Faça uma busca
|
Publicado em: 13 de outubro de 2021

Perda auditiva: 5 dicas para se comunicar melhor

Pessoas com perda auditiva podem sentir dificuldades na hora de se comunicar

Imagem: fizkes/iStock

Quando falamos com alguém, as palavras têm um papel surpreendentemente pequeno no que entendemos da conversa. O tom de voz e a linguagem corporal são muito importantes para a compreensão.

Leia também: Perda auditiva: tipos, diagnóstico e tratamento

Para pessoas com perda auditiva, a leitura labial e os aparelhos auditivos atuam juntos no sentido de melhorar as habilidades de comunicação.

Dicas para quem sofre de perda auditiva

Um audiologista avaliará se você está usando todas as suas habilidades de comunicação para obter o máximo de proveito e que tanto você quanto sua família saibam como compensar a perda auditiva. Enquanto isso, eis algumas dicas:

  • Se precisar de óculos, use-o.
  • Certifique-se de que é possível ver o rosto de outra pessoa por completo, principalmente os lábios.
  • Se a audição for melhor em um ouvido do que em outro, posicione-se para que a outra pessoa esteja perto do seu lado “bom”.
  • Observe o rosto, os gestos, a postura e os movimentos da outra pessoa. É possível obter muitas dicas sobre o que está sendo dito a partir desses aspectos.
  • Se não tiver certeza de que ouviu corretamente, não peça que repitam as palavras, e sim que digam de forma diferente. Ou experimente uma técnica conhecida como pergunta reversa para confirmar (ou algo do gênero). “Então, eu o verei às 2 horas?” ou “Meu Deus, quanto tempo durou?”
  • Tente manter a calma. Ninguém ouve corretamente o tempo todo e, se você ficar ansioso ou agitado, talvez perca ainda mais. Se o ambiente for barulhento, pergunte se podem conversar em um lugar mais calmo.
exame para prevenção de perda auditiva
É importante ir ao médico caso haja suspeita de perda auditiva. (Imagem: Ivan-balvan/iStock)

Leitura labial

A maioria de nós lê lábios até certo ponto quando estamos conversando e deparamos com ruído no fundo, por exemplo, em um bar barulhento, embora talvez não percebamos que fazemos isso. A leitura labial ajuda a “preencher os hiatos” da fala, principalmente se tivermos alguma ideia do que está sendo discutido. Para pessoas com perda auditiva, a leitura labial e os aparelhos auditivos atuam juntos com o objetivo de melhorar as habilidades de comunicação.

Leia também: 10 coisas que os surdos acham desagradáveis no meio digital

É provável que o seu otorrino saiba sobre cursos locais — eles podem até ser oferecidos no hospital. Se você apresenta uma deficiência auditiva leve, a leitura labial pode ajudar bastante, compensando os sons que talvez se percam durante a conversa. Para pessoas com uma deficiência auditiva grave, a leitura labial pode ser a melhor ou a única forma de se comunicar em situações do cotidiano.

No entanto, ler lábios é mais difícil do que se pode imaginar. Muitas letras e palavras produzem o mesmo formato labial quando pronunciados. Em geral, um ano de aulas semanais é suficiente para que a maioria das pessoas adquira boas noções dos princípios, e muitas acreditam que isso faz uma diferença enorme. De fato, para a maioria dos adultos ativos, esse talvez seja o elemento mais importante na reabilitação.

Dicas para quem conhece alguém com perda auditiva

Se você não consegue ouvir o que está sendo dito, pode sentir-se isolado. A família e os amigos podem ajudar a minimizar esse problema. Assim, se a sua audição não é tão boa quanto antes, copie esta lista e prenda-a em algum lugar de destaque, onde possa ser vista. E, se estiver lendo isto porque alguém de quem você gosta tem uma deficiência auditiva, preste atenção, já que estas medidas irão ajudar.

Leia também: Você sabia que é possível ter o tímpano perfurado e não perceber?

  • Certifique-se de ter minha atenção antes de começar a falar.
  • Tente ficar de pé ou sentar-se a cerca de 1 m de distância e de frente para a luz, de modo que eu possa ver seu rosto claramente.
  • Vire o rosto na minha direção quando conversar comigo para que eu possa ver seus movimentos labiais. Mesmo com um aparelho auditivo, não consigo entender tudo o que você diz.
  • Fale o mais claro possível, mas não devagar demais, nem simplifique o que diz — tenho problema para ouvir, não para compreender.
  • Não grite! Elevar a voz pode distorcer o som e dificultar a identificação de palavras isoladas. E pode ser doloroso, caso eu esteja usando aparelho auditivo. Em público, é constrangedor.
  • Se eu não acompanho o que você diz, experimente dizer outra vez de forma diferente.
  • Mantenha as mãos longe da boca e não masque enquanto estiver conversando. Se nos conhecermos há muito tempo, posso lhe pedir que raspe a barba ou o bigode.
fechar

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close