Celebrado no dia 6 de janeiro, o Dia de Reis é uma tradição trazida pelos portugueses para o Brasil. Esta é uma data em que se recorda a chegada dos três Reis Magos ao local de nascimento do Menino Jesus. De acordo com os relatos bíblicos, Balthazar, Melchior e Gaspar, conduzidos pela estrela-guia, chegaram em Belém mais ou menos 12 dias após o nascimento de Jesus. Para presenteá-lo, os três levaram mirra, incenso e ouro; riquezas de seus reinos. Por isso, o Dia de Reis ocorre no dia em que a Igreja Católica celebra a Solenidade da Epifania do Senhor.

Mas o Dia de Reis não é celebrado somente no Brasil, em muitos países se recorda essa passagem bíblica de maneiras bem diferentes. Na Espanha, por exemplo, acontece a grande festa da Cavalgada dos Reis pelas ruas de grandes cidades, como Pamplona e Madri. Assim como na Argentina, é também o momento em que as crianças ganham os presentes de Natal. No México, as crianças escrevem cartas pedindo presentes aos Reis Magos. Já no Brasil, ocorre a Folia de Reis pelas cidades do interior; festa que tem resquícios das tradições portuguesas do século XVIII. Nessa data, inclusive, de acordo com a tradição, é quando devemos desmontar a árvore de Natal e guardar os enfeites e o presépio.

Folia de Reis

A Folia de Reis é uma festa que ocorre entre o dia 25 de dezembro e o dia 6 de janeiro. O cortejo sai bem cedo pelas ruas, com os participantes com suas roupas típicas, para levar a boa-nova do nascimento de Cristo. Para isso, eles vão pelas ruas cantando e tocando músicas de louvores ao Menino. O palhaço vai à frente, sua função é abrir o caminho para o reisado. Mas, de acordo com a tradição, o palhaço simboliza aquele que distrai os guardas do palácio de Herodes – que mandou matar todos os meninos recém-nascidos com o objetivo de matar Jesus. Além disso, os personagens se vestem de rosa, amarelo e azul, para representar Nossa Senhora, e branco e vermelho, simbolizando o Espírito Santo. Como saem bem cedo, cada casa que recebe o reisado para cantar em volta do presépio prepara um lanche para os participantes.

Bolo de Reis

bolo de reis

Assine nosso conteúdo exclusivo

Para incrementar ainda mais o Dia de Reis, faz parte da tradição o Bolo de Reis. A receita varia de acordo com o país, mas no Brasil o bolo leva cobertura e frutas cristalizadas. Além disso, deve ser preparado em uma forma redonda com um furo no meio, para que ao desenformar lembre uma coroa. Em alguns lugares do mundo, são colocados pequeninos reis magos ou moedas na massa. Diz a tradição que quem encontrar terá sorte e fartura o ano todo. Vamos à receita!

Ingredientes

200 g de manteiga em temperatura ambiente
4 ovos
1 2/3 xícara (chá) de farinha de trigo
1 ½ xícara (chá) de açúcar mascavo
1 xícara (chá) de amêndoas
1 xícara (chá) de frutas cristalizadas
½ colher (sopa) de fermento em pó
1 xícara (chá) de uvas-passas pretas
¼ de xícara (chá) de conhaque
1 colher (chá) de canela em pó

Como preparar

Preaqueça o forno a 180° C (temperatura média). Unte com manteiga uma forma com furo no meio de 22 cm de diâmetro. Polvilhe com farinha, chacoalhe bem para espalhar e depois retire o excesso. Numa tábua, pique fino as amêndoas. Coloque as uvas-passas numa tigela, regue com o conhaque e deixe de molho.

Em seguida, peneire a farinha de trigo numa tigela. Junte o fermento, a canela e as amêndoas picadas misturando vem. Na tigela da batedeira, coloque a manteiga e bata com a pá por cerca de 2 minutos, até ficar cremosa. Depois, acrescente o açúcar e bata em velocidade média por cerca de 10 minutos, até formar um creme fofo. Em outra tigela, quebre um ovo de cada vez e junte ao creme, batendo bem entre cada adição para incorporar. Acrescente a mistura de secos em etapas e bata a cada adição apenas para misturar.

Em um recipiente, passe as uvas-passas por uma peneira e reserve o conhaque. Junte as uvas-passas à massa do bolo, adicione as frutas cristalizadas e misture delicadamente com uma espátula. Em seguida, transfira a massa para a forma untada e leve ao forno, deixe assar por cerca de 35 minutos. Assim que estiver assado, retire do forno e deixe esfriar por pelo menos 15 minutos. Por fim, desenforme e pincele toda a superfície do bolo com o conhaque reservado – o bolo morno absorve o conhaque e fica úmido e perfumado. Espere o bolo esfriar para decorar com o glacê e as frutas cristalizadas.

Por Thaís Garcez

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!