31 de outubro é Halloween (no Brasil conhecido como Dia das Bruxas). A data que é celebrada em várias partes do mundo diverte principalmente as crianças. Ao contrário do que muitos pensam, o Dia das Bruxas não surgiu nos Estados Unidos. A festa, que tem como símbolo a assustadora abóbora iluminada surgiu na Europa e só depois se espalhou pelo mundo.

A história da abóbora iluminada

A tradicional lanterna feita com uma abóbora esculpida iluminada com uma vela se chama jack-o’-lantern (Jack da lanterna). A tradição começou com um conto folclórico irlandês sobre um sujeito mesquinho chamado Jack, que tentou superar o diabo. Quando seus artifícios fracassavam, nem Deus nem o diabo o deixaram descansar.

Como resultado, Jack perambula pela terra à noite com uma brasa colocada dentro de um nabo oco para iluminar seu caminho. E assim, ele se torna o jack-o’-lantern.

Na tradição irlandesa, os nabos esculpidos com rostos assustadores contendo velas mantinham afastados o mesquinho Jack e outros espíritos. Nos Estados Unidos, os imigrantes irlandeses substituíram o nabo pela abóbora, mais abundante e mais fácil de esculpir.

Confira a seguir 5 receitas com abóbora deliciosas para curtir o Dia das Bruxas:

Martin Brigdale, Gus Filgate e William Lingwood

1. Nhoque de abóbora, ricota e sálvia

Existem várias receitas de nhoque na Itália. No caso desta, usa-se uma massa à base de farinha, ricota e abóbora amassada, temperada com sálvia e queijo parmesão, fazendo pequenos rolinhos. Complementamos o prato com um pimentão vermelho ou amarelo, assado, e um molho de cebola. Para dar um toque especial, você pode servir o nhoque de abóbora com uma salada de agrião.

Tempo de preparo e cozimento: 1 1/2 -2 horas, mais 1 -2 horas para secar

Ingredientes

 

  • 2 pimentões vermelhos, cortados ao meio e sem sementes
  • 1 cebola cortada ao meio
  • 500 g de abóbora, sem sementes e cortada em fatias grossas
  • 1 colher de sopa de azeite extravirgem
  • 250 g de ricota
  • 1 ovo batido
  • 3 colheres de sopa de sálvia fresca
  • 30 g de queijo parmesão fresco ralado
  • 200 g de farinha de trigo e mais um pouco para enrolar
  • sal e pimenta-do-reino
  • folhas frescas de sálvia para enfeitar

 


tashka2000/iStock

Modo de preparo

  1. Preaqueça o forno a 200ºC. Espalhe as metades dos pimentões e da cebola, com os lados cortados para baixo, numa assadeira. Ponha a abóbora com o lado da casca para cima numa outra assadeira. Asse os pimentões e a cebola durante 30 a 35 minutos e a abóbora por 45 a 55 minutos ou até os legumes ficarem macios.
  2. Transfira os pimentões e a cebola para um liquidificador ou processador de alimentos e acrescente o azeite. Bata até ficar homogêneo. Tempere com sal e pimenta a gosto. Despeje numa panela e reserve.
  3. Deixe a abóbora descansar até que esfrie o suficiente para ser manuseada. Em seguida, retire as sementes e a casca e ponha a parte descascada numa tigela. Amasse até virar um purê homogêneo. Acrescente a ricota, o ovo, a sálvia picada e o queijo parmesão ao purê e misture tudo. Adicione aos poucos a farinha para formar uma massa leve.
  4. Espalhe farinha numa superfície lisa. Divida a massa em quatro partes e, com as mãos enfarinhadas, enrole cada pedaço para formar uma corda grossa com 2 cm de espessura. Corte pedaços de 2 cm. Pressione o dorso do garfo em cada pedaço da massa para criar um padrão. Deixe o nhoque secar em temperatura ambiente por 1 a 2 horas.
  5. Deixe uma panela grande com água levantar fervura. Ponha o nhoque dentro da panela, de 10 a 12 de uma vez, e escalde-os por 2 a 3 minutos ou até que subam à superfície. Retire com uma escumadeira e escorra em papel-toalha. Passe para um refratário aquecido e mantenha quente, em temperatura baixa, até todo o nhoque cozinhar.
  6. Enquanto isso, esquente o molho de pimentão tostado em fogo baixo. Jogue colheradas do molho sobre o nhoque de abóbora, enfeite com folhas de sálvia e sirva.


Martin Brigdale, Gus Filgate e William Lingwood

2. Risoto de abóbora e queijo taleggio

Este risoto é perfeito para uma refeição em família. A combinação de arroz com legumes levemente cozidos em vinho branco, caldo de legumes, alecrim e, em seguida, queijo italiano taleggio cremoso cria um prato nutritivo e delicioso. Para acompanhar, basta uma salada de folhas.

Tempo de preparo: 20 minutos
Tempo de cozimento: 35 minutos

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de azeite extravirgem
  • 6 chalotas picadas
  • 2 dentes de alho amassados
  • 500 g de abóbora descascada, sem sementes e cortada em cubos
  • 450 ml de caldo de legumes
  • 225 g de arroz para risoto
  • 225 g de cogumelos portobelo fatiados
  • 250 ml de vinho branco seco
  • 1 colher de sopa de alecrim fresco picado
  • 225 g de queijo taleggio, sem casca e cortado em cubos
  • sal e pimenta-do-reino
  • ramos de alecrim fresco para enfeitar

wmaster890/iStock

Modo de preparo

  1. Aqueça o azeite numa panela grande, acrescente as chalotas e o alho e refogue por 2 minutos ou até as chalotas amaciarem. Adicione a abóbora e cozinhe por mais 10 minutos, mexendo de vez em quando.
  2. Enquanto isso, ponha o caldo de legumes numa panela e deixe começar a ferver devagar. Reduza o fogo para que o caldo permaneça quente.
  3. Acrescente o arroz à abóbora e cozinhe por 1 minuto, mexendo sempre. Adicione os cogumelos e depois o vinho e o alecrim picado. Misture tudo. Deixe levantar fervura e começar a borbulhar de leve até quase todo o vinho ser absorvido, mexendo sempre.
  4. Acrescente uma concha do caldo e deixe cozinhar em fogo brando até que o caldo tenha sido completamente absorvido, mexendo sempre. Continue a acrescentar o caldo dessa maneira, mas atenção: espere até que o conteúdo de uma concha seja todo absorvido antes de acrescentar a próxima. Quando todo o caldo tiver sido utilizado, o arroz parecerá macio, mas ainda firme, e o risoto terá uma aparência cremosa. Tempere com sal e pimenta a gosto.
  5. Retire o risoto do fogo. Adicione o queijo e mexa devagar até começar a derreter. Sirva o risoto imediatamente, enfeitado com ramos de alecrim fresco.