Faça uma busca
|
Publicado em: 30 de setembro de 2020

Entenda a acne em adultos e saiba como tratá-la

A acne não é uma exclusividade da adolescência, ela pode aparecer mesmo na fase adulta. Os surtos aparecem de surpresa. Veja como tratá-la.

Imagem: joey333/iStock

A batalha contra a acne não acaba só porque você passou da adolescência. Embora todos saibam que essa é a faixa etária mais afetada, alguns brigam com a acne durante décadas. As famosas espinhas surgem devido a obstrução dos poros com óleo, pele morta e bactérias.

A acne adulta costuma ser provocada por vários fatores em conjunto. Nas mulheres, um deles pode ser a flutuação hormonal relacionada ao período menstrual, à gravidez e à menopausa. A predisposição genética também tem seu papel.

Alguns produtos para a pele ou para o cabelo obstruem os poros; se você é propenso, procure nos rótulos as expressões “não comedogênico” ou “não acnegênico”. O vínculo entre alimentação e acne, porém, não está estabelecido.

Há muitas razões para comer direito, mas ainda não se provou que evitar espinhas seja uma delas. No entanto, os surtos podem ser provocados por alguns medicamentos (como lítio e corticosteroides) ou por inflamações relacionadas ao estresse.

“Há mais acne entre adultos jovens do que antigamente”, diz a Dra. Françoise Poot, da Academia Europeia de Dermatologia e Venereologia. “Atribuímos o aumento principalmente a mais fadiga e estresse.”

Comparada à acne adolescente, a forma adulta tende a ser mais suave, porém mais teimosa, principalmente quando surtos anteriores deixaram os micróbios da pele mais resistentes ao tratamento.

Os dermatologistas podem receitar medicamentos com peróxido de benzoíla (agente antisséptico e anti-inflamatório), retinoides (que ajudam a prevenir a obstrução dos poros) ou antibióticos para erradicar o excesso de bactérias.

Muitos cremes e comprimidos comuns para a acne causam secura, descamação, vermelhidão ou piora dos sintomas, e as melhoras podem demorar até oito semanas para surgir.

Leia mais: Acne: o que causa e como prevenir

Enquanto espera, não esprema nem esfregue agressivamente a acne; isso pode causar cicatrizes. Em vez disso, lave a área afetada suavemente, no máximo duas vezes por dia.

Se os tratamentos de primeira linha não funcionarem, o médico pode ajudar a buscar opções. Por exemplo, é possível usar anticoncepcionais orais (adequados apenas para mulheres) para reduzir os hormônios que levam a pele a produzir óleo em excesso.

A acne adulta exige paciência, mas, com auxílio profissional, ela pode ser controlada.

POR SAMANTHA RIDEOUT

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


Cadastre-se GRÁTIS para continuar lendo


Você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos

Já tem cadastro? Faça login aqui.

Já sou assinante da Revista Impressa

close