Faça uma busca
|
Publicado em: 30 de dezembro de 2021

Bruxismo: saiba como tratar esse distúrbio

Com alguns cuidados simples, você pode se livrar do bruxismo

Imagem: AndreyPopov/iStock

Seu dia foi estressante e você liberou a tensão rangendo os dentes à noite — com tanta força que acordou a família inteira. E talvez tenha acordado no dia seguinte com dor de cabeça. Nas dores de cabeça e sinusites causadas pelo ranger de dentes (também chamado de bruxismo), você pode obter alívio temporário com analgésicos como aspirina ou paracetamol, mas para ir à raiz do problema, é melhor conhecer alguns métodos para minimizar o distúrbio. Saiba mais sobre o bruxismo e como tratá-lo.

O que é o bruxismo?

Leia também: Bruxismo: o que é essa condição que aumentou na pandemia

Antes de falar sobre como tratar o bruxismo, é preciso entender melhor o que ele é. Você pode reagir a situações estressantes vivenciadas durante o dia rangendo os dentes à noite, sem sequer perceber que está fazendo isso. Quando você range os dentes, pode estar aplicando 540 kg de pressão sobre as coroas e raízes. Essa pressão constante pode desgastar ou amolecer os dentes. 

Embora seus dentes sejam projetados para tocarem-se rapidamente quando você mastiga e engole, com certeza não foram feitos para serem friccionados entre si. Os causadores mais comuns desta condição são a tensão e a irritação. O bruxismo noturno pode lascar dentes e causar dores de cabeça, bem como torcicolo e o chamado distúrbio temporomandibular (DTM).

Como tratar o bruxismo?

Aproveite a hora do repouso

Evite pensamentos, atividades e filmes estressantes antes de dormir. Talvez você não perceba, mas antes de dormir é a pior hora para pagar contas, assistir reprises de Duro de Matar ou falar do cunhado ou da sogra. Deixe as finanças e os assuntos exaltantes e delicados para o começo da noite. 

Se você estiver muito preocupado, anote as coisas que precisa resolver no dia seguinte e tome um longo banho quente antes de ir para cama. No banho — ou quando estiver deitado — cubra o maxilar com uma compressa morna. O calor relaxa os músculos da mandíbula.

Pratique relaxamento muscular progressivo antes de dormir para que a tensão não faça com que você ranja os dentes à noite. Estando deitado, tensione e relaxe os músculos dos pés. Repita o procedimento com os músculos da panturrilha, depois com os da coxa e assim por diante, tensionando e relaxando cada conjunto de músculos do corpo de baixo para cima. Depois de exercitar os músculos do pescoço e da mandíbula, você vai se sentir relaxado como um boneco de pano.

Além disso, evite comer uma hora antes de ir dormir. A digestão dos alimentos durante o sono aumenta a probabilidade de bruxismo.

Proteja-se

Os protetores bucais feitos para boxeadores e jogadores de futebol americano também funcionam para as pessoas que rangem os dentes. Há muitos tipos em lojas de produtos esportivos. Siga as orientações para saber como moldá-lo na boca e use-o para dormir. A borracha absorve a pressão e protege os dentes. (Se o protetor que você está usando se ajustar mal ou se for usá-lo continuamente, fale com seu dentista sobre a possibilidade de se fazer um sob medida.)

Dê um descanso para seu maxilar

Durante o dia, faça um esforço consciente para manter o maxilar relaxado e os dentes entreabertos. Para lembrar, mantenha a língua entre os dentes de cima e os de baixo — se você continuar a trincá-los vai afetar suas terminações nervosas. Os médicos observaram que as pessoas que conseguem interromper o hábito de ranger os dentes durante o dia ficam menos propensas a rangê-los inconscientemente à noite. 

Evite alimentos que precisem ser muito mastigados — não só chicletes e balas duras, mas também bifes e alimentos desidratados que requerem movimento constante da mandíbula. E se você rói a ponta do lápis, é hora de parar. O padrão do movimento do maxilar de dia tende a se manter durante o sono.

Cuidado com o que bebe 

Leia também: Tomar café faz realmente bem à saúde?

Consuma o mínimo possível de álcool — o melhor seria parar de beber, sobretudo ao anoitecer. Pessoas que bebem muito à noite são mais propensas ao bruxismo. Evite bebidas cafeinadas. Sendo a cafeína um estimulante, se você bebe café, chá preto ou outras bebidas cafeinadas é muito mais provável que ranja os dentes.

O poder dos minerais 

Tome magnésio e cálcio em pó — na proporção 1:2 — todos os dias. Eles ajudam os músculos da mandíbula a relaxarem, particularmente à noite. As doses variam entre 600 mg de cálcio com 300 mg de magnésio e 1.000 mg de cálcio com 500 mg de magnésio diariamente. Comece com a dose menor; se não sentir melhora após algumas semanas, aumente a dosagem. Existem cápsulas duplas de cálcio e magnésio, mas elas não se dissolvem tão rapidamente. Se usar o produto em pó, dissolva os suplementos minerais em um suco ácido, como o de laranja ou de tangerina.

É necessário ir ao médico?

Se você acorda com dor no queixo, pescoço ou ombros, ou se tem dores de cabeça pela manhã, fale com seu dentista ou médico. E você deve procurar o dentista imediatamente se algum dente lascar em decorrência do bruxismo. Para bruxismo intenso, existe um método muito eficaz conhecido por INT-sst (inibição nociceptiva do trigêmeo — sistema de supressão da tensão). Esse método evita possíveis danos e enxaquecas decorrentes da tensão sobre os molares.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


Cadastre-se GRÁTIS para continuar lendo


Você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos

Já tem cadastro? Faça login aqui.

Já sou assinante da Revista Impressa

close