Todo mundo sabe da importância de consumir vitaminas e minerais que nosso corpo precisa, mas você os conhece bem?

Vitaminas

Os processos bioquímicos – crescimento, metabolismo, reprodução celular, oxidação dos alimentos, digestão – são regulados por um total de 13 vitaminas, que garantem o funcionamento eficiente do organismo. As vitaminas são classificadas como hidrossolúveis ou lipossolúveis, dependendo do modo como são absorvidas e armazenadas pelo corpo.

Entre as vitaminas hidrossolúveis estão as do complexo B e a C. Elas permanecem nos vários tecidos do corpo por no máximo três dias. Depois de absorvidas pelo intestino, passam à corrente sanguínea e são armazenadas em pequenas quantidades; qualquer excesso é eliminado pela urina. Isso significa que não adianta consumir grandes doses de vitaminas hidrossolúveis. De fato, o certo é ingerir um pouco a cada dia. Em caso de carência dessas vitaminas, os sintomas podem começar a aparecer em poucas semanas.

As quatro vitaminas lipossolúveis – A, D, E e K –, bem como a própria gordura, são absorvidas pelo intestino e, exceto a vitamina K, armazenadas no fígado e no tecido adiposo. Como podem permanecer no organismo por até um ano (ou mais, no caso da vitamina A), não há necessidade de consumi-las em grande quantidade todos os dias. Na verdade, o excesso de vitaminas lipossolúveis pode ser prejudicial.

Minerais

Os minerais são partes essenciais de enzimas indispensáveis à decomposição dos alimentos, e exercem papel importantíssimo no desenvolvimento e na manutenção das funções do corpo. Os minerais foram classificados de acordo com a necessidade que temos deles a cada dia.

Macrominerais: Cálcio, fósforo e magnésio. São necessários e podem ser armazenados em grande quantidade.

Microminerais: Ferro, fluoreto, manganês, iodo, zinco, selênio, cloreto, potássio, sódio e cobre. As pequenas quantidades que o corpo é capaz de armazenar são suficientes.

Eletrólitos: Alguns minerais – cálcio, cloreto, magnésio, fósforo, potássio e sódio – recebem também a classificação de eletrólitos. Essas substâncias ajudam a gerar impulsos elétricos que carregam as mensagens dos nervos pelo corpo todo, além de manterem o equilíbrio adequado dos fluidos e das substâncias químicas do corpo.

Todos os minerais são necessários à saúde e alguns têm melhor efeito quando associados a certas vitaminas: ferro com vitamina C ou cálcio com vitamina D, por exemplo.

O equilíbrio

É perfeitamente possível ingerir vitaminas e minerais suficientes sem “neuras”. Primeiro, dê preferência a alimentos ricos em nutrientes, como frutas, vegetais verde escuros, verduras, proteína magra, peixes oleosos e grãos integrais, em porções com quantidade razoável. E evite alimentos industrializados ultraprocessados no dia a dia, já que são hipercalóricos e contém poucos nutrientes que possam ser aproveitados.

Leia mais sobre vitaminas.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!