O nosso moderno estilo de vida apresenta muitos fatores que tornam fácil adquirir e esconder distúrbios alimentares. Segundo Phillipa Hay, da Universidade de Western Sydney, Austrália, comemos muito na correria: compramos o café da manhã enquanto nos dirigimos para o trem ou o metrô; consumimos muita comida pronta para viagem; em geral, as famílias não fazem mais as refeições juntas.

Todos esses fatores contribuem muito para que algumas pessoas escondam dos companheiros ou dos parentes o fato de estar pulando refeições. Além de ser prejudicial à sua saúde mental, esses distúrbios também acarretam sérias consequências negativas ao corpo. 

Confira dicas para evitar distúrbios alimentares:

demaerre/iStock

Não almoce à mesa do trabalho

Como você ouvia sua mãe dizer, a hora da comida é sagrada! Por isso, por mais atarefado que você esteja, reserve este momento para cuidar do bem mais precioso que você tem – o seu corpo! – e relaxar do estresse do dia a dia. Seu organismo precisa da sua atenção (inclusive para que você avalie se o que está ingerindo é saudável), o restante pode esperar.

Conheça os transtornos alimentares que podem prejudicar sua saúde


demaerre/iStock

Não coma nada escondido

Quando se está fazendo dieta, as pessoas costumam regular o que você come. Não se culpe se um dia quiser comer algo como uma barra de chocolate. A moderação é o que vale! Esconder barras de chocolate na área de serviço de casa, por exemplo, pode ser um sinal de que você está levando a dieta longe demais.


DGM007/iStock

Não fique neurótico

É claro que você precisa levar a sua dieta a sério, mas não a ponto de se condenar e viver se culpando por cada alimento que coloca na boca.


RossHelen/iStock

Não pule refeições

Alimentar-se de forma irregular, pulando refeições ou comendo demais, não é o correto a fazer. O ideal é se alimentar de três em três horas. Assim a refeição da manhã, por exemplo, vai satisfazer a necessidade daquele momento e você não comerá compulsivamente no almoço.