A vitamina A é um lipossolúvel armazenado no fígado. O corpo obtém parte desta vitamina a partir das gorduras animais, produzindo a outra parte no intestino, a partir do beta-caroteno e de outros carotenoides presentes nas frutas e vegetais. Esta vitamina previne o desenvolvimento da cegueira noturna e mantém saudáveis a pele e as células que revestem os tratos respiratório e gastrointestinais. Além disso, ajuda no desenvolvimento de dentes e ossos fortes. Ela também é essencial para a reprodução, o crescimento e o desenvolvimento normais do organismo. Por fim, a vitamina A é fundamental para o sistema imunológico, que inclui uma enorme quantidade de células.

Principais benefícios

A vitamina A é, talvez, mais conhecida por sua capacidade de manter a visão, principalmente a noturna. Ela também pode aliviar queixas oculares específicas como “secura dos olhos”, além de seus muitos outros benefícios. Aproveite e conheça alguns cuidados necessários com olhos e como protegê-los no verão! Tratamento de doenças da pele; cicatrização de feridas, queimaduras e úlceras; e alívio dos sintomas de inflamação no intestino também são outros benefícios dessa vitamina.

Ao fortalecer a imunidade, a vitamina A aumenta a resistência a infecções, como inflamação de garganta, resfriados, gripes e bronquite. Também pode ser útil no herpes simples e herpes-zóster, verrugas e infecções vaginais fúngicas – além de ajudar a controlar processos alérgicos. Para os pacientes de câncer, a vitamina A pode aumentar a eficácia de alguns quimioterápicos. Além disso, pode auxiliar o sistema imunológico a combater os cânceres de mama e do pulmão, e melhorar as taxas de sobrevida naqueles com leucemia.

De quanto você precisa

A ingestão diária recomendada (IDR) para a vitamina A é de 2.700 UI para adultos. Doses mais elevadas são comumente administradas para doenças específicas. A superdosagem de vitamina A pode ser um verdadeiro problema. Uma única dose de 500.000 UI pode induzir à fraqueza e ao vômito. Além disso, relatou-se que a ingestão de 25.000 UI ao dia durante seis anos causou cirrose. Os sinais de toxidade incluem pele seca e com rachaduras, além de unhas quebradiças, queda fácil dos cabelos, sangramento das gengivas, perda de peso, irritabilidade, fadiga e náuseas.

Assine nosso conteúdo exclusivo

A ingestão de frutas e vegetais ricos em carotenoides, como damasco e vegetais de folhas verdes não chega a oferecer risco de superdosagem. Embora seu organismo converta alguns carotenoides em vitamina A, ele só desempenha esse mecanismo conforme o necessário. É quase impossível obter uma grande quantidade de vitamina A a partir da alimentação, a menos que você coma muitas porções de fígado ou peixes gordurosos.

Grandes quantidades de vitamina A estão presentes em peixes, na gema do ovo, na manteiga, no fígado (84 g = 9.000 UI) e no leite enriquecido. Entretanto, frutas e vegetais verde-escuros, amarelos, cor de laranja e vermelhos possuem grandes quantidades de beta-caroteno e muitos outros carotenoides; que o corpo transforma em vitamina A de acordo com sua necessidade. Você tem dificuldades em comer esses alimentos no dia a dia? Então veja algumas dicas de como inseri-los na sua dieta.

Atenção!!! Se você está grávida ou querendo engravidar, não tome mais de 5.000 UI diariamente, pois doses elevadas podem causar danos ao feto. Ademais, se tiver algum problema de saúde, converse com seu médico antes de tomar suplementos.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!