Faça uma busca
|
Publicado em: 13 de junho de 2022

Como evitar problemas de postura na infância

Douglas Ferreira
Última atualização: 13 de junho de 2022
Por: Douglas Ferreira
circulo check
Revisão Médica por:
Danielle Toledo, Fisioterapeuta

Evitar a má postura ainda na infância é fundamental para prevenir problemas futuros. Entenda o que você pode fazer para ajudar o seu filho a ter uma boa postura.

Como evitar problemas de postura na infância Imagem: KatarzynaBialasiewicz/iStock

Aprender a adotar uma boa postura na infância é uma das melhores maneiras de proteger ossos, músculos e articulações. Os músculos e ligamentos das costas da criança ainda estão em desenvolvimento e podem começar a se alongar ou encurtar em resposta a maus hábitos posturais.

Leia também: Posturas de yoga para aliviar as dores nas costas

Em um estudo tranversal realizado no Rio Grande do Sul, 31,6% das crianças e jovens com 7 a 17 anos, relataram dor na região lombar, sendo mais comum entre meninas (41,9%) do que entre meninos (21,4%). 

A má postura contribui para uma série de problemas ósseos e musculares, em especial as dores nas costas. Maus hábitos posturais podem causar outras dores e contribuir para o desenvolvimento de LER (Lesões por Esforço Repetitivo). Para evitar que seu filho sofra com a má postura, veja a seguir algumas dicas de como evitar este problema.

Como evitar problemas de postura na escola

Crianças muito pequenas quase nunca ficam sentadas e imóveis por um período longo, dessa forma problemas posturais são raros. No entanto, crianças um pouco mais velhas em idade escolar são mais vulneráveis a esses problemas: aulas longas com poucas oportunidades de se movimentarem, cadeiras não anatômicas e mochilas pesadas causam considerável tensão na coluna vertebral em crescimento.

Educadores estão muito mais atentos a esses problemas do que no passado e têm tomado uma série de iniciativas para promover melhores hábitos posturais nas escolas. Mas é importante manter o diálogo com a escola a fim de se descobrir se algumas medidas estão sendo adotadas e discutir futuras iniciativas a esse respeito por parte da escola. Veja alguns exemplos abaixo!

Reflexão sobre os horários de aula

A escola pode programar aulas mais curtas ou dar intervalos nas aulas longas para que as crianças levantem e se mexam. As crianças devem ter oportunidades regulares para atividades físicas; por exemplo, ficar ao ar livre e correr durante os intervalos. No caso de crianças mais velhas, estimular uma caminhada e movimento durante os intervalos também é interessante.

As escolas podem ajudar reservando um período maior para educação física, com atividades como ginástica, que promove força muscular e flexibilidade. Além disso, a escola também pode auxiliar na conscientização dos alunos sobre a importância de praticar atividade física fora do ambiente escolar.

A melhoria dos móveis escolares

Muitas escolas têm cadeiras e mesas padronizadas que não prevêem tamanhos diferentes. Elas poderiam adotar o uso de mesas com altura ajustável e cadeiras com suportes de apoio para as costas.

Mochilas: um objeto que precisa da atenção dos pais

criança com mochila com excesso de peso
As mochilas devem pesar menos do que 10% do peso da criança ou adolescente. (Imagem: golubovy/iStock)

As crianças que carregam mochilas pesadas com livros e outros materiais necessários para o dia todo podem estar colocando tensão excessiva na coluna. Este hábito não só pode resultar em problemas a curto prazo, como dores, mas também ter implicações para a saúde da coluna no futuro.

Diferentes estudos indicam que mais da metade das crianças em idade escolar utilizam mochilas com peso excessivo. Como orientação, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) recomenda que as mochilas devem pesar menos do que 10% do peso da criança. Outras medidas para prevenir tensão excessiva são as seguintes:

1. Utilizar as duas alças da mochila

Carregar a mochila com uma alça em um dos ombros coloca peso desigual na coluna e pode fazer com que a criança se curve mais para um lado a fim de compensar.

2. Comprar uma mochila adequada

Procure uma mochila larga, com alças acolchoadas que podem ser ajustadas para melhor conforto – ela deve ficar bem abaixo da altura dos ombros e se apoiar na base da coluna. Tente encontrar uma com acolchoamento encostado à coluna lombar e compartimentos separados, de maneira que a criança possa distribuir o material mais uniformemente na mochila. 

3. Utilizar os armários caso a escola ofereça

Se a escola fornecer armários para guardar livros e outros materiais, as crianças não precisarão carregar mochilas pesadas pela escola entre as aulas.

Para conferir outras dicas de como evitar problemas de postura na infância causadas por mochilas, veja aqui o folder informativo preparado pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT).

Como evitar problemas de postura em casa

Há um limite para controlar o que você pode fazer com relação à postura da criança na escola, mas há muitas maneiras que podem promover bons hábitos no ambiente familiar:

1. Dê o bom exemplo

Estimule a criança a se sentar e a ficar de pé sem os ombros caídos ou encurvados. Dê exemplos: em vez de repreender a criança, chame a atenção para a boa postura. Para mais dicas sobre boa postura em qualquer idade, consulte a nossa matéria com 5 dicas para melhorar a sua postura.

2. Reorganize a mesa de estudo

A maioria das mesas é feita para adultos – crianças pequenas podem ter algum tipo de problema para alcançar o teclado do computador ou para colocar os pés no chão. Além disso, podem precisar inclinar a cabeça para trás para ler a tela do computador.

Caso a criança possua sua própria mesinha ou computador, verifique se estão adequados à sua altura. Se vocês compartilham um computador, mostre a seu filho como ajustar a cadeira ou a tela às necessidades dele.

3. Estabeleça limites de horários para assistir à TV

Um estilo de vida sedentário não traz benefício algum à saúde. Quanto mais tempo as crianças passam debruçadas em frente à tela do computador ou curvadas no sofá vendo TV, maior será a tensão exercida nas costas.

4. Fique atento ao uso do celular

Há um número crescente de relatos de Lesão por Esforço Repetitivo em crianças e adolescentes que enviam muitas mensagens pelo celular ou passam muitas horas jogando videogames. Tente estabelecer um limite de tempo para as crianças que passam de 5 a 10 minutos seguidos enviando mensagens de texto e incentive-as a não descuidarem da postura.

Para mais informações sobre como evitar a LER, veja a nossa matéria completa com dicas.

5. Observe o peso

Verifique se a criança segue uma dieta saudável e balanceada e pratica muitos exercícios físicos. O excesso de peso aumenta o risco de dores nas costas.

circulo check
Revisão Médica por:
Danielle Toledo, Fisioterapeuta
(CREFITO 044991-F) – Dra. Danielle Toledo é fisioterapeuta e osteopata, mestre em Ciências da Reabilitação. Profissional graduada em Masseur Kinesitherapeute, na Ecole de Kinésithérapie, e formada pelo Método RPG com Philippe Souchard, Dra. Danielle Toledo atende na Clínica Corpo em Linha, no Rio de Janeiro.