Faça uma busca
|
Publicado em: 17 de janeiro de 2019

Dieta mediterrânea: o caminho para o envelhecimento saudável

A dieta mediterrânea, repleta de vegetais e óleos, é capaz de fortalecer o organismo contra o envelhecimento precoce

Imagem: Dreamer Company/iStock
Adotar uma dieta significa também reeducar o seu organismo. E, por isso, mudar os hábitos alimentares é essencial para alcançar as novas metas. Para alcançar esse objetivo, uma das melhores opções para abraçar um novo estilo de vida é a dieta mediterrânea. O nome provém da região do Mediterrâneo, na Europa. Ali, alguns países como Itália, Turquia, Líbano entre outros comercializavam em rotas marítimas durante muitos anos. O cardápio é composto principalmente pelas mercadorias cultivadas naquela região: frutas, hortaliças, cereais, peixe, azeite entre muitos outros.

Os benefícios da dieta mediterrânea

Os benefícios são inúmeros, pois os alimentos que compõem a dieta são ricos em vitaminas, minerais, ácidos graxos mono e poli-insaturados, fibras e antioxidantes. Por ser uma dieta composta por alimentos naturais, é capaz de melhorar o metabolismo e prevenir doenças relacionadas ao sistema cardiovascular, como o colesterol. Com ela, é possível mudar o estilo de vida de forma saudável, além de servir para controlar o peso. Veja também: entenda a diferença entre o vegetarianismo e o veganismo, a dieta da Hana do BBB Produtos industrializados ou que levem qualquer tipo de química em sua produção são abolidos nessa dieta. Para entrar de vez na dieta mediterrânea, é preciso excluir salsichas, pães, comida congelada entre outros. Para não sofrer o impacto, diminua aos poucos o consumo desses produtos em seu dia a dia antes de começar a dieta. [caption id="attachment_25918" align="aligncenter" width="800"]O azeite é um dos ingredientes mais comuns na dieta mediterrânea (Foto: Dreamer Company/iStock) O azeite é um dos ingredientes mais comuns na dieta mediterrânea (Foto: Dreamer Company/iStock)[/caption]

Quais os alimentos que compõem a dieta mediterrânea?

No cardápio, encontram-se apenas alimentos naturais. Veja quais:
  • Frutas e verduras
São certamente uma adição valorosa em sua alimentação. Frutas e verduras contêm fibras, vitaminas e minerais essenciais ao seu corpo.
  • Peixes
Os peixes são grandes fontes de gorduras boas e ômega-3, um importante anti-inflamatório que ajuda a prevenir doenças do coração e dores nas articulações.
  • Azeite
Alguns óleos vegetais, como o azeite de oliva e o óleo de linhaça, ajudam a controlar os níveis de colesterol no corpo e previnem dezenas de doenças cardiovasculares.
  • Grãos e alimentos integrais
Os grãos integrais fazem a diferença na hora de combater a prisão de ventre, por exemplo. Além disso, alimentos integrais são ricos em fibras, vitaminas e minerais que ajudam a conter a absorção de açúcares e gorduras no intestino.
  • Leite desnatado e derivados
Inclua em sua alimentação diária o leite desnatado e alguns derivados, como o queijo branco e iogurtes. Esses alimentos contêm cálcio, que previne a osteoporose.

Não deixe de consultar o seu médico!

Os benefícios da dieta mediterrânea são comprovados e relatados por muitas pessoas e especialistas. Mas atenção! Nem todo cardápio será o mesmo. Por isso, antes de mergulhar de vez no novo estilo alimentar, consulte um médico ou nutricionista para avaliar quais as melhores opções para você.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close