O encéfalo necessita de mais do que proteínas, carboidratos e gordura. Um bom suprimento de micronutrientes (vitaminas e minerais) também é importante para o funcionamento saudável do sistema nervoso. O consumo balanceado de todas as vitaminas é fundamental. Mas, com exceção da vitamina B12 e do folato, elas não são muito importantes em relação à função encefálica.

Na galeria a seguir, vamos destacar os verdadeiros responsáveis por cuidar do nosso cérebro: os minerais.

Leia também: O que as vitaminas e minerais podem fazer por você

Confira agora quais são os 5 micronutrientes milagrosos!

artisteer/iStock

1. Sódio

Mais consumido na forma de cloreto de sódio ou sal, o sódio controla a função nervosa e muscular e, com o potássio, mantém o equilíbrio hídrico nas células e nos tecidos do corpo. Nos países ocidentais, a maioria das pessoas ingere sal em excesso, por isso a deficiência de sódio é rara.


yulka3ice/iStock

2. Potássio

Agindo em harmonia com o sódio, o potássio é essencial para a transmissão de impulsos nervosos. Por isso, os sinais iniciais de sua deficiência geralmente são apatia e fraqueza. Os alimentos de origem vegetal, em sua maioria, são boas fontes de potássio: bananas, frutos oleaginosos, sementes, leguminosas, abacate, grãos integrais, frutas secas, tomates e batatas. Por isso, pense neles quando estiver precisando de energia e quiser fazer um lanche.


piotr_malczyk/iStock

3. Cálcio

Um bom consumo de cálcio é essencial para promover o funcionamento adequado dos nervos e músculos. Esse mineral participa da condução de impulsos elétricos ao longo dos axônios das células nervosas. Sua deficiência – a hipocalcemia – pode manifestar-se por espasmos musculares e fadiga generalizada. São boas fontes de cálcio: leite e derivados, hortaliças de folhas verde-escuras, sardinha em lata (com ossos).


bit245/iStock

4. Magnésio

Esse mineral é importante para o funcionamento do hipocampo, uma parte do sistema límbico que controla o humor, a memória e o aprendizado. Frutos oleaginosos, damascos secos, figos secos, aveia, farinha integral e extrato de levedura são boas fontes.