Quando foi a última vez que você realizou uma manutenção de ar-condicionado em sua casa? Se a resposta for um breve silêncio enquanto tenta se lembrar, está na hora de cuidar disso!

O ar-condicionado é um aparelho útil, mas que pode trazer problemas para a saúde e para o bolso se não for bem cuidado.

O acúmulo de poeira no aparelho pode conter fungos e bactérias que favorecem complicações respiratórias. Além disso, a poeira também faz o compressor trabalhar mais para resfriar o ambiente. Isso pode acabar gerando maiores custos em energia.

Por isso, fique atenta: a manutenção de ar-condicionado está entre os pequenos consertos necessários que todos devem aplicar em casa.

Problemas de saúde – e econômicos – causados pela sujeira

Além de outros fatores, o ar-condicionado por ser o causador de crises alérgicas graves. Se o ar é veiculado no ambiente com impurezas acumuladas em seu filtro, pode ocasionar em crises de rinite, sinusite, laringite e outras doenças respiratórias graves.

Veja também: entenda como combater a sinusite e outras infecções com 7 dicas básicas

A poeira também pode representar uma grande perda de dinheiro. Quando ela começa a se acumular no filtro, faz com que o compressor, que é a peça responsável pela refrigeração do ambiente, trabalhe mais. Isso pode representar um gasto de mais de 20% na conta de luz, além de correr o sério risco de queima do compressor, que é a peça mais cara do aparelho.

Entenda como realizar a limpeza e a manutenção de ar-condicionado de forma simples (Foto: Kira-Yan/iStock)
Limpar o filtro do ar-condicionado regularmente pode reduzir problemas respiratórios e também a conta de luz (Foto: Kira-Yan/iStock)

Como realizar a manutenção de ar-condicionado de forma correta?

Há diversos tipos de aparelhos no mercado. Entre eles, os mais comuns são o de janela e o split, um modelo mais recente.

Os dois possuem mecanismos parecidos. A diferença entre eles é apenas estrutural: o split é chamado assim porque se divide em dois equipamentos, um instalado fora e outro dentro de casa. As duas partes, o aparelho condensador (que fica fora) e o evaporador (que fica dentro) se conectam através de um cabo de cobre.

Veja também: conheça 9 maneiras de economizar energia dentro de casa

A limpeza e a manutenção de ar-condicionado para os dois modelos é simples. Basta remover a tampa frontal e limpar o painel externo com um pano seco. O filtro pode ser retirado e levado com água. Utilize ainda um aspirador de pó para alcançar a sujeira que não conseguir limpar com um pano.

Após limpar os filtros e recolocá-los de forma correta, aguarde de 10 a 15 minutos. Em seguida, ligue o aparelho em uma temperatura baixa e verifique se a ventilação está normal e se há algum odor estranho. Caso note alguma diferença, chame um técnico especializado.

É recomendado repetir a manutenção de ar-condicionado uma vez ao mês, mesmo em períodos sem utilização. Mas, caso seja necessário, uma visita anual de um técnico especializado pode ser necessária. Há peças internas que não devem ser tocadas, mas apenas manuseadas com ferramentas e conhecimento técnico.

Conheça outras 4 formas de economizar com o ar-condicionado

1. Procure o selo Procel em aparelhos de ar-condicionado

Você já deve ter visto em muitos eletrodomésticos um selo como este abaixo. Trata-se do selo Procel, do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica, uma iniciativa do Ministério de Minas e Energia. Junto ao selo, há também uma etiqueta que classifica o consumo de energia do aparelho em questão entre as letras A (maior economia de energia) e G (menor economia de energia). Por isso, na hora de comprar um ar-condicionado, verifique a etiqueta e escolha o que representa maior economia!

Selo Procel (Fonte: reprodução internet)
Selo Procel (Fonte: reprodução/internet)

2. Feche bem portas e janelas

Fechar bem o cômodo em que o ar-condicionado está instalado ajuda na eficiência do aparelho e evita que o motor seja forçado a trabalhar mais – o que pode representar um gasto ainda maior de energia. Sempre que ligar o aparelho, feche as janelas e as portas para evitar que o ar quente entre no cômodo.

3. Proteja o interior e o exterior

Já instalado na parede, o ar-condicionado ainda requer alguns cuidados. Para começar, é preciso proteger a parte externa da luz do sol, caso o aparelho esteja em um local facilmente iluminado durante o dia.

Você pode cobri-lo com uma lona ou outro material, mas não se esqueça de retirar à noite para que as saídas de ar não fiquem obstruídas.

Na parte de dentro, procure da mesma forma desobstruir as saídas de ar e evite posicioná-lo próximo ao chão, já que isso diminui significativamente a eficiência.

4. Modelos com programação podem ser mais econômicos

Alguns aparelhos de ar-condicionado atualmente inovaram em tecnologia, principalmente os modelos split. Com eles, é possível programar o tempo de funcionamento e a hora de desligamento, caso seja necessário.

Assim, se você pretende passar apenas a noite com ele ligado, programe o timer para que ele funcione até a hora de acordar. Isso pode evitar que ele fique ligado por mais tempo, e a economia gerada é significativa.