Os pais nem imaginam, mas a brincadeira da Fada do dente que deixa uma moedinha embaixo do travesseiro, a cada dentinho de leite que ela leva de mentirinha, é uma das formas mais divertidas de introduzir educação financeira para os pequenos!

Os dentinhos começam a ser trocados em torno dos 04 ou 05 anos de idade. E é justamente nessa idade que especialistas em finanças e economia doméstica recomendam introduzir a educação financeira para as crianças, uma vez que é nessa faixa etária que elas começam a aprender as operações mais simples de soma e subtração na educação infantil.

Investidor desde criancinha

A cada dentinho de leite colocado embaixo do travesseiro a criança pode aprender a somar as moedinhas recebidas e a guardar para comprar um objeto de desejo.

Esses objetos podem ser figurinhas para completar um álbum ou uma guloseima para o final de semana. Ou seja, produtos de baixo custo que não tornem a brincadeira de aprender a economizar muito penosa e demorada.

Recomendamos que a fada do dente deixe sempre moedas de R$1,00 para facilitar a soma. Isso porque na faixa etária de 04 a 05 anos as crianças ainda não possuem a noção de frações. Então acabaria sendo mais difícil entender a soma dos centavos.

Cofrinhos

Junto das moedinhas pode vir o primeiro cofrinho e um bate papo sobre poupar e conquistar objetivos com o próprio esforço e determinação.

Já está pensando no momento de introduzir a mesada? Veja nossas dicas em “Dê uma mesada ao seu filho

Ao incorporar estes conceitos, a criança começa a desenvolver o valor da conquista, da determinação, da disciplina e da perseverança. Já que não poderá quebrar o cofrinho antes de acumular o valor desejado, elas aprendem também a fazer um planejamento. Assim, todas essas noções ajudam a formar uma mentalidade de investidor nas criancinhas, e de um forma divertida!

Com essa brincadeira simples os pais podem incorporar noções de finanças na educação de seus filhos. Com isso, no futuro será mais fácil que eles se tornem investidores ao invés de endividados.

Para conhecer mais dicas de especialistas leia “Criança e Dinheiro” e “Educação financeira para crianças”.

POR SAMASSE LEAL

 

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!