles que não cobram taxas muito altas pelas vendas.

3. Visite brechós

Quem nunca ouviu dizer que brechó é lugar de roupa velha? Pois saiba que isso é coisa do passado! Muitas celebridades compram roupas incríveis e bem baratinhas em brechós. Nesses lugares é possível encontrar peças novas e antigas, até algumas raridades, por preços muito abaixo das lojas comuns. Nem sempre é fácil encontrá-los, mas com um pouco de disposição para procurar temos certeza que você achará um bem legal na sua cidade.

4. Aprenda a customizar e a consertar

Customizar não é só transformar calça jeans em bermuda, ou vestido longo em vestido curto. Customizar também é dar uma cara nova àquela roupa que já está andando sozinha. Experimente trocar os botões do vestido, tingir uma blusa ou bordar uma jaqueta. Mas se a roupa ou o sapato estiver precisando de reparos, não hesite em procurar uma costureira ou um sapateiro (sim, ainda há bons profissionais da área e lugares que consertam roupas, basta procurar!). Aproveite também essas dicas sobre como reformar roupas usadas!

5. Não tenha medo de repetir

Roupa foi feita para ser usada! Então, não se importe em usá-las mais de uma vez. E isso vale também para os trajes de festa! Afinal, se até a duquesa Kate Middleton repete roupa, por que você também não pode? Para o consumo consciente, repetir roupa está super na moda.

Economizar na hora de se arrumar nem sempre é fácil, mas tudo é questão de hábito. Comece a olhar o seu guarda-roupa de um modo diferente. Em vez de acumular peças, compre apenas o necessário. Com essas dicas você pode dar o pontapé inicial para um vida mais leve, consciente e econômica. Experimente!