Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 13 de julho de 2021

Entenda a relação entre exercício físico e pressão arterial

A prática regular de exercício físico pode ser a melhor forma de prevenção de problemas relacionados à pressão arterial.

Imagem: LanaStock/iStock

Quando se fala em baixar a pressão arterial e fortalecer o coração, a prática de exercícios regulares é uma receita para o sucesso. Estudos mostram que exercícios diários podem reduzir a pressão arterial – às vezes tão eficazmente quanto os remédios para hipertensão arterial.

E se você não é hipertenso e sua meta for simplesmente continuar assim? Exercícios regulares também são ótimos para a prevenção: podem ajudar a conservar sua pressão arterial, para que ela jamais alcance os níveis que provocam lesões no coração.

A estrada menos percorrida às vezes é a melhor

Leia também: A importância da frequência na prática do exercício físico

Para muitos de nós, exercícios são as receitas médicas que nunca chegam a ser prescritas. Apenas 12% dos brasileiros fazem pelo menos 30 minutos de atividades físicas moderadas na maioria dos dias. Segundo especialistas, esse é o tempo mínimo necessário para de fato reduzir os níveis de pressão arterial e proteger o coração.

Entre os brasileiros que fazem exercícios por pelo menos 30 minutos, estão os indivíduos determinados que caminham pelo bairro todas as manhãs; os nadadores diários que deslizam de um lado a outro nas piscinas locais; ps entusiastas das academias caseiras. E muitos outros.

Mas, e o resto? Entre os brasileiros, cerca de 30% praticam algum tipo de exercício, mas não com regularidade ou a intensidade suficiente para obter quaisquer benefícios cardiovasculares. Eles podem caminhar, nadar ou pedalar uma bicicleta ergométrica, mas só de vez em quando. Depois, existem os 21% acima dos 18 anos (e 32% acima dos 55 anos) que são totalmente inativos. Eles não praticam qualquer atividade física significativa.

Junte quem nunca se exercita com quem quase nunca o faz e eis uma estatística deprimente: cerca de 70% dos brasileiros são tão inativos que isso é um risco para a saúde.

Movimentar-se é importante

exercícios físicos em casa
Exercitar regularmente, mesmo em casa, pode trazer benefícios para a saúde. (Imagem: gorodenkoff/iStock)

Você pode tentar, mas não pode ignorar a grande quantidade de pesquisas que exaltam os benefícios dos exercícios. Estudos após estudos mostram que a inatividade física é um fator de risco importante para a hipertensão arterial e doenças cardíacas.

Estudos apontam que pessoas em pior forma física correm risco 30 a 50% maior de desenvolver hipertensão arterial do que as que usam a esteira rolante ou praticam exercícios de musculação regularmente. Também é duas vezes e meia mais provável que desenvolvam doenças cardíacas. O sedentarismo também aumenta o risco de desenvolver diabetes, vários tipos de câncer e muitos outros problemas de saúde.

Ao todo, até 80 mil mortes por ano – ou cerca de 5% de todas as mortes – no Brasil se devem à falta de atividades físicas regulares.

Como os exercícios reduzem a pressão arterial

Para começar, exercícios regulares ajudam você a livrar-se do excesso de peso, o que pode reduzir de forma significativa a pressão arterial. É do conhecimento de todos: sempre que você queima mais calorias que consome, perde peso. Os exercícios são o forno do corpo, e, assim, mais calorias são queimadas, não armazenadas. Na verdade, caso você não os inclua em seu plano de emagrecimento, terá muita dificuldade para alcançar um peso saudável.

Mas perder peso o suficiente para mudar de um manequim grande para um médio não é o único motivo que leva à redução da pressão arterial em quem pratica exercícios. Vários estudos mostram que a atividade física regular faz a pressão arterial baixar mesmo que não se perca um só quilo. Os médicos ainda não sabem por que, mas Cham que esse fenômeno pode estar relacionado com o efeito positivo que os exercícios parecem exercer sobre o coração e o sistema circulatório.

Quanto melhor sua forma física, mais fortes e eficientes seu músculo cardíaco e seus pulmões. Uma sessão de exercícios também faz muito bem às artérias: estudos mostram que exercícios regulares ajudam a manter os vasos sanguíneos saudáveis e jovens.

Um estudo descobriu que pessoas de 60 anos fisicamente ativas têm artérias semelhantes às das pessoas de 40 anos.

Qual o segredo?

Os exercícios aparentemente impedem que o revestimento dos vasos sanguíneos, conhecido como endotélio, se deteriore e endureça, protelando assim o desenvolvimento de obstruções por placas e coágulos sanguíneos. Além disso, quanto mais saudável o endotélio, mais fácil para os vasos sanguíneos relaxarem e permitirem que o sangue flua por eles.

Os exercícios também ajudam a aumentar o HDL-colesterol (o “bom”), que conduz o LDL-colesterol (o “mau”) para fora do corpo. Somando tudo, os exercícios executam um trabalho excepcional de redução de tensão em todo o sistema circulatório.

Já está convencido de que os exercícios devem fazer parte da sua vida? Então, veja 21 alongamentos e exercícios de força para fazer em casa!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados