No Brasil é verão o ano todo! Quem nunca ouviu, fez, ou concordou com esta afirmação que atire o primeiro protetor solar, não é mesmo? Mas, sabemos que no verão a situação aperta em todas as regiões do país. Nessa época, nos momentos em que não estamos tentando sobreviver de terno, gravata ou calça jeans nos centros comerciais, estamos pensando em nos mudar para a praia. Ela mesma, a praia, um maravilhoso epicentro cultural onde todos são (ou deveriam ser) iguais no desejo de se refrescar.

Mas é lógico que esta grande confraternização causa alguns desconfortos. Pisar num caco de vidro, ser atingido por uma bolinha de frescobol na cabeça, comer um espetinho de camarão com a validade vencida são apenas alguns dos infortúnios pelos quais adoraríamos não passar quando estamos na praia. Mas, infelizmente passamos. Para colaborar com a paz e a política da boa vizinhança nas areias de todo o nosso litoral, confira as respostas abaixo.

1 – Posso bater a areia da canga?

Sim, você pode e deve. Afinal, ninguém gosta de virar bife à milanesa; exceto as crianças. Porém, certifique-se de bater sua canga num local afastado das pessoas, porque areia no olho e no cabelo dos outros não é refresco. Se não houver espaço, tenha sempre na bolsa uma escovinha ou um pincel com cerdas largas para “espanar” os grãos do seu espaço pessoal.

2 – Posso fazer xixi no mar?

Com certeza! A ciência explica: a urina humana é composta por 95% de água e um a dois gramas por litro de sódio e íons de cloreto. Portanto, em teoria, a urina é semelhante em composição à água salgada. De acordo com os cientistas, mesmo que os sete bilhões de pessoas que constituem a população mundial se aliviassem todas ao mesmo tempo no Oceano Atlântico, a concentração não ultrapassaria um picomolar; que é uma quantidade ínfima. Ressalvas: na hora de fazê-lo, evite ficar muito perto do banhista ao lado e fazer cara de paisagem. As pessoas ao redor entendem o que você está fazendo quando fica parado no meio das ondas.

Turma da Mônica e Corpo Humano

3 – Posso me refrescar no chuveirão?

Mas é claro! Praia é lugar de ser feliz! Lembre-se apenas que a cada 3 minutos de banho, você deixa escorrer cerca de 45 litros, o suficiente para que você e sua família bebam água durante uma semana. Além disso, quanto mais tempo você passa no chuveiro, mais aumenta a fila e mais aborrecidas ficam as pessoas aguardando a vez. Tenha sempre bom senso!

4 – Posso deixar o lixo quando for embora?

Não, de forma alguma. Lixo na praia é totalmente proibido e quebrar esta regra é violar gravemente o bom senso ecológico. Leve sua sacolinha (de preferência biodegradável), junte todas as latinhas, papéis de picolé, tampinhas, guimbas de cigarro etc. e jogue na lata de lixo mais próxima. Cuidado especial com o microlixo (anéis de lata, isqueiros e fósforos). Segundo especialistas em preservação, esses são os agentes de poluição mais perigoso das praias. Veja como colaborar no descarte de lixo!

5 – Posso ouvir música?

Pode sim, no fone de ouvido. Você quer conversar e ouvir música ao mesmo tempo? Use só um lado do fone de ouvido ou escolha apenas uma das opções. Ligar alto-falantes na praia é desagradável e gera uma poluição auditiva incompatível com a beleza do barulho das ondas.

Depois dessas dicas, curta o seu verão sem estresse e com muito bom-humor. E, claro, não esqueça do protetor solar!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!