Cabelos saudáveis é o que todos queremos. Os fios podem estar oleosos, a caspa pode se instalar e podem surgir as famosas entradas. Assim, tem dias em que os cabelos insistem em não colaborar e decidem ter vida própria.

Cabelos saudáveis e bonitos

Mas há muitos recursos para manter cabelo e couro cabeludo em perfeitas condições. Veja algumas dicas. E veja, também, que já existem recursos para cuidar do cabelos das mulheres em tratamento de câncer.

 

 

  • Anetlanda/iStock

    1- Não escove os cabelos

    Ou não o escove com muita força nem por muito tempo, pois hoje já se sabe que o conselho de cem escovadas antes de dormir pode danificar o cabelo. A escovação arranca fios que ainda não estão prontos para cair, muitas vezes quebra fios saudáveis e arranha o couro cabeludo. Escove com delicadeza, só para pentear – não para estimular o couro cabeludo.

  • bdspn/iStock

    2- Tinja naturalmente

    Se quiser colorir ou clarear os cabelos, por que não escolher preparações à base de ervas, como a hena, para obter um castanho brilhante, ou a camomila, para alourar um cabelo castanho-claro? Mas cuidado: embora as tinturas naturais sejam melhores para o corpo, sua aplicação pode ser complicada, e nem sempre os resultados são confiáveis. Caso decida usar uma tintura comercial, escolha um tonalizante, porque o uso prolongado de tinturas está associado a um pequeno aumento do risco de câncer de mama e de bexiga. Qualquer que seja o tipo escolhido, faça um teste atrás da orelha antes de aplicar no cabelo todo.

  • Jay_Zynism/iStock

    3- Enxágue com ervas

    Diminua a oleosidade do cabelo com este condicionador de ervas sem enxágue, que pode ajudar a reduzir a quantidade de sebo produzida pelas glândulas sebáceas nos folículos pilosos. Misture uma colher (chá) de folhas secas de alecrim, flores secas de camomila-romana e folhas secas de urtigão em um recipiente com 100 ml de água e uma colher (sopa) de vinagre de frutas; aguarde 10 minutos e coe. Aplique o líquido nos cabelos lavados e ainda úmidos. Não é preciso enxaguar. Temos mais dicas sobre como manter cabelo e unha saudáveis

  • pimonpim/iStock

    4- Combata a caspa com alcatrão

    Para combater a caspa de difícil tratamento, frequentemente associada à infecção pelo fungo Malassezia globosa, experimente usar um xampu com alcatrão. Ele tem propriedades antifúngicas naturais. Os produtos com ácido salicílico, que ajuda a dissolver as células mortas acumuladas no couro cabeludo, também são eficazes. O óleo de melaleuca, que agora é ingrediente de muitos xampus, é outro antifúngico eficaz. Troque o tipo de produto usado a intervalos de poucos meses, porque os microrganismos causadores da caspa adquirem resistência rapidamente.

  • chokja/iStock

    5- Verifique os hormônios

    Se você está notando áreas de calvície ou se seu cabelo começou a cair sem razão, o problema pode ser hormonal, consulte o médico, talvez seja necessário fazer um tratamento para recuperar o equilíbrio dos hormônios. A atividade insuficiente ou excessiva da tireoide pode causar queda ou rarefação dos fios, além de desequilíbrio de androgênios e estrogênios, os hormônios sexuais masculino e feminino.

  • Eva-Foreman/iStock

    6- Passe ovos nos cabelos

    Esse é um tratamento tradicional, mas eficaz, para cabelos secos, quebradiços e sem vida. Misture uma clara batida em neve com duas gemas, uma colher (chá) de mel, uma colher (sopa) de azeite e o suco de um limão. Aplique a mistura nos fios e no couro cabeludo, massageando bem. Deixe agir por alguns minutos e enxágue. O efeito aparecerá após algumas semanas.

  • Samara Heisz/iStock

    7- Solução refrescante

    O resfriamento do couro cabeludo pode evitar a queda de cabelo em pessoas submetidas a quimioterapia. O paciente usa uma touca que contém um gel frio ou um líquido refrigerante por 30 a 40 minutos antes da quimioterapia, pois o frio diminui o fluxo sanguíneo para o couro cabeludo. Isso reduz a quantidade do medicamento que chega aos folículos e, consequentemente, a probabilidade de lesão. Não é eficaz em todos os tipos de câncer e tratamentos. O oncologista vai orientar você.