Faça uma busca
|
Publicado em: 17 de setembro de 2020

A verdade sobre os riscos de beber

O Ministério da Saúde estima que 20% dos brasileiros bebam muito e regularmente. Descubra o que os especialistas têm a dizer sobre a ingestão de bebida alcóolica em excesso.

Imagem: Givaga/iStock

Você algum dia leu em uma notícia que o álcool vai prolongar sua vida, e em outra que vai mandá-lo mais cedo para o túmulo?

Quando reportagens superestimam os achados de algum estudo recente, é fácil ficar confuso.

Aqui, porém, você vai encontrar informações importantes sobre os efeitos do álcool.

O bom

A relação risco-benefício do álcool depende de quanto se está consumindo. A maioria das autoridades da saúde pública estabelece o limite nebuloso entre consumo de bebida alcoólica “moderado” e “intenso” em 1 ou 2 “doses-padrão” (10-12 gramas de álcool puro) por dia para mulheres e 2 a 4 para homens. Você não estaria só caso confundisse consumo intenso com moderado. Observe, por exemplo, que a taça comum de 175 ml de vinho está mais próxima de duas doses-padrão do que de uma. parte boa de beber álcool

Evidências mostram que pessoas que bebem moderadamente têm um risco um pouco menor do que as abstêmias, quando se trata de diabetes e certos eventos cardiovasculares, como isquemias cerebrais e infartos.

Esses possíveis benefícios provavelmente não justificam iniciar o hábito se você não o tem. Em termos realistas, dificilmente uma pessoa bebe porque acredita que isso vai melhorar sua saúde, mas porque acha relaxante, gostoso ou divertido.

O ambíguo

homem refletindo sobre os riscos de beber álcool

Talvez não seja surpreendente, uma vez que a bebida exerce seu efeito ao prejudicar o cérebro, mas o alto consumo de bebida alcoólica a longo prazo é o fator de risco evitável de demência mais importante.

Até o momento, não há evidências quando se trata do consumo moderado; ele pode contribuir discretamente para o declínio do cérebro, fornecer uma leve proteção contra ele ou nenhum dos dois. O álcool também tem uma relação complexa com a depressão clínica.

“Estabelecer causas e efeitos é difícil”, diz o Dr. Jürgen Rehm, chefe da unidade de pesquisa epidemiológica da Technische Universität Dresden, na Alemanha. “A depressão pode levar ao consumo de álcool; o consumo de álcool pode causar depressão; e a vulnerabilidade genética pode contribuir para ambos.”

Veja também: 5 conselhos para ajudar a combater a depressão

O mau

homem surpreso com os riscos de beber álcool

O álcool foi ligado a dezenas de problemas de saúde, desde dependência e ferimentos acidentais até doença hepática e pancreatite. Quanto mais você beber, mais alto é o risco.

É assim com certos tipos de câncer associados ao álcool. Segundo a Dra. Marilys Corbex, do escritório europeu da Organização Mundial da Saúde, mesmo um consumo leve aumenta muito as chances de câncer de boca e da parte superior da garganta, de esôfago, laringe e mama.

É particularmente arriscado combinar bebida com fumo: o álcool age como um solvente para os carcinógenos nos cigarros, criando um risco maior do que a soma de suas partes.

No que se refere a doenças cardiovasculares, algumas formas são menos comuns entre consumidores moderados de álcool em comparação com abstêmios, mas outras – incluindo a fibrilação atrial e o acidente vascular cerebral hemorrágico – mostram o padrão oposto.

Uma metanálise de 2018 de dados de saúde de quase 600 mil pessoas descobriu que, depois que elas passaram de 10 doses-padrão por semana, sua expectativa de vida diminuiu de seis meses a cinco anos, dependendo de quanto além disso elas consumiam.

Leia também: Gordura no fígado: a culpa não é só da bebida

O feio

batida de carro

Os riscos do álcool se estendem para além dos próprios consumidores: na verdade, pelo menos 10% das mortes decorrentes de ferimentos relacionados a bebidas alcoólicas atingem pessoas próximas de quem bebe, por causa de acidentes, capacidade de condução prejudicada, abuso e violência.

Por Samantha Rideout

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


Cadastre-se GRÁTIS para continuar lendo


Você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos

Já tem cadastro? Faça login aqui.

Já sou assinante da Revista Impressa

close