Talvez você tenha feito uma longa caminhada com sapatos novos. Ou cavado um canteiro de flores sem luvas. E o que tem para comprovar que fez isso? Bolhas, literalmente um sinal de atrito indevido de algo em seu corpo. Não se preocupe: as bolhas são fáceis de resolver e de evitar com remédios caseiros. Mas, comece com o básico.

Primeiros cuidados

Para livrar-se das bolhas, siga estas sugestões simples:

  • Use sapatos que se ajustem bem aos seus pés. É preciso manter o espaço de um polegar entre o dedo mais longo e a ponta do sapato.
  • Use meias feitas para manter os pés secos, que em geral são de fibras sintéticas. Não use meias compridas, pois raramente calçam bem. O ideal são meias com calcanhar e sem costuras visíveis que possam arranhar o pé. Além disso, troque as meias com frequência, sobretudo quando estiver em atividade.
  • Ao realizar qualquer tarefa repetitiva com ferramentas de mão ou apetrechos esportivos – seja passar o ancinho em folhas, fazer flexões em barra fixa ou cavar um buraco –, use luvas próprias para a tarefa. Além de protegerem a pele, melhoram a pegada.
  • Aplique antiperspirante nos pés. Sim, o mesmo tipo que você usa nas axilas também reduz o suor nos pés. Alguns estudos constataram que a redução da umidade reduz a formação de bolhas.

Se aparecer uma bolha, as primeiras providências devem ser:

  • Aplique um antisséptico. Assim que surgir uma bolha, faça uma limpeza com água oxigenada, se a bolha estiver intacta. Mas se estiver rompida, use antibiótico (creme).
  • Corte a aba de pele. Com uma tesoura pequena esterilizada com álcool, corte a aba da pele solta para evitar ruptura súbita que pode causar sangramento (e ferida propensa a infecção bacteriana).
  • Mantenha a bolha coberta. Mesmo que esteja intacta, você deve mantê-la coberta com um curativo de gaze ou de outro tipo de tecido para evitar irritação e potencial infecção – sem falar que assim você vai poder calçar os sapatos sem piorar a situação.

Soluções caseiras para cuidar das bolhas

Deixe de molho em chá de camomila enriquecido

Use três saquinhos de chá para um litro de água fervida e mergulhe os pés na infusão por 10 minutos. Acrescente uma colher de chá de bicarbonato de sódio para alívio e antissepsia. O bicarbonato de sódio também é um ótimo antídoto contra frieiras; saiba mais! Se a bolha estiver num lugar impossível de imergir na mistura, embeba um chumaço de algodão no chá e aplique.

Use fita adesiva

Era boa o suficiente para McGyver e os corredores a utilizam o tempo todo. Limpe os pés e aplique álcool na bolha. Coloque uma pequena camada de gaze sobre ela e em seguida ponha sobre a área um pedaço de fita adesiva de boa qualidade (com um centro de tecido). Certifique-se de que adere sem problemas, sem rugas. A fita adesiva também é boa para evitar bolhas. Basta ter certeza de que o pé está totalmente esticado quando você colocar a fita adesiva.

Recorra ao gel curativo natural

O gel de aloe vera será um excelente recurso para este caso. Pegue uma folha e esfregue suavemente o gel curativo na bolha. O aloe vera, aliás, pode trazer inúmeros benefícios para a saúde. Encontre o seu kit de costura. Se uma bolha for grande ou estiver num local inconveniente onde possa acabar se rompendo, talvez seja melhor drená-la. No entanto, saiba que uma bolha aberta é mais propensa a infecção. Para estourá-la, limpe uma agulha de costura (e a bolha) com álcool e depois fure a bolha num ou dois lugares, pressionando então suavemente para liberar o líquido. Aplique imediatamente antibiótico (creme) e faça um curativo.

Quando procurar o médico

Procure assistência médica se a bolha tiver diâmetro superior a 5 cm ou se parecer infectada. Os sinais e sintomas de infecção são: vermelhidão que se estende além das bordas da bolha, crosta amarela, pus drenando, dor prolongada ou febre. Se a bolha não for causada por atrito, pode ser resultado de contato com plantas venenosas, catapora, eczema, herpes ou outro quadro – saiba mais sobre eczema. Se não tiver certeza, procure o médico. Também é uma boa ideia procurá-lo se você for diabético e tiver uma bolha no pé. O diabetes compromete a circulação, o que retarda a cicatrização e pode causar danos aos nervos, de forma que talvez você não sinta dor.

Fique atento às condições da sua pele e cuide para que ela esteja sempre saudável. Aproveite e conheça alguns cuidados essenciais com os momentos de exposição ao sol.