A hipertensão é o principal motor de vários problemas cardiovasculares, incluindo ataques cardíacos, AVCs e doença arterial coronariana. Mas você sabia que esse não é o único prejuízo que o excesso de sal traz à nossa saúde? Listamos 25 questões ligadas ao sal para você ficar atento:

Por Wendy Glauser
BrianAJackson/iStock

1. O sal faz um estrago na pressão arterial

Se você é do tipo que mergulha regularmente num saco de batata frita, vale a pena repensar esse hábito. Sabemos que sódio demais não é bom para ninguém, mas, para quem tem hipertensão arterial, o sal – um composto de sódio – é perigosíssimo.

O sódio provoca pequenos picos de pressão em quem não é hipertenso e grandes picos nos hipertensos, de acordo com uma revisão, realizada em 2017, de 185 estudos feitos na Europa, no Canadá e nos Estados Unidos.

A hipertensão é a principal causa de vários problemas cardiovasculares, como infartos, AVCs e doença arterial coronariana.


margouillatphotos/iStock

2. Muitas refeições em restaurantes contêm a cota máxima de sal para um dia inteiro…

No Canadá, um estudo de 2013, publicado na revista Canadian Journal of Public Health, examinou 20 restaurantes e 65 lanchonetes de fast-food e constatou que, em média, os pratos continham 1.455 mg de sódio.


Rawpixel/iStock

3. Os restaurantes podem ser ainda piores do que as lanchonetes

O mesmo estudo verificou que 40% dos itens do cardápio dos restaurantes continham pelo menos 1.500 mg de sódio (contra 18% dos itens do cardápio das lanchonetes). As opções mais salgadas? Massas com carne ou frutos do mar.


SarapulSar38/iStock

4. Ingestão recomendada

O sódio é essencial para contrair e relaxar os músculos, transmitir sinais nervosos e manter o nível adequado de fluidos, mas não é preciso muito para essas funções importantes. A ingestão de sódio recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 2 g por dia, equivalente a 5 g diários de sal (valor abaixo da média de consumo do brasileiro: 12 g de sal por dia).