Faça uma busca
|
Publicado em: 25 de maio de 2021

Comunicóloga revela 5 dicas para mandar bem em entrevistas virtuais

Ainda tem dúvidas de como se portar e o que falar? Confira as melhores dicas!

Imagem: dolgachov/iStock

Há mais de um ano, o cenário mundial não é mais o mesmo. A rotina e as diretrizes, antes pré-estabelecidas, precisaram se adaptar ao novo formato inesperado. Inclusive no âmbito do trabalho, onde as entrevistas virtuais estiveram -- e ainda estão -- bastante presentes. Embora não seja mais uma novidade, a entrevista de emprego por vídeo ainda assusta muitas pessoas, que têm dúvidas de como se portar e o que falar.

Leia também: 10 conselhos de recrutadores para conseguir emprego

Segundo aponta a pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre outubro do ano passado e janeiro deste ano, a taxa de desemprego ficou em 14,2%, atingindo 14,3 milhões de brasileiros e levando o país a encerrar 2020 com taxa média de desocupação de 13,5%, a maior desde 2012.

Com a pandemia, o retorno ao mercado de trabalho se tornou ainda mais difícil, devido ao isolamento social necessário para o combate da proliferação do vírus. O contato e a interação, que antes eram presenciais, em sua maioria, se tornaram digitais.

Assim, saber se destacar em entrevistas virtuais é fundamental para conquistar aquela tão sonhada vaga de emprego. E é sobre essa nova forma de comunicação que comenta a comunicóloga e professora da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) e da Casa do Saber, Maytê Carvalho, oferecendo dicas para que as pessoas se saiam bem durante as entrevistas virtuais de empregos e conquistem novamente um espaço no mercado de trabalho.

“Apesar de ser uma comunicação assíncrona, ou seja, em que o emissor e o receptor não estão no mesmo tempo e espaço, mesmo estando alinhados no mesmo relógio, é possível sincronizar essa experiência e comunicação como se as duas pessoas estivessem, de fato, no mesmo tempo e espaço. Por isso, é preciso que a performance utilizada estimule, ao máximo, a presença; e falar bem, por exemplo, é um processo cognitivo capaz de fazer com que a pessoa consiga se destacar”, explica a expert e autora do livro best-seller “Persuasão”, um guia prático que busca ajudar seus leitores a como usar a retórica e comunicação persuasiva em suas vidas profissionais e pessoais.

5 dicas para mandar bem em entrevistas virtuais

entrevista de emprego por vídeo
Confira algumas dicas para mandar bem em sua próxima entrevista virtual. (Imagem: Inside Creative House/iStock)

1. Não deixe de fazer perguntas ao entrevistador

Toda entrevista é bilateral, ou seja, ela é uma via de mão dupla. Então, você está lá para entrevistar e não só para ser o entrevistado. Sendo assim, lembre-se de fazer perguntas ao entrevistador e se coloque na posição de entrevistadora.

“Você está lá para questionar qual a cultura organizacional, visão, missão e valores daquela empresa e ver se as respostas estão alinhadas ao que você busca. Uma entrevista de emprego é como um casamento, em que é preciso ver se há alinhamento entre as duas partes. Por isso, é importante que o entrevistado também investigue e pergunte ao entrevistador”, aponta a especialista.  

2. Transforme a narrativa e a sua mentalidade

Muitas vezes, quando você vai para uma situação em que está sendo testada, seja na apresentação de um projeto, no primeiro encontro com um crush que está conhecendo, no primeiro dia de aula ou para negociar em entrevistas virtuais, você se coloca em uma posição de ser escolhido(a). Não se encolha para caber em um lugar que não é do tamanho certo e, principalmente, não busque a validação do outro. Isso vai gerar ansiedade e vai fazer com que você não tenha tônus e presença na hora da entrevista.

“Saímos de casa pensando e torcendo para que gostem da gente, quando, na realidade, precisamos pensar e torcer para que nós também gostemos da empresa, do crush, dos colegas. Se não for bom para você e se não estiver alinhado com seus valores, cultura e com o que você quer, nesse lugar você não deve se demorar. Toda vez que precisamos nos encolher para caber em algum lugar, ser menos do que somos, ou fingirmos ser de um jeito diferente do que somos, a conta chega. Precisamos ser exuberantes e estarmos presentes em nossa plena potência”.

3. Interaja com a câmera

Busque agir na plataforma que você estiver realizando essa dinâmica como você age e interage com um ser humano. Pessoas gostam de se relacionar com outras pessoas, e não com máquinas.

“Quanto mais você humanizar essa relação humano X máquina, mais afinidade e retorno você vai ter da pessoa que está te entrevistando. Então, dê sorrisos, mostre as mãos e simule como se você estivesse in loco, ou seja, em uma entrevista física, de fato ”, alerta Carvalho, que atua, em Los Angeles/CA, como diretora de estratégia de negócios em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos.

4. Pesquise a pessoa que vai te entrevistar

Procure, seja nas redes sociais ou no Linkedin, um assunto em comum entre você e o entrevistador, para que possa introduzir a informação no momento da entrevista e construir uma afinidade. “Pode ser um amigo em comum, uma empresa onde você e a pessoa trabalharam,  entre outros temas corriqueiros”, aconselha.

5. Na hora de negociar pretensão salarial, não hesite em dar o preço que você quer

É preciso ter noção de parâmetro do mercado e, para isso, existem várias plataformas digitais que te ajudam a buscar esse comparativo. Agora, se a vaga está te oferecendo 7 mil reais e você quer 10 mil reais, você não deve hesitar em fazer uma contraproposta.

“Muitas vezes, esse contratante pode cogitar conversar com o RH e com o gestor, para conseguir aumentar o valor final do salário, por gostar muito do entrevistado. Às vezes, a contraproposta pode nem ser no salário, mas tem ligação com outros benefícios, como um vale-alimentação maior, uma bolsa de estudos, entre outros. Enfim, na hora da negociação, não hesite em colocar o que você quer. Agir em pé de igualdade não é arrogância, é garantir que você está tendo voz ativa, protagonismo e colocando uma dinâmica horizontal  entre quem busca a vaga e quem oferece. Assuma o protagonismo, liderança e voz ativa na sua vida”, finaliza Maytê.


Sobre Maytê Carvalho: Comunicóloga, empresária, escritora, publicitária, palestrante, professora de comunicação na ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) e digital influencer, Maytê é uma profissional de múltiplas especializações, conquistando diferentes públicos e mercados. Atualmente, Maytê atua, em Los Angeles/CA, como diretora de estratégia de negócios em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. É autora do livro “Persuasão”, um guia prático que busca ajudar seus leitores a como usar a retórica e comunicação persuasiva em suas vidas profissionais e pessoais. Em seu Instagram (@maytecarvalhos), a influenciadora reúne mais de 36 mil seguidores, que buscam conhecimento e acompanham a sua rotina vivendo em uma cidade americana.
 

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close