“Como eles crescem rápido”; “Perdem as roupas a cada ano”; “Os sapatos só duram um semestre, no final do ano já estão pequenos…” Parece até que as mães ensaiam essas frases não é mesmo? E a cada novo ano, elas recebem uma nova lista, cada vez maior, de material escolar e livros didáticos ou de literatura para comprar e juram que precisam renovar os uniformes dos filhos, comprando novas mudas de roupas. E aí se gasta um dinheirão!

Em tempos de crise econômica e de sustentabilidade em alta, reaproveitar e reutilizar são as palavras de ordem do momento! Então, com o material e o uniforme escolar o pensamento pode ser o mesmo. Principalmente considerando o custo desses itens que pode ser bem alto, dependendo do que é determinado pela escola.

Roupas e livros podem ser herdados do irmão mais velho ou repassados para os amiguinhos menores. Os livros também podem ser doados para bibliotecas ou caixa escolar que receba esses itens para serem utilizados na escola ou por outros alunos que precisem. Muitos itens de uso diário como apontador, régua, lapiseiras, canetas, tesouras, estojos… podem durar anos se forem bem conservados.

A regra é: Não cabe ou não usa mais, repasse.

Por isso é muito importante ensinar as crianças a cuidarem de suas coisas desde pequenas. Nada de escrever em livro com caneta, colar adesivos, morder as pontas dos lápis e canetas ou rasgar os uniformes. Eles precisam saber como é importante conservar bem a lancheira e a mochila e por isso não devem rabiscar nelas, arrastar pelo chão ou jogar em qualquer lugar. Essas e outras coisas, como estojo, pastas de plástico, capa de chuva, são objetos mais caros e que podem durar alguns anos.

Converse com seu filho sobre essas orientações básicas e veja mais algumas dicas de como conservar os itens de uso diário da escola para não precisar comprar todos os anos.

6 dicas de como conservar os itens escolares

1

Quanto mais vezes as blusas são lavadas, mais desgastadas ficam. Quanto mais nova a criança ou mais tempo ela fica na escola, mais sujo, no uso diário, costuma ficar o uniforme. Vale a pena comprar uma camisa para cada dia da semana e lavar todas juntas uma vez por semana usando sabão neutro. Não lavar diariamente inclusive ajuda a economizar água. O vinagre pode substituir o amaciante se desejar um produto mais natural. Evite usar cloro, água sanitária e alvejante, se não houver mancha para remover;

2

Passar os uniformes de acordo com a recomendação do tecido também faz toda a diferença! Shorts e calças em tecidos como tactel, lycra e elanca não precisam ser passados. Economize também na conta de luz com essa dica;

3

Capas de chuvas e botas de borracha que chegam molhadas devem ser estendidas para secar ao abrigo de luz e calor. Nada de colocar atrás da geladeira para secar mais rápido, como era costume antigamente e nas cidades do interior. O calor resseca o plástico e reduz a durabilidade dele. Guarda-chuvas também devem ser deixados abertos para secar antes de serem guardados em sacos ou baldes que acumulam água no fundo;

4

Estojos são essenciais para manter os objetos menores guardados e organizados, para não serem perdidos, e devem ser limpos periodicamente com um pano úmido. Se forem de tecido podem até ser lavados na máquina de lavar roupa junto com as roupas coloridas. Mesmo cuidado deve ser tomado com os tênis, alguns modelos também podem ser lavados na máquina, nesse caso sem mais nada junto;

5

Para conservar cadernos e livros sem “orelhas”, basta colocá-los em pastas de plásticos resistente para então guardar na mochila. Encapá-los com um plástico grosso também ajuda nesse objetivo, inclusive algumas escolas recomendam a prática de encapar os livros;

6

O interior de lancheiras térmicas pode ser limpo com um pano úmido em vinagre de maçã que ajuda a remover o cheiro de alimentos ou sucos que tenham vazado dos potes ou copos de armazenamento.

Se conhecer outras formas de conservar os itens escolares, nos conte escrevendo nos comentários. Compartilhar ideias também é um comportamento sustentável.

POR SAMASSE LEAL

LEIA TAMBÉM