Faça uma busca
|
Publicado em: 12 de maio de 2021

Lipedema ou obesidade? Saiba diferenciar cada um desses quadros

Esse distúrbio pode ser acompanhado de outras doenças, que agravam a saúde do paciente.

Imagem: dolgachov/iStock

Inchaço, hematomas, dor e muita celulite. Estas são algumas das queixas de quem sofre com lipedema, distúrbio que afeta principalmente as mulheres e costuma surgir durante a puberdade, gestação, menopausa ou em alguma situação de muito estresse. De acordo com dados do Ministério da Saúde, cerca de 11% da população feminina brasileira sofre com lipedema e com outras doenças associadas a ela que podem agravar o quadro de saúde.

No entanto, frequentemente o lipedema é confundido com o linfedema (acúmulo de líquido linfático no tecido adiposo) de membros inferiores ou simplesmente com a obesidade.  

Continue acompanhando para saber mais sobre o lipedema e veja opções de tratamentos!

O que é lipedema?

Lipedema significa "síndrome gordurosa dolorosa". De acordo com o bioengenheiro e linfoterapeuta Daniel Zucchi, esse distúrbio se caracteriza pelo aumento simétrico do tecido gorduroso nas pernas e braços.

Leia mais: ajuste na composição da microbiota intestinal pode controlar obesidade

"É uma doença genética que provoca um acúmulo anormal de gorduras de tecido adiposo nos membros inferiores. Isso ocasiona um edema que comprime os vasos linfáticos e sanguíneos. O curioso é que este inchaço não atinge os pés", explica.

Ao contrário das celulites, o lipedema pode ser doloroso ao toque, e costuma poupar regiões do corpo como mãos, pés e tronco. "Essa é uma doença subdiagnosticada e pouco investigada, apesar de causar um impacto psicológico imenso. As mulheres que estão com o distúrbio escutam frases do tipo: isso é normal!; é genético; ou mesmo que estão obesas", comenta Zucchi.

Obesidade ou lipedema?

o que e lipedema
Imagem: Crédito:RyanKing999

Diferentemente da obesidade, em que há um acúmulo de gordura generalizado pelo corpo, no lipedema esse acúmulo se concentra nos braços e pernas. Além disso, outra diferença observada é que o lipedema surge apenas em momentos de variações hormonais, enquanto a obesidade pode surgir a qualquer momento -- inclusive na infância.

Mudança na alimentação, com vista a redução calórica, não é efetiva para controle dessa doença, diferente da obesidade.

A melhor maneira de diagnosticar o lipedema é com o exame físico e anamnese realizados por médico. Embora não possa ser diagnosticada por exame de sangue, alguns médicos recomendam realizar com periodicidade dosagem hormonal tireoideana, marcadores inflamatórios e a dosagem de vitamina B e D. E isso porque é comum que surjam outras doenças relacionadas ao lipedema, de modo que o tratamento dessas doenças pode ser necessário de forma concomitante.

Sintomas lipedema

sintomas lipedema
Crédito:PORNCHAI SODA/iStock

Os sintomas variam de cada caso, mas no geral é possível observar:

  • Hipersensibilidade ao toque;
  • Desconforto no joelho;
  • Perda da elasticidade da pele;
  • Cansaço geral;
  • Dores crônicas;
  • Hematomas;
  • Celulites;
  • Baixa de vitamina D, ferro e/ou B12;
  • Inchaços.

Tratamentos

Embora não haja, na maioria dos casos, cura identificada para o lipedema, a detecção precoce e o tratamento podem reduzir os danos progressivos ao estado de saúde do paciente. Nos estágios iniciais, é possível estacionar a progressão da doença com tratamento clínico. Além disso, é possível controlar os edemas com compressões, medicamentos, drenagem linfática manual e terapia de descongestão completa.

Além disso, Daniel Zucchi afirma que o tratamento com linfoterapia associada à técnica de eletroterapia também apresenta bons resultados.

“Já tratei muitas vezes de lipedema com muito sucesso. Os resultados são bem satisfatórios e aparentes. Isso eleva a autoestima das mulheres!”, concluiu.

Embora a cirurgia bariátrica não reduza a gordura lipedemica, ela pode também ajudar a tratar as comorbidades que o acompanham.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


Cadastre-se GRÁTIS para continuar lendo


Você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos

Já tem cadastro? Faça login aqui.

Já sou assinante da Revista Impressa

close