As infecções no trato urinário, conhecidas popularmente apenas como infecção urinária, não são raras, e aumentam consideravelmente em climas mais quentes. Isso porque a desidratação é um dos principais fatores que possibilitam o quadro de infecção. E se torna mais preocupante quando acomete pessoas com um único rim, como nosso querido jogador Pelé. Após se submeter a um procedimento cirúrgico para a desobstrução do ureter, em Paris, ele apresentou infecção urinária e já está se recuperando.

Leia mais sobre cálculos renais em nosso artigo sobre causas, sintomas e prevenção.

Mulheres são as mais afetadas

As mulheres são as principais afetadas pelo problema por conta de sua anatomia. Estima-se que as chances aumentam em 50% devido a proximidade e exposição do aparelho urinário a bactérias diversas. A infecção urinária também ocorre nos homens, porém em menor número – apenas 12% pode apresentar o quadro ao menos uma vez na vida, contra 30% das mulheres.

Os riscos que aumentam com a idade

Ao contrário da crença popular, o risco de infecção urinária em ambos os sexos aumenta com a idade.

Assine nosso conteúdo exclusivo

A próstata dos homens com mais de 50 anos costuma aumentar. Isso pode bloquear a bexiga e prender a urina por tempo suficiente para os germes se multiplicarem. Já as mulheres da mesma idade produzem menos estrogênio, que fortalece o revestimento protetor do trato urinário.

No entanto, “nas mulheres pós-menopausa o estrogênio vaginal pode ser suplementado com cápsulas ou cremes”, diz a Dra. Suzanne E. Geerlings. Suzanne, especialista em doenças infecciosas do Centro Médico Acadêmico de Amsterdã.

80% a 90% das infecções urinárias se devem à bactéria E. coli, resistentes a antibióticos e que estão aumentando no mundo inteiro

Os sintomas clássicos de infecção urinária são necessidade frequente e urgente de urinar, dor pélvica e ardor na micção. Muitos idosos, entretanto, abrigam bactérias no trato urinário sem sofrer nada disso. Esse não é necessariamente um problema: em geral, os micro-organismos não prejudicam pacientes assintomáticos.

De acordo com as diretrizes oficiais da Associação Europeia de Urologia, só se recomendam antibióticos quando a infecção urinária afetar o paciente. Do contrário, ele deve ser deixado em paz, porque ministrar antibióticos em excesso fornece os supermicróbios resistentes a medicamentos. (Há exceções quando se teme que o paciente desenvolva infecção renal ou outras complicações.)

Às vezes, as infecções assintomáticas provocam confusão mental e delírios. Se esses sintomas surgirem de repente, consulte o médico, que pode descobrir se a origem é uma infecção urinária.

Acompanhe um vídeo que fala sobre as melhores formas de evitar ou tratar a infecção urinária:

Como combater a infecção urinária?

Embora as infecções recorrentes não sejam raras, a ingestão de bastante líquido pode reduzir as repetições.

Ingerir bastante líquido não apenas reduz as chances de infecção urinária, como também previne diversos outros problemas de saúde. Se você não consegue beber água frequentemente, conheça novas formas para conseguir beber quantidades consideráveis de água todos os dias.

Para diminuir os riscos de infeção urinária, lave as mãos antes de utilizar banheiros públicos ou mesmo em casa

Um remédio caseiro popular é o suco de cranberry ou oxicoco: as frutinhas contêm proantocianidinas tipo A, flavonoides que dificultam a aderência das bactérias à parede da bexiga.

Apesar disso, os indícios de seu impacto no tratamento ou na prevenção de infecções não são conclusivos. Não faz mal tomar o suco, mas talvez ele não faça mais efeito do que qualquer outro líquido. É, entretanto, uma alternativa refrescante e saborosa para manter-se hidratado.

Lavar as mãos antes de utilizar o banheiro também é um ato importante para evitar a doença. Muitas pessoas lavam as mãos apenas depois, o que é muito perigoso. Há milhões de bactérias nas maçanetas de banheiros, pias e outros locais, como os puxadores de papel. Todas essas bactérias são nocivas, e devem ser eliminadas com sabonete ou álcool antes de utilizar o banheiro.

Cuidados durante o sexo

A infecção urinária também pode ocorrer durante relações sexuais. Por isso, é necessário tomar alguns cuidados antes e depois da relação.

Veja também como estimular a sua vida sexual com mais carinho e menos estresse.

Para diminuir as chances, é aconselhável lavar a região do períneo antes do sexo. Urinar logo após o ato também ajuda a reduzir os riscos, já que as bactérias levadas para dentro do corpo podem ser expelidas pela urina antes que se desenvolvam.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!