Pequenas árvores ou plantas frutíferas embelezam o jardim sem exigir muitos cuidados. Protegidas do vento, desenvolvem-se bem em locais de sol intenso a parcialmente sombreados. As melhores épocas para a plantação costuma ser as de temperatura mais amena, como a primavera. Além de beleza, essas árvores podem melhorar a sua alimentação, fornecendo frutas ricas em vitaminas e nutrientes.

Então, que tal começar o seu próprio plantio? Não é preciso muita prática nem grandes espaços. Siga as dicas a seguir e veja como é fácil!

Um bom começo

Opte por solos profundos e com húmus, sem acúmulo de água.

  • Plante mudas praticamente sem raízes – preferencialmente no outono ou na primavera – para que as plantas desenvolvam suas próprias raízes.
  • Prepare uma cavidade em volta da base para que as plantas possam ser regadas.
  • Afofe bem a terra, para evitar acúmulo de água. A água da rega pode ser aproveitada da chuva, veja como.
  • A cova não deve permitir que o caule fique enterrado e deve ter o dobro da largura do torrão com a raiz. Antes de depositar o arbusto previamente regado, acrescente um pouco de material de compostagem. A compostagem pode ser feita em casa, inclusive.
  • Encha a cova com terra e composto orgânico, pise a terra com cuidado e regue bem.
  • Deixe um espaço entre as plantas a fim de garantir seu desenvolvimento e, nos verões chuvosos, prevenir a formação do mofo cinzento gerado pelo acúmulo de folhas e excesso de umidade.

Poda de arbustos

A maior parte dos arbustos sofre a poda em galhos de 1 ano. Uma boa colheita tem como precondição a poda correta, que fornece luz e ar ao arbusto. Os galhos danificados devem ser retirados, assim como os brotos acometidos por doenças, que ficam no chão. Saiba como fazer a poda ideal para cada tipo de arbusto:

  • Framboeseira – deve ser podada depois da colheita até cerca de 5 cm sobre o solo.
  • Amoreira – corte os brotos secos no chão, deixando de seis a oito galhos robustos por safra.
  • Groselheira – deve ter em sua base no máximo cinco brotos fortes, para que desenvolvam bem novas plantas. Nessa variedade, os galhos antigos devem ser encurtados a um terço de seu tamanho original, e nenhum dos galhos deve ter mais de 6 anos.

O cuidado correto

Como a maior parte dos arbustos de frutos silvestres possui raízes superficiais, a terra deve ser cuidadosamente afofada. Esse cuidado é necessário para que as raízes não sejam danificadas.

  • Plante artemísia ao lado de uma groselheira. Isso pode ajudar a prevenir doenças e pragas como a ferrugem do pinheiro e pulgões.
  • Plante alho ou milefólio próximo aos arbustos, a fim de ajudar a manter as plantas saudáveis.
  • Sob as framboeseiras, cultive calêndula e miosótis para prevenir pragas.
  • Use uma camada de grama seca, palha ou folhas, com o objetivo de evitar o aparecimento de ervas daninhas e manter a umidade igualmente distribuída pelo solo.

À época da colheita

Cada planta tem o seu tempo de crescimento e geração de frutos. É superimportante compreender o momento de cada uma delas, para que seus frutos não sejam colhidos antes da hora. A colheita, por sua vez, deve seguir alguns cuidados:

  • Colha frutas silvestres em vasilhames pequenos para que não sejam amassadas pelo próprio peso. As cestas devem ser forradas com papel-toalha.
  • Caso a colheita de groselha seja farta, retire uma parte das frutas ainda verdes, podendo fazer uma compota. Assim, as outras frutas crescem mais e tornam-se mais saborosas.

Aproveite as temperaturas amenas da primavera para colocar a mão na terra e ter um lindo jardim de plantas frutíferas. Mas antes de começar, conheça as frutas de cada estação e descubra a melhor época de colhê-las.