Transmitir senso de responsabilidade para crianças não é uma tarefa fácil e exige principalmente adoção de bons hábitos no dia a dia. Desde cedo é importante que as crianças participem das pequenas ações que envolvam compromisso e respeito pelas obrigações, mas nunca deixando de emprestar às tarefas uma atmosfera lúdica. Afinal, criança é criança, e tudo tem o seu tempo certo. Veja abaixo como ensinar responsabilidade para os filhos a partir de atividades cotidianas:

Comece cedo

Participar da arrumação das malas de viagem e da mochila para a creche e para os primeiros anos escolares reforça o cuidado para que nada falte no destino, e, principalmente, o senso de responsabilidade da criança. É uma ação aparentemente corriqueira, mas revestida de enorme significado.

Incentive a organização

Uma boa ideia é colocar etiquetas coloridas para destacar os dias de semana em uma porta de armário ou um quadro de cortiça, lembrando o horário das aulas e outras tarefas do dia a dia. Confeccionados com letras grandes e coloridas, os lembretes atraem naturalmente as crianças e contribuem para que elas levem a sério datas, horários e outras pequenas questões da vida escolar, como a necessidade de determinado material para uma aula. Quarto de criança não precisa ser uma bagunça!

Mostre a importância de ajudar em casa

Não é tanto a tarefa específica de arrumar sua própria mochila para a escola que ensina responsabilidade à criança, mas, sim, o fato de cooperar com a família. Quando respeitamos o valor do trabalho que lhes é confiado, contando com a colaboração da criança, valorizamos sua tarefa, e ela, por sua vez, pode avaliar também a significação do trabalho de seus pais.

Não esqueça a educação financeira

A educação financeira, além de evitar grandes transtornos na vida adulta, é uma grande aliada para ensinar as crianças a planejar e ter disciplina para conquistarem o que querem. Veja como como ensinar seus filhos sobre dinheiro no link.

Deixe-os participarem

Agora que você já viu como ensinar responsabilidade para os pequenos, lembre-se que deixar tudo aos cuidados dos adultos, não só exime as crianças de assumir compromissos, como também as exclui de divertimento. Criança gosta mesmo é de participar, de estar presente, de dividir com os pais as mais singelas ações e tarefas do cotidiano. Muitas vezes, arrumar a cama em companhia da mãe ou ajudar o pai na preparação da comida pode se transformar numa irresistível brincadeira educativa.