Se você conseguiu parar de fumar, saiba que é digno de nossa admiração. E isso porque pode não ser muito fácil quebrar a dependência da nicotina. Porém, quando se consegue, os benefícios são surpreendentes!

A cada ano que passa sem fumar, reduzem-se as probabilidades de doenças cardiovasculares, problemas respiratórios graves e câncer de pulmão, boca, garganta, esófago, bexiga e, possivelmente, também do pâncreas.

Contudo, vale ressaltar que ainda é cedo para considerar-se a salvo. O seu coração e os seus pulmões continuam correndo um risco mais elevado de contrair alguma doença do que os de um não-fumante, por um período que pode ir até 20 anos depois de parar de fumar.

Posso eliminar os danos?

Sem dúvidas!

Você notará melhoras em sua saúde pouco depois de parar de fumar, mas os benefícios plenos de abandonar esse hábito podem levar vários anos para serem sentidos. Mas não desanime… Os riscos de doenças cardiovasculares, por exemplo, são reduzidos em 50% após um ano de ter eliminado o hábito.

Quanto ao câncer de pulmão: ao fim de 10 anos sem fumar, o seu risco corresponde a cerca de um terço ou metade do risco de quem continua a fumar; ao fim de 20 anos, baixa quase para o nível do de alguém que nunca tenha fumado.

E se, além de parar de fumar, você tomar medidas adicionais para melhorar a sua saúde, poderá acelerar a recuperação e apresentar uma imunidade ainda mais reforçada para lidar com as doenças ligadas ao tabagismo.

Benefícios extras em parar de fumar

Outro benefício em parar de fumar diz respeito à sua pele, que terá um aspecto mais jovial e menos enrugado em comparação a de outros fumantes.

Além disso, você também poupará dinheiro (tente calcular quanto você gasta de cigarro ao ano!) e voltará a apreciar os pequenos prazeres da vida – como o paladar de uma boa comida e o perfume das flores.

Plano de recuperação

• Mantenha-se vigilante

Os hábitos e as dependências não acabam facilmente. Mesmo que já não fume há muitos anos, pode bastar um momento de fraqueza para retomar o hábito quase sem se dar conta. Por isso, tenha sempre em mente os benefícios de parar de fumar e a autoestima que ganhou pelo fato de eliminar esse hábito.

• Mantenha-se afastado do fumo alheio

O fato de ser fumante passivo quase duplica as suas probabilidades de ataque cardíaco – podendo até ser mais perigoso para antigos fumantes, cujos sistemas pulmonares e cardiovasculares ainda estão se recuperando dos hábitos passados. Evitar o cigarro em casa, no trabalho e em ambientes de convívio social poderá ser a principal medida preventiva que um ex-fumante pode tomar.

• Coma muita fruta, legumes e cereais integrais

Estes alimentos naturais são ricos em antioxidantes protetores das células que reforçam a defesa contra doenças cardiovasculares e várias formas de câncer. Além disso, estes alimentos asseguram uma ingestão extra de vitaminas e de fibras, que reduzem o colesterol.

• Controle os seus níveis

Mantenha-se sob controle, medindo regularmente a pressão arterial e os níveis de colesterol. Marque previamente com o médico esses exames, em intervalos regulares para não se esquecer.

• Controle a saúde dos seus pulmões

Mantenha-se atento a quaisquer sinais de problemas pulmonares, como tosse persistente, falta de fôlego e dor no peito. Avise imediatamente o médico se os detectar.