Faça uma busca
|
Publicado em: 28 de outubro de 2021

12 piadas hilárias sobre a vida militar

A vida desses soldados é digna de um show de standup comedy

Imagem: baiajaku/iStock

A vida como militar não é fácil. Viver em uma organização cheia de regras a serem seguidas e uma hierarquia a ser respeitada pode ser desafiador para muitas pessoas. No entanto, também acontecem muitas situações engraçadas que geram boas piadas.

Leia também: Tente não rir com essas piadas e histórias engraçadas

Para que você possa dar boas risadas, reunimos uma seleção com 12 piadas sobre a vida militar que vão fazer você se acabar de rir.

O amor é lindo

Como fuzileiro naval estacionado na Arábia Saudita durante a operação Tempestade no Deserto, eu partilhava um abrigo subterrâneo com Assad, um soldado saudita. Nos tornamos grandes amigos; éramos ambos recém-casados e separados de nossas caras-metades por muitos quilômetros. Depois de ouvir Assad falar da beleza de sua mulher, perguntei se podia ver uma foto de seu casamento. Assad retirou uma da carteira e falou, radiante:

— Olha só! Não é uma lindeza?

Olhei de relance a foto pouco nítida onde de via um jovem sorridente, envergonhado um terno escuro, com a noiva a seu lado — tapada da cabeça aos pés com uma túnica e um véu pretos.

— Claro, Assad — concordei — Você é mesmo um homem de sorte!

— John J. Kuriger, EUA

Meu marido e eu, ambos oficiais de Armada no ativo, casamos só pelo civil. A cerimônia, celebrada no dia em que foi anunciado o cessar-fogo da Operação Tempestade no Deserto (durante a Guerra do Golfo), realizou-se no intervalo do almoço; por isso, eu ainda estava fardada. Depois de o funcionário do registro nos ter declarado marido e mulher, sorriu, abanou a cabeça e declarou:

— Uma guerra acaba, outra começa!

— Stephanie Gainer, EUA

Leia também: As 10 piadas ruins mais engraçadas da internet

Quando meu pai era tenente de Marinha, conheceu minha mãe e se apaixonaram. Todos os dias, papai lhe mandava uma rosa encadernada. Isso se repetiu durante várias semanas.

Pouco depois de terem se casado, papai foi a mesma florista e pediu um ramo de flores bem baratinho.

— Oh, tenente, o senhor se casou, foi? — comentou a florista.

— Jennifer L. Bradshaw, EUA

Entendeu a pergunta?

Na época em que fui sargento instrutor, fiz parte de um júri destinado a selecionar os soldados que se destacassem durante o treinamento básico. Quando um candidato se apresentava ao júri para ser interrogado, o comandante ordenava:

— Diga em dois minutos o que considera ser o mais útil que aprendeu durante o treinamento.

— A operação de hoje vai realizar-se em quatro fases — começou ele — Primeiro, todos cá de fora lá para dentro; segundo, todos de baixo para cima; terceiro, todos de cima para baixo. Finalmente, todos de dentro para fora. Alguma dúvida?

Um dos soldados olhou para ele com um ar confuso e o comandanŧe então perguntou:

— Entendeu o que eu disse?

— Entendi, meu comandante — respondeu o praça, confiante. — E é por isso que estou esperando que passem os dois minutos.

— James M. Kirkland, EUA

Como paraquedista do Exército, eu ia ter oportunidade de saltar de um C-5A Galaxy. Um salto desse gigante aéreo é difícil porque os paraquedistas ficam no piso superior durante a decolagem e depois passam ao piso de carga inferior para vestir o equipamento, antes de saltar pela retaguarda do avião.

Na manhã do salto, eu estava entre os 60 ansiosos paraquedistas que esperavam as instruções do mal-humorado comandante.

— Keith Jordan, EUA

Pouco depois de a nossa unidade de Fuzileiros de Reserva ser enviada para a Arábia Saudita, um oficial apresentou-se ao segundo comandante do regimento.

— Pertenço ao 4º grupo de assuntos civis — disse ele. — Na vida civil, trabalho para a segunda maior empresa de segurança do mundo.

— Parabéns! — respondeu o segundo comandante. — Agora trabalha para a maior.

— Keith R. Anderson, EUA

Até que faz sentido

Meu filho tinha ido para o serviço militar há pouco tempo e, quando finalmente me telefonou, fiquei contentíssima. Enquanto conversávamos, ouvi, de repente, um forte estrondo e pensei que a linha tinha caído.

— Desculpe, mamãe, mas é que quando o sargento passa a gente tem de largar tudo e bater competência.

— Barbara Rogers, EUA

Leia também: Dose de humor: confira 8 ótimas piadas

Deram-lhe um lugar na tipografia do exército; lá, a maior parte do material impresso era confidencial e, por isso, em toda a volta havia sinais chamando a atenção para a importância de manter sigilo sobre a documentação. Os visitantes eram cuidadosamente guiados, e em certas áreas era expressamente proibido entrar.

Um dia, pouco antes do Natal, penduraram um maravilhoso cartaz junto à entrada principal, com a frase “Feliz Natal e Próspero Ano Novo.” Por baixo, alguém tinha rabiscado: “Mas só para o pessoal autorizado.”

— Thomas J. Verbrugge, EUA

Na zona de manobras do Exército em CFB Suffield, na província de Alberta, Canadá, o desjejum servido no acampamento era preparado numa cozinha volante, instalada num caminhão.

Certa manhã, quando se começava a notar movimento no acampamento, me aproximei da cozinha numa de minhas rondas, pois era oficial-chefe de segurança. Estava tudo às escuras, executando os pontos de luz dos pirilampos que zumbiam pelo caminhão. Pelo menos eu pensava que eram pirilampos, até que me aproximei e vi nosso cozinheiro-chefe acendendo seu isqueiro em volta dos fogões e dos botijões de gás.

— Mas que é que você pensa que está fazendo? — perguntei eu, espantado.

— Estou só vendo se tem fugas de gás, meu capitão! — respondeu ele com toda a naturalidade.

— W. A. Leavy, Canadá

Meros civis

Uma noite em que eu estava de serviço num quartel de fuzileiros navais, recebi, já tarde, um telefonema interurbano da família de um sargento de meu pelotão. Mandei imediatamente um cabo a procura do dito sargento, mas, como passara bastante da hora de recolher e todas as luzes já estavam apagadas, o cabo não conseguiu encontrar ninguém naquela escuridão. Então, em vez de andar aos tropeções pelo dormitório, resolveu dizer em voz alta:

— Telefone para o sargento Roberto Gonzalez Aballucia-Garcia!

Do canto mais afastado soou a voz mal-humorada e ensonada de um fuzileiro:

— Qual dos sargentos Roberto Gonzalez Aballucia-Garcia?

— Woody Eney, EUA

Leia também: 7 piadas para fazer qualquer um morrer de rir!

Eu tinha sido nomeado para prestar serviço num contratorpedeiro em Long Beach, Califórnia, e os pais de minha mulher tinham ido nos visitar. Tínhamos combinado levá-los para jantar num restaurante junto ao mar, quando eu voltasse de um serviço oficial da Marinha. Eu ainda envergava meu impecável uniforme branco, enfeitado de fitas coloridas no peito e divisas douradas. Enquanto esperávamos por uma mesa, fiquei à entrada com meu sogro, um veterano da Segunda Guerra Mundial, e comecei a explicar a ele as responsabilidades de um oficial de Marinha. Nesse momento, uma mulher atraente saiu do carro e caminhou em nossa direção.

— Pegue aqui — disse ela, entregando-me as chaves do carro —, e veja lá se não me risca o carro quando estacionar.

— Gary R. Malcolmson, EUA

Meu marido, Kevin, serviu na Turquia durante a Operação Tempestade no Deserto. Vários estudantes do seu irmão, Don, que pertence ao conselho diretivo de uma escola secundária, escreveram para ele. Um, que tinha levado uma descompostura de Don por uma infração qualquer, escreveu “Quando você entrou para a força aérea, por que não levou seu irmão junto?”

— Monica A. Watson, EUA

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close