Faça uma busca
|
Publicado em: 20 de maio de 2019

Lifting: entenda o que é e quais os tipos

Para quem está incomodado com os sinais de envelhecimento do rosto, o lifting pode ser uma opção. Mas antes é preciso entender melhor este procedimento estético.

Imagem: Wavebreakmedia/iStock

Quando a maioria das pessoas pensa em cirurgia estética, a imagem que lhes vem a mente é a do lifting facial e da aparência esticada, quase sempre demais, que parecia caracterizar a operação. O nome técnico do lifting facial é ritidectomia – literalmente, remoção de rugas.

A operação atrai principalmente mulheres, a partir dos 45 anos até quase 70. Contudo, mulheres e homens cada vez mais jovens já estão procurando os cirurgiões plásticos. Mas você sabe o que é o lifting?

Tipos de lifting facial

Existem quatro tipos básicos de lifting – se o cirurgião que você procurou só faz um tipo, você deve consultar outro. O grau e a extensão do envelhecimento, assim como os locais, são diferentes em cada rosto; um bom cirurgião reconhece e recomenda a melhor técnica para cada pessoa. Não existe um tipo de lifting padrão.

Lifting do SASM

A técnica mais popular é o lifting do SASM (sistema aponeurótico submuscular), no qual o excesso de pele é removido e se redistribui o remanescente, da melhor forma possível. Também inclui o tensionamento da camada do SASM (músculos subjacentes), e o excesso de gordura sob o queixo pode ser removido por lipoaspiração.

Lifting estendido do SASM

Alguns cirurgiões realizam um lifting estendido do SASM, cujo procedimento é igual ao do lifting do SASM, exceto pelo maior tensionamento da camada de músculos, em vez da pele.

Leia também: Receitas caseiras naturais para a pele madura

Lifting subperiosteal ou MASK

O lifting subperiosteal ou MASK pode ser realizado com endoscópio. Nesse procedimento o músculo é “descolado” do osso, para que possa ser tensionado e o excesso de pele seja puxado para cima e retirado.

Lifting facial profundo

A técnica mais extensa é o lifting facial profundo, que inclui retirada da pele das pálpebras superiores e inferiores, elevação das sobrancelhas e tensionamento dos músculos da face e do pescoço. Somente cirurgiões muito experientes são capazes de realizar essa técnica.

Quase tudo que você precisa saber antes de fazer lifting!

Embora não seja necessário conhecer todos os detalhes técnicos, se você estiver pensando em fazer um lifting facial, deve saber o bastante para fazer perguntas ao possível cirurgião. É preciso saber que todos os liftings faciais exigem uma incisão nas têmporas (na linha do cabelo) e que as diferentes técnicas produzem incisões – e, portanto, cicatrizes – em outros locais, principalmente ao redor das orelhas.

O lifting facial é uma cirurgia de grande porte – leva no mínimo três horas, com anestesia geral. O tempo de recuperação para quem segue rigorosamente as instruções do pós-operatório é de no mínimo duas semanas, até se sentir à vontade em público de novo, e pode demorar algumas semanas até que cicatrize, o edema cesse e se possa ver o resultado final. É importante lembrar, também, que o resultado não dura para sempre. Talvez seja necessária a repetição desse procedimento em cerca de dez anos.

Não deixe de conferir: Como manter os cuidados com cada tipo de pele

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados