Faça uma busca


|
Publicado em: 10 de janeiro de 2021

Roacutan: saiba mais sobre o remédio usado para tratar acne

Usado no combate à acne, esse remédio apresenta resultados muito satisfatórios para a pele.

Imagem: unomat/iStock
Yulli Dias
Por: Yulli Dias

O roacutan é um medicamento indicado para tratamento de casos de acne grave – que provocam cicatrizes – ou que não tiveram melhora com o uso de outros remédios, como antibióticos ou pomadas e cremes para as espinhas.

Leia também: Acne: o que causa e como prevenir 

Ele é capaz de deixar a pele sem acne e com aparência de saudável, já que tem em sua composição a isotretinoína. Essa substância é capaz de reduzir a produção de sebo e, consequentemente, as inflamações na pele. Por isso que um dos possíveis efeitos colaterais do roacutan é o ressecamento da pele e dos lábios.

Efeitos colaterais do roacutan 

Por ser considerado um medicamento bem forte para o organismo, o roacutan precisa ser administrado com cuidado e com o acompanhamento de um dermatologista, pois é possível que o paciente sofra com alguns efeitos colaterais.

De acordo com o site do Ministério da Saúde, podem ocorrer:

Para fazer o controle desses efeitos colaterais, é bem provável que o dermatologista peça para que o paciente faça exames de sangue regulares, como a cada mês, por exemplo, para identificar possíveis alterações.

Além disso, algumas pessoas não devem fazer o uso desse tipo de medicamento. Devem evitar o roacutan:

  • Pessoas com alergia a alguma substância do roacutan;
  • Indivíduos com insuficiência hepática;
  • Mulheres grávidas ou amamentando.

Não é indicado, também, ingerir bebidas alcoólicas durante o tratamento, pois podem causas alterações no fígado.

Como tomar o roacutan?

É possível encontrar a isotretinoína  – como também é conhecido o roacutan – nas quantidades de 10 mg e 20 mg. O valor que será administrado vai depender do estado da pele do paciente, variando de pessoa para pessoa.

Normalmente o dermatologista começa com uma dose baixa no primeiro mês (0,5 mg/kg) e, caso não haja reações adversas, a dose pode ser aumentada nos meses seguintes (de 1 mg a 2 mg/kg).

Segundo o site do Ministério da Saúde, o objetivo do tratamento é chegar na dose cumulativa de 120 a 150 mg/kg. O que normalmente pode ser alcançado de quatro a seis meses após o início da medicação.

O efeito do roacutan antes e depois na pele é gradativo. (Imagem: VladimirFLoyd/iStock)

A absorção do remédio é maior ao ser ingerido junto a alguma refeição. Já em relação ao tempo para ver os resultados, é possível ver melhoras consideráveis na pele nas primeiras 8 a 16 semanas após o início do tratamento com roacutan.


Atenção:
Para ter o diagnóstico correto dos seus sintomas e fazer um tratamento eficaz e seguro, procure orientações de um médico ou farmacêutico.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados