Não há substituto para um bom amigo. E, embora a vida corrida possa dificultar os encontros, pesquisas indicam que arranjar tempo para alimentar os relacionamentos de amizade pode ser fundamental para o nosso bem-estar.

“Acredito muito no bem que a amizade faz à saúde”, diz o Dr. Art Hister, médico de família em Vancouver, no Canadá; e autor de Dr. Art Hister’s Guide to Living a Long & Healthy Life (Guia da vida longa e saudável do Dr. Art Hister). “Quanto mais amigos temos, mais felizes somos, e isso traz todo tipo de benefício físico.” Portanto, fale com um amigo hoje. Os dois receberão essas cinco saudáveis recompensas:

1 O nível de estresse cai

Seja para um cafezinho na cozinha, seja para visitar um museu, vale a pena arranjar tempo para os amigos. Embora todos saibamos que a solidão traz infelicidade, a pesquisa indica que também pode matar. Em 2006, os pesquisadores da Universidade de Chicago analisaram dados de vários estudos que mostravam que os solitários reagiam com mais intensidade aos golpes que a vida nos dá. Em alguns, isso causava a elevação do nível de epinefrina, que faz parte do sistema de “luta ou fuga” do organismo. Picos constantes dos hormônios do estresse podem causar pressão alta, enfarte ou AVC.

2 Você pode emagrecer

Comer alimentos bons para a saúde em reuniões com amigos pode ser contagioso, por isso, vá em frente. Os pesquisadores americanos que analisaram os laços sociais de mais de 12 mil pessoas que participaram de um grande estudo sobre o coração encontraram grupos de magros e de obesos; o que indica que os amigos têm uma grande influência sobre o peso.

Isso é algo que Diane Finegood – diretora científica do Instituto de Nutrição, Metabolismo e Diabetes de Burnaby, no Canadá – viu em primeira mão. “Quando estou num bufê, pego um prato de sobremesa, que é menor que o prato raso, e uso-o na minha refeição”, diz ela. “Quem está comendo comigo vê isso e acaba falando de opções, o que traz mais gente para o mesmo barco.”

3 Você pode viver mais

Você conhece alguém que esteja com problemas de saúde ou depressão? Para essa pessoa, pode ser difícil manter contato; mostre que se importa com ela procurando-a regularmente. De acordo com pesquisadores americanos que estudaram 503 mulheres com sintomas de doença arterial coronariana, as que tinham poucos contatos pessoais na vida cotidiana apresentavam uma probabilidade de morrer nos dois a quatro anos seguintes; o dobro das que tinham um grupo maior de amigos. E, quanto mais, melhor. Se tiver alguns amigos em comum, leve-os também. Todos se sentirão melhor mantendo contato, e isso pode fazer uma diferença enorme para o amigo necessitado.

4 A vida amorosa pode melhorar

A amizade nos dá a chance de aprimorar a nossa capacidade em todos os tipos de relacionamento, o que ajuda a abrir caminho para relacionamentos íntimos mais fortes. Estudos mostram que os indivíduos sem essas relações íntimas têm mais tendência à depressão e ao uso de álcool e drogas.

Em uma pesquisa, cientistas da Califórnia confirmaram estudos anteriores que ressaltavam o benefício das amizades saudáveis no desenvolvimento do talento necessário para promover relacionamentos íntimos significativos. Portanto, peça aos amigos que o ajudem a melhorar em problemas que podem estar dificultando a vida amorosa; como o incômodo hábito de interromper os outros ou a mania de sempre se atrasar.

5 Permanecemos ativos

Todos sabemos que os exercícios trazem bem-estar. Mas novas pesquisas indicam que também podem nos tornar mais felizes com os amigos. Os pesquisadores da Universidade de Alberta, no Canadá, verificaram que crianças que praticam esportes também tendem a se sentir mais satisfeitas com o número e o tipo de amigos que têm.

A pesquisadora-chefe Janice Causgrove Dunn diz que isso também se aplica aos adultos. Mesmo quem é sedentário há anos pode aprimorar a amizade se juntando para fazer exercícios. “Não é preciso ser uma atividade especializada, como vôlei ou futebol”, diz ela. “Pode ser algo simples, como uma caminhada pela manhã. Sair com um amigo pode nos manter motivados; e é mais divertido porque temos com quem conversar.”

Por TINA PITTAWAY

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!