Uma válvula muscular na base do esôfago normalmente mantém os corrosivos sucos digestivos onde eles devem ficar: no estômago. Mas, se você tem azia, essa válvula se abre em momentos inoportunos, como após uma grande refeição, deixando o ácido entrar onde não deveria e causando dor, que pode ser branda ou tão forte que a pessoa acha que está tendo um ataque cardíaco.

Com o tempo, a azia pode se tornar a doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), condição mais séria que pode aumentar o risco de desenvolver câncer de esôfago.

A hora de recorrer ao médico

O sintoma mais comum da azia é a queimação na garganta ou no peito. Ela pode piorar após uma refeição, à noite ou quando você se deita para dormir. Entre os sintomas menos óbvios estão tosse persistente e laringite crônica.

Apesar se ser comum, a azia crônica ou forte pode ser um sinal de refluxo gastroesofágico ou de outros problemas digestivos mais sérios. Vá ao médico se você tiver azia por mais de duas semanas ou se ela estiver lhe causando dificuldade para respirar ou dor de garganta; impedindo-o de dormir; interferindo em suas atividades diárias; causando dor no pescoço, no peito ou nas costas; gerando desconforto ou dificuldade para engolir; causando vômitos ou diarreia; ou acarretando perda de peso.

Experimente os passos a seguir para prevenir a azia:

BartekSzewczyk/iStock

1. Jante mais cedo

Em um estudo com 441 pessoas, pesquisadores japoneses descobriram que quem ia para a cama até três horas depois do jantar era 7,5 vezes mais propenso a ter indigestão do que quem ia dormir quatro ou mais horas depois da refeição. Se você costuma dormir às 22h30, jante até as 18h30.


michaeljung/iStock

2. Eleve a cabeceira da cama

Deixar a cabeceira da cama cerca de 28 centímetros mais alta pode reduzir bastante os episódios de refluxo e encurtar os que você ainda tem. Use tijolos ou blocos de madeira.


demaerre/iStock

3. Durma do lado esquerdo

Em um estudo, as pessoas que dormiam sobre o lado esquerdo do corpo tiveram apenas metade dos casos de refluxo registrados pelas pessoas que dormiam sobre o outro lado. Por causa da localização do estômago e do esôfago, dormir sobre o lado direito pressiona mais a válvula que mantém o ácido gástrico no lugar certo, conhecida como esfíncter esofágico inferior (EEI).


bhofack2/iStock

4. Faça o teste da pizza de pepperoni

Há muita controvérsia em torno de quais alimentos seriam causadores de azia. A verdade é que o que incomoda você pode não causar nenhum efeito em outra pessoa que seguiu o mesmo cardápio.

Ao analisarem mais de 100 estudos de mudanças no estilo de vida para combater o refluxo, pesquisadores da Universidade de Stanford descobriram que evitar chocolate, hortelã, pimentas, comidas gordurosas e lanchinhos tarde da noite não ajudou a maioria das pessoas. Mas várias outras pesquisas, e a experiência de gastroenterologistas, sugerem que, para algumas pessoas, são exatamente esses alimentos que devem ser evitados.

Descubra quais são os alimentos que lhe provocam azia e fique longe deles. As possibilidades incluem frutas cítricas; chocolate; café e chá; álcool; comidas gordurosas e frituras; alho e cebola; aromatizantes de menta; comidas condimentadas; e pratos à base de tomate, como molhos de massa, pimenta e pizza.